Pandemia já rendeu 19 denúncias para o MPSC na comarca de Canoinhas


Procedimentos foram instaurados pelo Ministério Público para investigação

 

 

 

 

PANDEMIA

Dos 3.489 procedimentos já iniciados pelo Ministério Público de Santa Catarina a partir de denúncias relacionadas a compras e ações emergenciais decorrentes da pandemia de covid-19, 13 são de Canoinhas, quatro se referem a Três Barras, 13 partiram de Mafra, um de Bela Vista do Toldo e um de Major Vieira.

 

 

 

 

 

Desde o dia 3 de fevereiro deste ano, quando a 33ª Promotoria de Justiça da Capital, que atua com abrangência estadual na área da Saúde, instaurou o primeiro procedimento administrativo relacionado ao combate e à prevenção da covid-19, o MPSC diz que vem agindo em todas as frentes ao seu alcance contra a pandemia, dentro de sua esfera de atuação, para cumprir a sua missão constitucional de zelar pela saúde e pela vida da população catarinense.

 

 

 

 

“Naquela data havia o registro de apenas dois casos de covid-19 no território catarinense, dentro de um total de 16 pessoas contaminadas em todo o país. Assim como os números de casos confirmados e de pessoas que morrem pela doença, infelizmente, crescem dia após dia, o número de procedimentos instaurados pelo MPSC devido à pandemia do novo coronavírus também deve ser atualizado quase que diariamente”, diz o MPSC.

 

 

 

 

Das 13 denúncias relacionadas a Canoinhas, duas se referem a cobrança de mensalidade por parte de faculdades em tempos de aulas à distância. Os estudantes pedem descontos. As outras se referem a contas públicas e preços considerados abusivos praticados por farmácias em relação a produtos como álcool em gel e máscaras.

 

 

 

 

 

 

 

 

AÇÃO

Ontem, durante a live para anunciar medidas mais restritivas para combate à covid-19, o prefeito Beto Passos (PSD) disse que os prefeitos da comarca estão empenhados em buscar formas de ajudar financeiramente o Hospital Santa Cruz de Canoinhas. O objetivo principal é reforçar a equipe que trabalha na ala covid-19, que está operando acima da sua capacidade de cinco vagas.

 

 

 

 

 

APELO

O presidente do HSCC, Reinaldo de Lima Jr, aproveitou a audiência da live desta segunda para fazer um apelo a técnicos de enfermagem. O Hospital abriu seis vagas temporárias para trabalhar na ala covid e vem enfrentando dificuldades para encontrar candidatos. Segundo o Conselho de Enfermagem de Santa Catarina, mais de 1,7 mil enfermeiros deixaram o trabalho por terem sido acometidos de covid. Quatro morreram, dois deles em Joinville.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MALDADE

Familiares do professor canoinhense Ederson Mota postaram um apelo nas redes sociais para que parem de espalhar que Mota, um dos mais respeitados professores, considerado autoridade em Língua Portuguesa na região, que contribuiu para a educação de tanta gente, teria morrido na ala covid do HSCC.

 

 

 

 

 

“Todos sabem o quanto nossa família preza pela nossa intimidade e discrição, tanto na vida real quanto e, principalmente, nas redes sociais. Mas devido aos recentes acontecimentos, senti-me na obrigação de realizar esse comunicado público. Meu pai está sim, passando por um momento difícil e encarando um grande desafio neste exato momento para superar uma enfermidade, seu estado inspira cuidados e está em estado grave, mas VIVO e, como sempre em sua vida, encarando mais essa batalha de frente, armado com a força de seus familiares, ladeado pela medicina e vigiado por Deus. Desta forma, ao invés de já antecipar uma situação que rezamos para que não ocorra, juntem-se a nós em oração, aliem-se a esse exército de positividade para que nosso guerreiro vença mais essa batalha. Peço a gentileza que divulguem essa mensagem, com a mesma força e dedicação dada aos fatos aventados sem critério anteriormente. Fiquem bem, com Deus, força e fé e, agradecemos desde já toda e qualquer energia positiva neste momento difícil”, postou um de seus filhos, Ederson Mota Junior.

 

 

 

 

 

 

 

 

RESPIRADORES

A Assembleia Legislativa de SC  aprovou indicação do deputado Vicente Caropreso (PSDB) solicitando ao governo a destinação de dois ventiladores pulmonares para o Hospital São Braz, de Porto União.

 

 

O hospital conta com 99 leitos, sendo 10 de UTI adulto, dos quais oito estão habilitados para atendimento do SUS.  “O hospital é referência na região e está credenciado para atender paciente suspeitos ou acometidos por covid-19. Os respiradores vão possibilitar ampliar e melhorar o atendimento à população durante a pandemia”, defende o deputado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PESQUISA

 

Arquivo

As pesquisas de opinião pública relativas às Eleições 2020 ou aos seus pretensos candidatos devem ser previamente registradas na Justiça Eleitoral até cinco dias antes de sua divulgação, por meio do Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais (PesqEle). A regra, que começou a valer no dia 1º de janeiro, é disciplinada pela Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 23.600/2019, que regulamenta os procedimentos relativos ao registro e à divulgação de pesquisas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Quatorze dias serão decisivos para estarmos em uma situação melhor ou pior”

do tenente coronel Silvano Sasinski, comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar de Canoinhas, sobre as medidas restritivas anunciadas ontem

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ECONOMIA

Apesar da pandemia, as obras da Via Atacadista estão a todo vapor na esquina da avenida Expedicionários com a rua Guilherme Prust, no Campo d’ Água Verde. Já as obras do Superpão estão atrasadas dentro do cronograma anunciado (havia uma expectativa de inaugurar a loja ainda neste ano). Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Canoinhas, Marcos Thiago, a pandemia atrasou, mas não inviabilizou o investimento. As obras começam ainda neste segundo semestre.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESPERA

O volume de reclamações feitas por consumidores relatando dificuldade para acessar os SACs das empresas e a baixa qualidade do atendimento explodiu na pandemia. Só em junho, as queixas cresceram cerca de 200% na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo levantamento feito pelo Reclame Aqui a pedido da coluna Painel SA, do jornal Folha de S.Paulo. Foram quase 100 mil demandas com termos como “SAC”, “0800”, “tentei ligar”, “não consegui atendimento”, “não obtive resposta” e outros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

50%

das empresas manterão mudanças adotadas na pandemia, aponta pesquisa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEVOLUÇÃO

Juízes do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina desaprovaram, por unanimidade, as contas de campanha de uma candidata ao cargo de deputado federal pelo Podemos (PODE) em 2018, determinando ainda a devolução ao Tesouro Nacional do valor de R$ 259,9 mil. O relator do processo, juiz Rodrigo Fernandes, enviou cópia ao Ministério Público Eleitoral para apuração de eventuais ilícitos eleitorais.

 

 

No voto, o relator destacou que “tanto a Secretaria de Controle Interno e Auditoria (SCIA), quanto a Procuradoria Regional Eleitoral, opinaram pela desaprovação das contas da candidata Denise Joceane dos Santos Borges dos Santos, relativas à campanha eleitoral de 2018, por entenderem que as falhas remanescentes, comprometeram a regularidade das contas”.

 

 

Entre os ilícitos eleitorais encontrados estão: ausência de registro de doação direta de partido; validação de dados e de regularidade da situação fiscal de fornecedores junto à Secretaria da Receita Federal do Brasil; além de um exame de auditoria contábil, realizado pela unidade técnica do TRE-SC, concluindo que 53,4% das despesas quitadas com recursos provenientes do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) seriam irregulares.





Deixe seu comentário: