Municípios da região vão bem nos anos iniciais, mas derrapam nos anos finais


Renan Medeiros/Arquivo/Secom

Três Barras e Bela Vista do Toldo não alcançaram meta até o 5º ano; nos anos finais nenhum cumpriu meta

 

 

Os resultados do  Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referentes a 2019 divulgados nesta terça-feira, 15, indicam que a região de Canoinhas tem focado corretamente nos anos iniciais do ensino fundamental (1º a 5º anos), mas derrapado nos anos finais (6º a 9º anos). Nos anos iniciais, com exceção de Bela Vista do Toldo e Três Barras, todos os demais Municípios atingiram a meta extipulada pelo Ministério da Educação. Já nos anos finais nenhum Município da região alcançou a meta.

 

 

 

 

O melhor desempenho da região nos anos iniciais foi de Irineópolis. Com meta de atingir nota 6,1, o Município conseguiu média 7,4. Canoinhas tinha a meta de alcançar nota 6,3, mas conseguiu média 6,8. Três Barras, por sua vez, tinha como meta nota 5,8, mas ficou com média 5,2. Bela Vista do Toldo não tem nota divulgada desde 2011, quando os alunos dos anos iniciais alcançaram média 5,1. A meta para 2019 era de nota 6,1.

 

 

 

 

Escolas de Felipe Schmidt, Salto e Sagrado têm melhores desempenhos

 

 

 

 

 

Nos anos finais do ensino fundamental nenhum dos Municípios da região cumpriu as metas. Canoinhas, por exemplo, tinha meta de alcançar nota 5,8, mas ficou com nota 5,4.

 

 

 

 

Já no Ensino Médio, com dados desde 2017, Canoinhas, Mafra, Itaiópolis e Papanduva alcançaram a meta. Já Três Barras, Porto União e Monte Castelo não alcançaram a meta.

 

 

 

 

Brasil avança no Ideb, mas apenas ensino fundamental cumpre meta

 

 

 

 

 

 

MELHOR DESEMPENHO

A secretária de Educação de Irineópolis, Lilian Eliane Batschauer, explica que o processo de ensino tem contribuição em todos os níveis. “Uma educação infantil de qualidade traz bons resultados no futuro. Os anos finais ainda têm sido nosso maior desafio, mas estamos buscando mudar essa realidade, trabalhando as metodologias ativas, realizando formações com nossos profissionais, mostras pedagógicas, investindo em tecnologia, como as lousas digitais, curso de informática para nossos professores e alunos, curso de robótica, além da melhorias na infraestrutura das unidades de ensino. Agora, com a divulgação do Ideb de 2019, vamos avaliar os resultados em conjunto com os profissionais da rede para identificar o que ainda pode ser melhorado”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTADO

O desempenho de Santa Catarina no Ensino Médio era de 4,1 em 2017 e subiu para 4,2 em 2019, alcançando o melhor índice em oito anos nessa faixa etária e dentro da média nacional. O índice calculado pelo INEP varia de 0 a 10 e considera as taxas de aprovação dos alunos com o resultado dos alunos no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

 





Deixe seu comentário: