Município marca para junho licitação de terreno cedido à Aurora


Terreno comprado pelo Governo do Estado e colocado à disposição da Aurora/Arquivo

O terreno que ficou por cerca de três anos a disposição da Aurora fica às margens da BR-280

 

 

 

LICITAÇÃO

Parte do terreno que seria doado à Coopercentral Aurora será licitado no próximo dia 15 de junho. Somada a área, que fica na localidade de Barreiros, a outra na localidade de Rio dos Poços, serão licitados 484.279 metros quadrados de área.

 

 

 

O terreno que ficou por cerca de três anos a disposição da Aurora fica às margens da BR-280, entre Canoinhas e Bela Vista do Toldo. Como a empresa deu o calote em Canoinhas, a Câmara havia aprovado o arrendamento da área para plantio.

 

 

 

Agora, a ideia é licitar  parte da área no total de 308.552,325 metros quadrados, que quando comprado pelo Governo do Estado custou mais de R$ 1,5 milhão, para doação. A área seria destinada para a instalação e/ou ampliação de indústria no Município.

 

 

 

 

No mesmo dia será feita a doação de outra área, de 175.727,670 metros quadros, que fica na localidade de Rio dos Poços.

 

 

 

O vencedor do processo licitatório pode até mesmo oferecer o imóvel em garantia de financiamento para investimento na própria área. “Considerando que este imóvel estava cedido em caráter precário, caberá ao vencedor da licitação indenizar eventuais benfeitorias existentes sobre o imóvel a quem de direito”, destaca a lei aprovada em regime de urgência pela Câmara de Canoinhas sob protestos solitários da vereadora Camila Lima (MDB).

 

 

 

 

 

A mesma lei permite que o Município execute serviços de infraestrutura no imóvel, como terraplanagem, escavações, utilizando para tanto máquinas e equipamentos da Prefeitura ou mediante contratação de terceiros. As obras terão de ser iniciadas em até 60 dias. As cláusulas de reversão, como a obrigação de criar empregos, perderão validade em 10 anos, ou seja, passada uma década o terreno é do vencedor do processo licitatório.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BARREIRA

Barreira sanitária ao lado do portal de Canoinhas/Priscila Noernberg

Quem transita pelas barreiras sanitárias montadas nesta semana em Canoinhas afirma que o tempo no qual se faz a desinfecção dos veículos é bem restrito, gira em torno de duas horas pela manhã (entre 9 e 11 horas) e duas horas à tarde (entre 13 e 15 horas). Como bem alerta uma leitora, os caminhões de carga e descarga que vêm de diferentes locais do País entram em Canoinhas bem cedo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTAS SAUDÁVEIS

Sede da Fricasa em Canoinhas/Edinei Wassoaski/JMais

A venda da Fricasa Alimentos para a PifPaf passa longe da crise. Balanço da empresa publicado nesta quinta-feira, 30, mostra resultado líquido de R$ 11,1 milhões em 2019, o dobro do faturamento de 2018 quando R$ 5,6 milhões foram contabilizados.

 

 

 

 

 

 

REFÚGIO

Na sessão de terça-feira, 29, os vereadores aprovaram um requerimento e uma indicação com o mesmo teor, solicitando estudos para construção de um refúgio ao lado do asfalto da BR 280, na localidade de Rio da Areia de Baixo, em estrada que dá acesso às localidades de Colônia Figura e Valinhos, no interior de Canoinhas.

 

 

 

 

 

A indicação foi encaminhada ao prefeito Beto Passos e ao secretário de Planejamento Rafael Rottili Roeder. Já o requerimento foi direcionado ao superintendente do DNIT-SC, Ronaldo Carioni Barbosa. O vereador Célio Galeski comentou que o DNIT a princípio não poderá realizar rapidamente a construção, mas o órgão se prontificou a auxiliar tecnicamente a prefeitura para que ela possa efetivar, mesmo que de forma provisória, a obra necessária. “Estamos fazendo essa indicação para que pelo menos por hora solucione essa situação mesmo que de maneira precária, mas que possa atender esse pleito da comunidade”, comentou o vereador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CASAN 

Diante do grande número de demandas na Central de Atendimento 0800 643 0195, a Casan pede compreensão aos usuários caso a ligação não seja atendida de forma imediata.

 

 

 

 

Em função do fechamento dos postos e Agências que prestavam atendimento presencial e redução das equipes devido à orientação de isolamento social e a dificuldades de locomoção dos trabalhadores, a Companhia enfrenta um momento de maior demora no retorno às ligações.

 

 

 

A sobrecarga deve-se também aos problemas de abastecimento relacionados à estiagem no Estado e a consultas sobre revisão de faturas e o benefício da Tarifa Social.

 

 

 

16 milhões

de assinantes foram captados pela Netflix desde que começou o período da pandemia

 

 

 

GRIPES

O presidente Bolsonaro defendeu há poucos dias que outras gripes virais mataram mais do que o total de pessoas que o coronavírus levaria a óbito e que, portanto, não fazia sentido reagir com histeria à pandemia mundial.

 

 

 

Pois bem, de 2010 a 2019, 1.645 pessoas morreram infectadas no Brasil pelo vírus que causa a gripe nos meses de janeiro a abril. Até agora, o novo coronavírus já matou 5.466 no Brasil.





Deixe seu comentário: