quarta-feira, 27

de

outubro

de

2021

ACESSE NO 

Palmeiras supera Santos e se isola na liderança do Brasileiro

Últimas Notícias

- Ads -

Veja os destaques do brasileirão do fim de semana



Veja a tabela completa do Brasileirão


A 11ª rodada do Campeonato Brasileiro começou com um clássico cheio de gols no Allianz Parque, em São Paulo: o Palmeiras venceu o Santos por 3 a 2 e, com o triunfo, ficou sozinho na primeira posição da tabela, já que o Red Bull Bragantino, com quem dividia a liderança, empatou com o Athletico Paranaense em Curitiba por 2 a 2.


A vitória do Verdão foi construída principalmente no primeiro tempo. Com 21 minutos de jogo, o Palmeiras vencia por 2 a 0, com gols de Gustavo Gómez, de cabeça (em saída equivocada de João Paulo da meta santista) e Breno Lopes, em chute cruzado da entrada da área após jogada trabalhada.


O Santos passou o confronto tentando correr atrás do adversário sem nunca alcançar a igualdade. Aos 20 da segunda etapa, o uruguaio Carlos Sánchez cobrou pênalti que ele mesmo sofreu para diminuir a desvantagem.


No entanto, aos 37, Willian escorou cabeçada de Deyverson para voltar a abrir dois gols de frente para os donos da casa. O gol chegou a ser anulado por impedimento, mas após intervenção do árbitro de vídeo, foi validado.


Aos 47, em outro pênalti, desta vez cobrado por Marinho, o Alvinegro Praiano voltou a encostar, mas não houve tempo suficiente para tentar o empate.


O triunfo por 3 a 2 foi o quinto consecutivo do Palmeiras no campeonato, levando a equipe a 25 pontos conquistados de um total de 33 disputados. Já o Santos soma 15 pontos.




ATHLETICO X BRAGANTINO




@Divulgação






Na Arena da Baixada, Athletico Paranaense e Red Bull Bragantino entraram em campo como duas das quatro melhores equipes da competição e durante os 90 minutos justificaram a condição. Em um jogo equilibrado, os times empataram por 2 a 2, com destaque para o belo gol de Alerrandro, que abriu o placar para os visitantes em Curitiba. Ele recebeu e, de fora da área, acertou um chute de rara precisão que parou no ângulo esquerdo da meta defendida por Bento. Nikão, na primeira etapa e Terans, na segunda, viraram para o Athletico, mas a onze minutos do fim, Ytalo igualou o placar novamente. Com 23 pontos, o Bragantino se mantém como único invicto da competição, mas viu o Palmeiras abrir dois pontos na ponta. O Athletico vem logo atrás, em terceiro, com 20 pontos, mas com um jogo a menos.




GRÊMIO X INTERNACIONAL




@Divulgação





No retorno do técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, ao comando do Grêmio, o clássico de maior rivalidade do Rio Grande do Sul e um dos mais ferrenhos do país terminou empatado. Jogando na Arena do Grêmio, tanto o Tricolor quanto o Internacional não conseguiram tirar o zero do placar. O principal responsável pela falta de gols foi o camisa 34 do Grêmio, o goleiro Gabriel Chapecó, com diversas boas defesas. O resultado não foi satisfatório para nenhuma das equipes, que seguem mal na tabela: o Colorado tem apenas 11 pontos, momentaneamente ocupando a 14ª colocação, enquanto o Grêmio, que ainda não venceu no campeonato, não sai da lanterna, com três pontos somados.





ATLÉTICO-MG X AMÉRICA-MG



@Divulgação





O Atlético levou a melhor no clássico mineiro contra o América, disputado na noite deste sábado no Estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória por 1 a 0, a quarta seguida do Galo na competição, fez a equipe pular para 22 pontos e alcançar o terceiro lugar na tabela, ultrapassando o Athletico Paranaense. Já o Coelho, com nove pontos, está em 16º lugar, à beira da zona do rebaixamento.


No primeiro tempo, as duas equipes se alternaram na criação de chances de perigo. O América chegou a marcar, mas Carlos Alberto teve o gol anulado pelo VAR por impedimento. Já o Galo acertou a trave do goleiro Matheus Cavichioli.


Na volta para o segundo tempo, o técnico Cuca fez duas alterações que acabaram se mostrando decisivas. Hulk e o colombiano Dylan Borrero deram um outro tom ao jogo. Aos 22, em jogada iniciada por Hulk, Borrero marcou de primeira ao receber passe açucarado de Savarino já dentro da área. O gol acabou definindo a partida.



Na próxima rodada, o Atlético visita o Corinthians, em São Paulo, no sábado, 17. Porém, antes disso, o Galo começa o confronto de oitavas de final da Libertadores diante do Boca Juniors, com o jogo de ida na terça, 13, em Buenos Aires. Já o Coelho entra em campo somente na segunda da semana seguinte, 19, quando recebe o Sport.




SÃO PAULO X BAHIA




Depois de começar o Campeonato Brasileiro emendando nove jogos sem vitória, o São Paulo chegou ao segundo triunfo em série ao bater o Bahia por 1 a 0, também na noite deste sábado, no Morumbi. O gol da partida foi marcado já nos acréscimos da segunda etapa. Após cruzamento de Reinaldo pelo lado esquerdo, Liziero apareceu para completar de cabeça. Ao Bahia restou lamentar as oportunidades desperdiçadas na primeira etapa, entre elas uma bola no travessão de Tiago Volpi.


Com o resultado, o São Paulo foi a 11 pontos, na 14ª colocação, enquanto o Bahia, com 17, é o sexto.


O próximo compromisso da equipe comandada por Hernán Crespo é pela Libertadores. Também no Morumbi, o time encara o Racing, da Argentina, na próxima terça-feira, às 21h30, na partida de ida das oitavas de final da competição. Pelo Brasileiro, o time recebe o Fortaleza no sábado às 17h. Já o Bahia só retorna a campo no próximo domingo, 18, pela 12ª rodada do Brasileirão.




FLUMINENSE X SPORT



@Divulgação





Mesmo sem jogar bem e com um time cheio de reservas, o Fluminense contou com a estrela de Lucca para vencer o Sport por 2 a 1, de virada, na Ilha do Retiro e chegou a 17 pontos na tabela. O Leão da Ilha permanece com 7 pontos e continua na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro.


O Fluminense começou o primeiro tempo dominando e perdendo oportunidades. Logo aos 4 minutos, Nenê recebeu passe de Cazares dentro da área e finalizou de perna esquerda em cima de Maílson. Dois minutos depois, o goleiro do Sport operou um milagre. Luiz Henrique completou, de cabeça, cruzamento de Nenê e Maílson salvou.


Depois dos sustos, o Leão da Ilha passou a ter as suas chances. Aos 9 minutos, André arriscou de fora da área, obrigando Muriel a jogar bola para escanteio. O Tricolor encontrava dificuldades para criar no meio de campo e Paulo Henrique Ganso não conseguia dar sequência às jogadas. O goleiro do Flu fez outra grande defesa aos 23 minutos, em finalização de Tréllez. Dois minutos depois, o atacante quase fez o primeiro de cabeça, mas a bola passou perto.


De tanto insistir, o Sport abriu o placar. Cruzamento de Ricardinho pela direita e David Braz interceptou com o braço. Pênalti cobrado por André com categoria, que faz 1 a 0, aos 41 minutos.


O técnico Roger Machado mudou no segundo tempo. Tirou Nenê e colocou Lucca. E foi o camisa 7 o principal responsável pela virada Tricolor. Aos 19 minutos, Danilo Barcelos cruzou e Mailson rebateu. A bola sobrou para Lucca, que cabeceou, mas o goleiro rubro-negro fez a defesa.


A dupla Danilo Barcelos e Lucca não parou por aí. Aos 21 minutos, o lateral-esquerdo avançou e cruzou rasteiro. O atacante escorou e deixou tudo igual na Ilha do Retiro. Seis minutos depois, veio o gol da virada. Escanteio cobrado por Danilo e Lucca subiu mais que toda a defesa adversária para cabecear e decretar a vitória tricolor.


Na próxima rodada, o Fluminense enfrenta o Grêmio, sábado, 17, no Maracanã, às 17h. Antes, o time de Roger Machado encara o Cerro Porteño, terça-feira, 13, às 19h15min, em Assunção. Já o Sport pega o América-MG, segunda-feira, 19, às 20h, no Independência, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.



JUVENTUDE X ATLÉTICO-GO



@Divulgação





Jogando em casa, no Estádio Alfredo Jaconi, o Juventude acreditou até o fim e conseguiu o empate aos 51 minutos da segunda etapa diante do Atlético-GO, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. A igualdade por 1 a 1 deixa as duas equipes no meio da tabela. O Atlético ocupa momentaneamente a nona colocação, com 15 pontos, enquanto o clube de Caxias do Sul aparece em 12º, com 13.


