Motorista de Voyage morre depois de sofrer acidente na rodovia BR-280


Divulgação

Cleverson Straube chegou  a ficar preso às ferragens

 

 

 

Morreu o motorista do Voyage com placas de Irineópolis que sofreu um acidente por volta das 6h30 deste sábado, 5, na BR-280, em Canoinhas. O acidente envolvendo o Voyage e um caminhão aconteceu no quilômetro 265, próximo a entrada da localidade de Felipe Schmidt, e não em Bonetes, conforme informado anteriormente. Na quinta-feira, 3, também uma colisão entre um carro e um caminhão, vitimou um canoinhense de 53 anos, na BR 280.

 

 

 

Cleverson Straube, 37 anos, chegou a ficar preso às ferragens e, ao ser desencarcerado, constatou-se o óbito. O motor do carro chegou a ser arremessado 20 metros adiante. De acordo com o boletim do Corpo de Bombeiros de Canoinhas, Straube teve perca de massa enfálica e múltiplas fraturas.

 

 

Chovia forte na região na hora do acidente.

 

 

O segundo veículo envolvido, era um caminhão Volkswagen 9-170,  conduzido por um homem de 41 anos. Ele ainda encontrava-se dentro do veículo, consciente, orientado, com sinais vitais normais, porém queixava-se de dores nas pernas, apresentando suspeita de fraturas.

 

 

 

Devido ao grande impacto, as portas do veículo não se abriam, sendo necessário a utilização de técnicas de resgate veicular. A equipe do caminhão ABTR 124 iniciou o resgate, enquanto que a equipe de atendimento pré-hospitalar e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), extraíram a vítima das ferragens.

 

 

 

O motorista do caminhão foi transportado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Canoinhas pela equipe do Samu. Logo após, foi retirado o corpo de Cleverson das ferragens.

 

 

 

Durante o atendimento, a rodovia foi interditada para segurança e a Polícia Militar auxiliou a sinalização do local. Foram acionados o Instituto Geral de Pericia (IGP) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) no local. Após a saída da viatura pré-hospitalar, o local ficou aos cuidados da equipe do caminhão de resgate ABTR-124.

 

 

 

Sandro Luiz Marteli da empresa Rech e Rosa, auxiliou com um caminhão Munck para a estabilização do caminhão e segurança do resgate. O médico Mário André dos Santos, que passava pelo local, auxiliou no resgate da vítima.

 

 

 

 

Cleverson (foto) morava em Irineópolis, onde era bastante conhecido por ser instrutor da Afubra. Ele deixa a esposa e um filho.

 





Deixe seu comentário: