sexta-feira, 1

de

julho

de

2022

ACESSE NO 

Norma Pereira vai disputar uma vaga no Congresso pelo Podemos

Últimas Notícias

- Ads -

Ex-vereadora não chegou a concluir filiação no PSB

PODEMOS

A ex-vereadora Norma Pereira trocou o PSB pelo Podemos. Norma, que foi candidata a prefeita em 2020 e que chegou a assumir suplência do PSDB, seu antigo partido, na Câmara Federal, vai tentar emplacar uma vaga, novamente, no Congresso Nacional.

Quando se abriu a janela para troca partidária, Norma aproveitou a onda e anunciou sua ida para o PSB. Ela acompanhou um de seus maiores aliados, o ex-prefeito de Rio Negrinho, Julio Rinconi. A filiação havia sido intermediada por Mauro Mariani.

O PSB foi a escolha, também, do senador Dário Berger, que deixou o MDB e tem pretensões de concorrer ao Governo do Estado.

Contudo, como não tem mandato, logo Norma não corre o risco de perdê-lo por trocar de partido. A ex-vereadora, então, fez uma reanálise do cenário e optou por se filiar ao Podemos. Norma e aliados foram pragmáticos em fazer um estudo de viabilidade eleitoral – legenda, nominata, densidade eleitoral da base e potencial de votos na região. O resultado foi a escolha pelo Podemos. Agora, a sorte está lançada.


DISPENSADO

Prefeito em exercício Willian Godoy (PSD) dispensou licitação para contratar a Bueno Transportes (R$ 216,3 mil) e a Ktiva Viagens (R$ 117,6 mil) a fim de não deixar o transporte escolar descoberto entre 12 de abril e 15 de junho. Novo edital deve ser lançado em breve.




MDB

O pré-candidato a governador, Antidio Lunelli, se reuniu com a militância de Canoinhas na sexta-feira passada no Restaurante Doces e Fricotes. Até o próximo dia 20 deve estar pronta uma pesquisa encomendada pelo MDB estadual. O levantamento qualitativo e quantitativo dará o direcionamento ao partido, se mantém o ex-prefeito de Jaraguá do Sul como o pré-candidato emedebista, ou se irão em busca de um outro projeto.



NOVELA

O Estado de Santa Catarina pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que execute sentença favorável sobre os royalties do petróleo. Pela decisão que transitou em julgado, erros na demarcação territorial fizeram com que Santa Catarina deixasse de receber valores importantes na exploração desde de 1986. Estima-se que seja algo em torno de R$ 300 milhões.


LIXÕES

 Edilson Rodrigues/Agência Senado

Uma das principais promessas do governo de Jair Bolsonaro (PL) para a área ambiental, o fim dos lixões e aterros controlados no país tem andado em ritmo lento. Na toada atual, a meta de interromper o uso desses locais em 2024 vai atrasar quase 40 anos –o objetivo só seria alcançado em 2063.