Major Vieira contesta que tenha paciente com covid-19


Posto de Saúde Central de Major Vieira e outras unidades de saúde estarão fechadas na sexta/Divulgação

Segundo o próprio doente, ele mora em Rio da Veada e é atendido pela Saúde de Major Vieira

 

 

 

 

DE QUEM É O PACIENTE?

A Prefeitura de Major Vieira contesta que tenha paciente doente com covid-19. A informação foi dada pelo Hospital Santa Cruz de Canoinhas (HSCC) a partir do relato de um dos três pacientes que está internado na ala covid do hospital e publicada ontem aqui no JMais. Segundo o paciente, ele mora na localidade de Rio da Veada, que pertence ao Município de Canoinhas, mas busca serviços de Saúde em Major Vieira.

 

 

 

 

A Prefeitura de Major Vieira não identificou o cidadão como morador da cidade e afirma que a casa dele fica a poucos metros do limite entre os Major Vieira e Canoinhas, mas no lado canoinhense.

 

 

 

 

Diante do impasse, oficialmente, o paciente foi computado para Canoinhas, com anuência do HSCC e da Saúde dos dois Municípios, sendo, portanto, hoje, três pacientes de Canoinhas e dois de Três Barras internados na ala exclusiva para pacientes com covid-19 no HSCC, lotação máxima da ala, ressalte-se.

 

 

 

 

Major Vieira se orgulha de ser uma das sete cidades catarinenses a não ter nenhum caso registrado de covid-19. 97,6% das cidades do Estado registraram pelo menos um morador infectado. Os 2,4% que sobram são de sete pequenos municípios espalhados por quatro das seis regiões do nosso território. Major Vieira é o maior deles.

 

 

 

 

Segundo a Secretaria de Saúde de Major Vieira, o Município segue os critérios de testagem definidos pelo Ministério da Saúde, ou seja, apenas pessoas sintomáticas. Dessa forma, 120 testes já foram feitos e outros 500 foram comprados e devem chegar nos próximos dias.

 

 

 

 

 

 

 

ANÚNCIO

Live às 11 horas desta quarta com presença do prefeito Beto Passos e do ex-deputado Antonio Aguiar deve oficializar o anúncio da liberação de emendas do tempo em que Aguiar era deputado no valor de R$ 1,1 milhão para o Hospital Santa Cruz.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SE PRECISO FOR

O presidente da Câmara de Vereadores de Três Barras, Fabiano Mendes (PL), se declarou pré-candidato a prefeito. ” Se o povo e o partido me aceitarem, aceito esta missão”, postou nas redes sociais.

 

 

 

 

 

 

VOU DE BARCO

Uma foto do vice-prefeito de Três Barras, Gilson Nagano, confraternizando em um barco aglomerado de amigos corre grupos de WhatsApp da cidade. Supostamente a confraternização teria ocorrido no final de semana passado. Ninguém usa máscara e estão bem próximos. Confrontado com a foto pela coluna, Nagano optou pelo mais eloquente silêncio.

 

 

 

 

 

 

 

FESTA DO CORONA

Falando nisso, o juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública da comarca de Blumenau indeferiu liminar em mandado de segurança impetrado por bar daquele município, que pretendia suspender auto de interdição recebido por descumprir recomendações de segurança e de controle para enfrentamento da pandemia da covid-19 contidas em legislação municipal.

 

 

 

 

 

Mais que isso, o estabelecimento buscava também amparo judicial para que fiscais municipais fossem proibidos de efetuar novas autuações em seu endereço. A Secretaria Municipal de Saúde informou nos autos que o bar-restaurante foi interditado por permitir aglomeração em seu ambiente, com cenas registradas no circuito fechado que mostram uma mesa composta de seis pessoas, sem que entre elas se respeitasse a distância mínima de 1,5 metro exigida em decreto municipal.

 

 

 

 

 

 

 

 

HOME OFFICE

O presidente do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC), desembargador Ricardo Roesler, anunciou ontem a manutenção das atividades integralmente em regime de home office até o próximo dia 30 de agosto. No mesmo período também permanecem suspensos os prazos judiciais e administrativos dos processos que tramitam em meio físico. A prorrogação do trabalho remoto e da suspensão dos prazos processuais foi decidida de maneira conjunta com os demais dirigentes do Judiciário catarinense, com base em dados técnicos apresentados pela Diretoria de Saúde do Judiciário com o auxílio da Corregedoria-Geral da Justiça, em relação ao avanço da covid-19 no Estado.

 

 

 

 

 

 

 

NÃO VEM

A sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Respiradores desta terça-feira, 21, não teve nenhum depoimento tomado pelos deputados. O empresário Fábio Guasti, apontado como representante da empresa que vendeu os aparelhos, negou-se a falar. Com isso, a sessão foi curta e os parlamentares fizeram outros encaminhamentos relacionados à investigação.

 

 

 

 

CONVOCADO

A CPI que apura denúncias de irregularidades na compra de 200 respiradores mecânicos pelo governo do Estado, aprovou dois requerimentos – um deles para a convocação de um vereador de Florianópolis – e definiram o calendário para as duas próximas sessões – as últimas antes da parada para elaboração do relatório final pelo deputado Ivan Naatz (PL), previsto para ser apresentado na segunda semana de agosto.

 

 

 

 

 

PRIVILÉGIOS

Enquanto 9,3 milhões de trabalhadores da iniciativa privada tiveram salários suspensos ou reduzidos em até 75%, os deputados e senadores não têm do que reclamar. A divulgação da folha de pagamento de junho mostra que cada um deles recebeu R$ 50 mil bruto. Trata-se da soma da remuneração mensal mais a antecipação de metade da gratificação natalina, prática exercida pelo Congresso todos os anos. Nenhum benefício dos parlamentares sofreu alteração durante a pandemia. A nota é da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

 

 

 

 

 

R$ 1,9 bilhão

seria o quanto Estados pagaram de sobrepreço sobre produtos de combate à covid-19, segundo a CGU





Deixe seu comentário: