segunda-feira, 27

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Novo secretariado de Passos repete a prática do acomodamento político

Últimas Notícias

- Ads -

Secretários sem muita afinidade com suas respectivas pastas são indícios de insucesso

 

 

 

CADA UM NO SEU QUADRADO

Cumprimentando os prezados leitores e imaginando que senti muito mais falta de escrever do que vocês de lerem meus rabiscos, peço sua preciosa atenção para mais algumas observações. A partir de agora estou aqui de segunda a quinta e sábados com notinhas sobre a política regional, estadual e alguns poucos pitacos sobre a política nacional. Que tenhamos um ano produtivo e muito melhor que 2020!

 

 

 

Começo analisando o novo secretariado de Beto Passos (PSD). Em entrevista à coluna logo depois da eleição, Passos disse que não teria essa história de acomodação política. Mas teve. Senão como explicar Edmilson Verka na pasta de Obras, Fabiano Freitas no Desenvolvimento Econômico e Célio Galeski no Desenvolvimento Rural?

 

 

 

 

Verka e Freitas têm em comum uma boa votação alcançada em novembro. Verka obteve 527 votos e Freitas, 485. Ficaram entre os três primeiros suplentes do PSD. O terceiro, Nilson Cochask, trocou a suplência pela titularidade com Osmar Oleskovicz, que volta para a Educação. Ressalte-se: Osmar é professor, foi diretor de várias escolas e já se provou um secretário à altura do cargo no primeiro mandato de Passos. Da vontade dele, cumpriria seu mandato na Câmara, mas cedeu a insistência de Passos na tentativa de acomodar Cochask.

 

 

 

Galeski não foi candidato, mas apresenta Silmara Gontarek (PL), do partido que preside, como um trunfo. Passos respeita tanto esse raciocínio que deu uma Secretaria para outro líder partidário, nesse caso, Augustinho Machado, da executiva do Progressistas. No caso de Machado, no entanto, ele é formado em Engenharia Florestal e vai comandar a pasta do Meio Ambiente. Coloca-se nessa conta, também, o suplente do PL Mario Erzinger, que vai comandar a pasta da Habitação, pasta que, ressalte-se, não exige formação específica.

 

 

 

 

De modo geral, Passos fez o que todos fazem. Certificou-se de se cercar de aliados e contentar aqueles que fizeram mais votos nas urnas, que se prospectam como bons cabos eleitorais em próximas eleições. Sinal claro de que está de olho na eleição para a Assembleia em 2022. Poderia promover uma reestruturação a fim de otimizar secretarias e se livrar de quem tem muito mais vocação para encosto do que aliado, mas não o fez. Falou mais alto o pragmatismo político. No fim das contas, as urnas falam mais alto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

UM DIA VEM

Tomógrafo do CDI que estragou/Arquivo

Prefeito Beto Passos (PSD) recebeu a informação de que o Governo do Estado havia depositado R$ 1,2 milhão na conta do Hospital Santa Cruz para a compra do tão aguardado tomógrafo. Alarme falso. Até o final da tarde desta sexta não havia nada de depósito do governo na conta do Hospital.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PLANOS

Prefeito Beto Passos disse nesta sexta no programa Repórter 98 da 98FM, que vai começar a obra no calçamento da rua Vidal Ramos (do Bradesco). Segundo ele, a rua será reformulada e deverá ter estacionamento nos dois lados, entre o Bradesco e a Fundação Cultural.

 

 

 

 

 

Anunciou, também, o início das obras do Centro de Educação Infantil (CEI) do Centro, que vai receber, com justiça, o nome do professor Ederson Motta. O prédio será construído onde hoje está a garagem da Secretaria de Obras. A garagem ainda não tem destino definido. “Queremos um local em que fique uma boa saída para máquinas e caminhões para os bairros e que não passe pelo centro”, ressaltou.

 

 

 

A reforma da Escola Municipal Presidente Castelo Branco (sim, ainda temos escola com nome de ditador em Canoinhas) deve ser concluída nos próximos dias. Segundo Passos, a escola tinha capacidade para 500 alunos e agora com a reforma vai comportar 650.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CARTEIRAS VAZIAS

Passos não vislumbra uma data para a retomada das aulas presenciais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AVANÇO

Luiz Felipe Marschalk/JMais

A inauguração do Centro Médico é uma vitória do Hospital Santa Cruz e, segundo os envolvidos, o início de uma nova e ambiciosa era, com a possiblidade de, adiante, Canoinhas pleitear a alta complexidade em determinadas áreas. Com  17 especialidades e um novo Pronto Atendimento, o Centro Médico já tem pretensões audaciosas logo de cara. A esperar para poder formar opinião mais embasada sobre a prática.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AFIADOS

Os quatro vereadores de oposição já mostraram que vão dar trabalho ao prefeito Beto Passos logo na primeira sessão extraordinária ocorrida nesta semana. Eles negaram parecer nas comissões a dois projetos de lei que, na visão deles, estavam com documentação incompleta: um que alterava o funcionamento do Mercado Municipal e outro sobre atribuições dos advogados que atuam na Procuradoria do Município.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LEVANTA-TE

 

Pike entre Passos e a secretária Katia Oliscovicz/Luiz Felipe Marschalk/JMais

Durante seu discurso na inauguração do Centro Médico, vice-prefeito Renato Pike (PL) trocou o nome do presidente do Conselho do Hospital, João Mario Grosskopf, pelo do professor João Rosa Müller, já falecido. Corrigiu na hora, mas aí a gafe já estava devidamente registrada.

 

 

 

Pike é só alegria. Além da reeleição conseguiu ingressar no curso de Medicina da UnC Mafra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POLÊMICA À VISTA

Divulgação

Vereadora Tatiane Carvalho (MDB) vai apresentar projeto de lei que proíbe o estouro de fogos de artifício com estampido em Canoinhas. A justificativa é óbvia: o barulho incomoda a todos, sobretudo idosos e crianças. No caso dos cães, que têm audição aguçada, pode provocar até mortes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PODE OU NÃO PODE

Correu as redes sociais a foto do prefeito de Papanduva, Luiz Henrique Saliba, entre os primeiros a tomar a vacina contra a covid-19. Ocorre que Saliba é médico e, ao que a foto indica, vem tratando gente com o coronavírus.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PRECONCEITO

Major Vieira Notícias/Facebook/Reprodução

Autorizados a ficar no Estádio Municipal de Major Vieira, um grupo de ciganos foi alvo de preconceito nas redes sociais. Moradores da cidade não aprovam a ação do prefeito e cobram a retirada dos ciganos do estádio. O Município informou que a decisão é transitória, até se encontrar um local adequado para o grupo. Contudo, ciganos formam um povo nômade, o que leva a crer que eles mesmos deixem a cidade antes de qualquer ação do poder público.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O MAIOR

Não é só Major Vieira e Três Barras que estão em festa neste sábado, 23. Nesta mesma data o governador Eriberto Hülse criou o distrito de Pinheiros em Canoinhas. “Na mesma ocasião da criação dos Municípios de Três Barras, e Major Vieira, a Assembleia Legislativa criou também o Distrito de Pinheiros atendendo pedido da Câmara de Vereadores de Canoinhas. O novo Distrito que abrange uma área extensa, está com todas as possibilidades de se tor­nar um dos maiores do Município. Barra Mansa, Rio D’Areia, Santa Emígdia, Serra das Mortes, Santa Barbara de Rio dos Pardos e Pinheiros, localidades principais, com lavoura desenvolvida e algumas indústrias, tornarão Pinheíros em pouco tempo o Distrito mais populoso. A sede do Distrito será Santa Barbara de Rio dos Pardos”, descreveu o jornal Correio do Norte há 60 anos.