MDB divulga nota rechaçando fala de Beto Passos em debate


Paulinho (D) com o prefeito Beto Passos e a secretária de Saúde Zenici Dreher/Divulgação

Partido afirma que foi procurado por Passos durante três meses para compor com ele

 

 

 

RESPOSTA

Em resposta à fala do prefeito Beto Passos (PSD) durante o debate promovido pelo JMais no domingo, 8, o MDB enviou uma carta à coluna. Durante o debate, Passos questionou a candidata Norma Pereira (PSDB) sobre como ela iria reduzir o número de cargos comissionados na prefeitura se precisará comportar o MDB no seu possível governo e criticou o plano de cargos e salários proposto pelo ex-prefeito Leoberto Weinert (MDB), aprovado pela Câmara. O candidato a vice de Norma é o presidente municipal do MDB, Paulinho Basilio. Na carta, o partido chama de “falácias” o que foi dito por Passos.

 

 

 

 

“O atual prefeito tentou a todo custo menosprezar a história de pessoas como Alenir Pereira, Paulo Faria, Ico Costa, José João Klempous, Leoberto Weinert, Beto Faria, todos ex-prefeitos do MDB”, afirma o texto.

 

 

 

Segundo o MDB, “de janeiro a março de 2020 o atual prefeito Beto Passos tentou de várias maneiras ter algum dos líderes do MDB como seu vice para as eleições deste ano, e sempre recebeu um categórico NÃO como resposta. Várias reportagens em jornais, rádios e site contribuem com essa afirmação”. Passos sempre negou que tivesse tentado atrair o MDB, embora informações de bastidores colhidas pela coluna tenham demonstrado fortes indícios de que isso de fato aconteceu.

 

 

 

 

“Essa união não aconteceu porque o partido não comunga com a atual forma de governo, ideias e princípios (…) O MDB tem muito orgulho de ter Paulinho Basilio como vice na chapa de Norma Pereira. E também se orgulha muito de NÃO ter aceito em nenhum momento uma possível coligação com o atual prefeito Beto Passos. Talvez justamente esse não como resposta fez com que o atual prefeito iniciasse uma série de críticas contra pessoas de bem, de ética e com uma história magnifica em Canoinhas”, segue a carta.

 

 

 

 

As administrações do MDB, segundo a carta, “sempre deixaram um legado para Canoinhas, como a construção do IFSC, a criação da Fesmate, repasse de recursos ao Hospital Santa Cruz, incontáveis ruas pavimentadas, construções de Postos de Saúde, construções de Creches e Escolas, as contas em dia, isso para citar somente alguns exemplos” e afirma que o MDB” sempre priorizou pessoas técnicas para cada cargo dentro da administração pública, vale ressaltar que o atual secretário de administração do município, é o mesmo secretário de administração de governos do MDB”, numa referência a Diogo Seidl.

 

 

 

 

A nota defende especificamente o ex-prefeito Leoberto Weinert. “Não se faz necessário neste momento trazer tudo de bom que o ex-prefeito Leoberto fez ao nosso município, pois o cidadão canoinhense sabe e muito, do que era Canoinhas antes e como ficou Canoinhas após o governo de Leoberto Weinert.”

 

 

 

 

Por fim, a sigla afirma que o MDB está de acordo com o corte de 30% dos cargos comissionados proposto por Norma, “pois não está nessa coligação pensando em cargos, está nessa coligação pensando em Canoinhas, pensando no seu povo que tanto sofre e clama por dias melhores. Mentiras são combatidas com verdade e essa é a verdade.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTRAPONTO

Procurada para se posicionar sobre a nota, a assessoria de Beto Passos (PSD) disse que o candidato não comentaria o conteúdo da carta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESTINO

Citada por Norma Pereira (PSDB) durante o debate de domingo, o destino da verba de R$ 700 mil que teria sido destinada a Canoinhas pelo deputado Cel Armando (PSL) terá desdobramentos. Norma protocolou requerimento pedindo informações sobre o destino da verba que teria de ser usada no combate à covid-19.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ADESIVO

A Justiça Eleitoral deu ganho de causa a coligação que apoia Norma Pereira (PSDB) em denúncia relacionada a carro de som usado por Beto Passos (PSD) na carreata de sábado, 6. “Tenho que a prova coligida à inicial, notadamente as fotografias que instruem,
é suficiente, em sede de cognição sumária, para demonstração do alegado na inicial –
propaganda eleitoral irregular, ante a adesivação de veículo sem observância das
dimensões permitidas na legislação de regência. No caso, o adesivo ocupa toda as laterais e a traseira (caçamba) do veículo”, anotou a juíza Marilene Granemann de Mello na decisão que determinou que cessem imediatamente a irregularidade, ou seja, que Passos não use mais o veículo sob pena diária de R$ 10 mil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTRAPONTO

A coligação de Passos diz que “as decisões são provisórias e dependem de confirmação por sentença. O carro de som estava sendo utilizado apenas nas caminhadas em que participam todos os candidatos da coligação, apoiadores e população em geral e que estão sendo realizadas em todo o município.”

 

 

 

Segundo a coligação, os adesivos estavam em tamanho legal. “Ainda assim, cumprimos a decisão judicial promovendo a retirada momentânea até o esclarecimento da verdade dos fatos.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BUMERANGUE

No sábado, 7, a Justiça Eleitoral publicou sentença favorável à coligação de Beto Passos. Norma Pereira alegou que o candidato à reeleição teria feito propaganda antecipada. A juíza Marilene Granemann de Mello julgou improcedente a representação afirmando que as ações da coligação de Beto Passos são legais.

 

 

 

 

A campanha de Passos ganhou outras três representações contra detratores do candidato na internet. Em um dos casos, um mandado de busca e apreensão foi cumprido na casa de um dos detratores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IDEB

 

Prefeito Beto Passos (PSD) falou que havia inverdade na citação ao mau desempenho dos alunos da rede municipal de ensino no Índice Nacional de Desempenho da Educação Básica (Ideb), o que não confere. A pergunta feita pela produção do debate reconhecia o bom desempenho dos alunos de 1ª a 4ª série, mas questionava o candidato sobre o mau desempenho nos anos finais (5ª a 9ª série). O Ideb 2019 mostra que a meta para os anos finais era de nota 5,8 e Canoinhas ficou com média 5,4.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OLHA A FESTA

Um candidato a vereador de Irineópolis foi denunciado por estar patrocinando chope e carne em uma festa no interior da cidade. Um vídeo mostra a festança. O mais grave é que um menor de idade aparece enchendo um copo com a bebida. O Conselho Tutelar já foi acionado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PELAS REDES

A última semana de campanha começou com Ivan Krauss (PRTB) postando vídeo com sua candidata a vice falando sobre a negativa para o debate com os candidatos a vice. “Essa é a nossa vice-prefeita!!!!! Aquela que não corre e não deixa com que situações sejam maiores que seu coração!!!!! Orgulho de fazer parte da família 28”.

 

 

 

 

 


Beto Passos (PSD) postou vídeo falando de saúde. “A saúde em Canoinhas avançou com a criação da nova farmácia, contratação de mais médicos para a UPA e com o programa Medicamento em Casa! O nosso trabalho é a demonstração de amor que temos pelas famílias canoinhenses”.

 

 

 

 

Norma Pereira (PSDB) postou vídeo falando sobre o bairro Piedade. “Alguns boatos surgiram sobre as casa populares do Bairro Piedade, mas a nossa função é esclarecer a verdade: O seu voto nada tem haver com a sua casa, ela é sua e pronto, ninguém pode tirá-la de você.
Em nosso governo, o bairro Piedade vai ter mais atenção. Ajude a eleger a primeira prefeita mulher de Canoinhas, vote no 45!”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PERDA

Nilda Galvão, candidata a vereadora de Irineópolis pelo MDB,  morreu ontem vítima de enfarte. Ela já tinha sido vereadora de 2005 a 2008, foi secretária de saúde, concorreu à prefeita em 2012 e agora buscava uma vaga no legislativo.





Deixe seu comentário: