“Não tem digitais do Aguiar para tirar o Derby do cargo dele. Eu nem quero aquele cargo”, diz ex-deputado

Ex-deputado Aguiar na Alesc/Solon Soares/Agência AL

Antonio Aguiar (PSD) participou da sessão da Câmara de Vereadores nesta segunda-feira, 4

 

 

GASOLINA NO INCÊNDIO

Ex-deputado estadual Antonio Aguiar (PSD), que participou da sessão de ontem da Câmara de Canoinhas, colocou mais fogo no incêndio que tomou conta da relação da direção do Hospital Santa Cruz de Canoinhas (HSCC) com a classe política.


 

 

Aguiar relembrou que quando assumiu a presidência do Hospital Santa Cruz, nos anos 1990, encontrou uma dívida milionária. Na primeira semana, diz ele, dobrou o faturamento do Hospital, pagou salários atrasados e criou um plano de classificação do salário dos funcionários. “Saí do Hospital sem dever nada. Hoje, o Hospital Santa Cruz não tem negativas. Para Aguiar, são incontáveis os milhões que ele trouxe para a Saúde. “Essas são as digitais do deputado Aguiar, não que tem digitais do Aguiar para tirar o Derby do cargo dele. Eu nem quero aquele cargo. Se o Hospital não vai bem é por incompetência do senhor Derby Machado, perdão, Derby Fontana”, afirmou, confundindo o administrador do HSCC com o ervateiro já falecido que, conforme Aguiar, foi homenageado por ele na Assembleia.

 

 

Acusou Derby de ter mandado carta ao Estado dizendo que o HSCC não queria ser referência em ortopedia. “Isso é prova de competência?”, questionou, acusando Derby de não ter tato para lidar com os prefeitos da região, com os quais brigou. “Não quero nenhum cargo de diretor do hospital, não preciso de cargo, sou concursado em dois municípios e tenho minha clínica para trabalhar, mas quero deixar esse meu desabafo para que não fiquem falando abobrinha”, disse, conclamando todos a se unirem para o bem de Canoinhas.

 

 

Aguiar concluiu dizendo que o povo não é contra a política velha, “mas contra a política velhaca, que agride, que fofoca por trás.”

 

 

DESENVOLVIMENTO

Para Aguiar, Canoinhas não sentiu os efeitos da crise econômica que engole empregos em todo o País. Tudo “graças a competência do prefeito Beto Passos”.

 

Aguiar encerrou mandato na semana passada, mas ainda se refere a si mesmo na terceira pessoa como deputado.

 

 

MAIOR CONQUISTA

Em seu discurso na Câmara, Aguiar elencou uma série de benefícios que seus mandatos trouxeram para a região. Elegeu o asfalto de acesso a Marcílio Dias como sua maior conquista. Segundo ele, 180 leis de sua autoria foram sancionadas pelos governadores em cinco mandatos. “As melhores leis de Santa Catarina tiveram a participação do deputado Antonio Aguiar”, afirmou.

 

 



 

“Raimundo Colombo mentiu, Pinho Moreira mentiu mais ainda. Mauro Mariani também mentiu”

Do ex-deputado Antonio Aguiar (PSD), sobre a reforma da SC-477, afirmando que “cargo eletivo não mais, mas político somos sempre”, dando a entender que quer continuar a ter protagonismo no cenário político regional

 

 

FÓRUM

Segundo o vereador Paulo Glinski (PSD), somente agora, um ano depois de desativado o prédio do Fórum da Comarca de Canoinhas, o Tribunal de Justiça do Estado (TJSC) decidiu por votação unânime por doar o prédio para o Município de Canoinhas. Mas para a questão se efetivar, ainda tem um bom caminho.

 

 

Há a necessidade da atualização do registro imobiliário e minuta do projeto de lei que passará primeiramente pela diretoria do TJSC e, depois, deve ser apreciado na Assembleia Legislativa.

 

 

Enquanto isso, o prédio abandonado é alvo fácil para vandalismo. Glinski acredita que a estrutura esteja nas mãos do Município ainda neste ano. Ele sugere que o prédio seja a nova sede da Câmara de Vereadores, que hoje vive de favor na ala da prefeitura cedida pelo poder Executivo.

 

 

“Não queremos ser interferência no poder Executivo, também não queremos interferência do poder Executivo no Legislativo”

Do presidente da Câmara de Canoinhas, Célio Galeski (PR), mandando um recado para o prefeito na abertura do ano legislativo ontem. Beto Passos participou da sessão

 

 

SUBSÍDIOS

O Conselho das Federações Empresariais de SC (Cofem) emitiu nota contestando a formação de um grupo de trabalho para analisar as concessões de benefícios fiscais. “A participação efetiva nos órgãos é de grande importância para a defesa dos direitos e interesses dos empresários catarinenses em diversos segmentos. As representações fazem com que a instituição esteja sempre à frente nas ações e propostas, permitindo a atualização constante da instituição no que se refere à atuação de setores específicos, no âmbito governamental e outros”, disse o Cofem em nota.

 

 

LIMINAR NEGADA

O ministro do Supremo, Luiz Fux, negou liminar impetrada pelo Governo do Estado que pedia a anulação da PEC do aumento de recursos para a Saúde de 12 para 15%. Carlos Moisés da Silva (PSL) afirma que o Estado paga hoje mais que isso, porque está quitando dívidas de governos passados.

 

Deixe seu comentário:

Top