O primeiro tempo foi de oportunidades dos dois lados, mas com prevalência dos goleiros Marcelo Carné (Juventude) e Fernando Miguel (Atlético-GO), com pelo menos duas boas defesas cada.


Na segunda etapa, os zeros saíram do placar. Aos 31, cinco minutos depois de entrar, Zé Roberto aproveitou lançamento longo de Natanael e, mesmo sem ângulo, cabeceou para encontrar as redes pelo Atlético.


O próprio Zé Roberto poderia ter liquidado o jogo aos 46, quando recebeu completamente livre e de frente para o gol, mas chutou em cima de Marcelo Carné.


A oportunidade de ouro fez falta, já que aos 49 Gabriel Baralhas tocou com a mão na bola dentro da área. Pênalti para o Juventude, convertido por Matheus Peixoto, vice-artilheiro da competição, com seis gols.


As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, 18. O Atlético-GO recebe o Palmeiras e o Juventude faz o dérbi gaúcho diante do Internacional, no Beira-Rio.



FLAMENGO X CHAPECOENSE



@Divulgação






Com o novo técnico, Renato Gaúcho, acompanhando das tribunas do Maracanã, o Flamengo derrotou a Chapecoense por 2 a 1, de virada, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O triunfo, alcançado com gols de Arrascaeta e Michael (Perotti havia aberto o placar para a Chape), faz o Rubro-Negro subir para 15 pontos na tabela, ocupando provisoriamente a nona colocação, mesmo com dois jogos a menos que a maioria dos concorrentes. A equipe catarinense, por sua vez, segue sem vencer e tem apenas quatro pontos somados, na penúltima colocação.


O primeiro tempo no Maracanã foi no máximo morno. O Flamengo, comandado interinamente por Mauricio Souza, técnico da equipe sub-20, criou mas não levou muito perigo. A melhor oportunidade acabou sendo da Chape, mas Fabinho, que aproveitou erro na saída de bola do time carioca, parou no goleiro Diego Alves.


Na segunda etapa, Diego Alves apareceu mais uma vez, mas agora de forma negativa. Em cobrança de falta de Busanello, ele falhou ao tentar encaixar o chute e deu rebote, aproveitado imediatamente por Perotti, que abriu o placar aos 21 minutos.


Pressionado, o Flamengo respondeu e foi ligeiro. Aos 32, após bola não dominada por Pedro na entrada da área, Arrascaeta pegou de primeira, rasteiro, sem dar chances ao goleiro João Paulo.


Quatro minutos depois, veio a virada em uma bela jogada de Michael, que recebeu na esquerda e passou por quatro defensores, incluindo o goleiro, para empurrar para a rede.


O triunfo dá tranquilidade para o novo técnico Renato Gaúcho, que assume a partir de agora, no lugar de Rogério Ceni. O compromisso mais próximo na agenda rubro-negra é a abertura das oitavas de final da Libertadores, diante do Defensa y Justicia, da Argentina, na quarta-feira, fora de casa. Pelo Brasileiro, a equipe entra em campo no domingo, diante do Bahia, em Salvador. Já a Chapecoense vai em busca da primeira vitória na competição também no domingo, quando recebe o Cuiabá, outra equipe que ainda não venceu.




CUIABÁ X CEARÁ



A equipe mato-grossense poderia ter encerrado o jejum na noite deste domingo, já que saiu na frente do Ceará, na Arena Pantanal, com o gol de cabeça de Elton aos 26 minutos, após cobrança de escanteio da esquerda.


Porém, a expulsão de Pepê, ainda no primeiro tempo, pelo segundo cartão amarelo, dificultou a vida do Dourado.


Na segunda etapa, com mais espaço em campo e com a ajuda do meio-campo Lima, com duas assistências, o Ceará virou em 20 minutos, com gols de Rick e Jael.


Mas já no finalzinho, aos 48, Jenison aproveitou a pressão do Cuiabá para empatar.


Foi o sexto empate do time no campeonato, no qual ocupa a 18ª posição. O Ceará, que não perde há sete jogos, soma 15, momentaneamente em 11º. O Vozão agora entra em campo no sábado, 17, para enfrentar o Athletico Paranaense no Castelão, em Fortaleza.