segunda-feira, 16

de

maio

de

2022

ACESSE NO 

Licitação para exploração do restaurante da Estação Ferroviária de Marcílio Dias não tem interessado

Últimas Notícias

- Ads -

Restou deserta a licitação realizada nesta terça-feira, 19

DESERTA

Restou deserta a licitação para exploração do restaurante do Complexo Turístico que se tornou a Estação Ferroviária de Marcílio Dias. Os envelopes, se existissem, seriam abertos nesta terça-feira, 19.

A concessão de uso do espaço de 285,77m² será para, pelo menos, um ano prorrogável por até 20 anos.

“A abertura do ambiente gourmet será atrativo a mais para o turista que for até o local”, pontuou o secretário de Administração, Diogo Seidel, em material distribuído pelo setor de imprensa da prefeitura na tentativa de dar ampla divulgação ao edital. Agora, novo processo será aberto. A concessão será realizada ao interessado que propuser o maior valor mensal, sendo o valor mínimo de proposta R$ 300 por mês.



EFEITO DA CHUVA

Os vereadores de Canoinhas discutiram longamente ontem sobre os efeitos das chuvas na cidade. Avolumam-se os pedidos de conserto de estradas, esburacadas pelos dias de chuva.

Presidente da Casa, Gil Baiano (PL), que já foi secretário de Obras, diz que falta material e a necessidade de uma licença, agora, para o britador, emperra a retirada de material dos cascalheiros da cidade, o que agrava ainda mais a situação. “Agora precisa de licença (ambiental) para o britador e não mais da pedreira. A população não pode sofrer, é preciso escoar a produção agrícola”, protestou.




“Enquanto tiver empresário pilantra e político corrupto faturando em cima de mineradora nessa região, tudo será difícil”

Do vereador Marcos Homer (Podemos) ontem na sessão da Câmara de Canoinhas




PRF

Vereador Wilmar Sudoski (PSD) questionou ontem quando a Polícia Rodoviária Federal (PRF) terá policiais no posto de Canoinhas, abandonado desde o começo do ano. “Acontece um acidente aqui na região, é preciso esperar uma hora para os policiais chegarem”, constatou. Requerimento encaminhado ao chefe da PRF em Mafra foi aprovado.




ONDE ESTÁ?

Vereador Marcos Homer (Podemos) questionou o fato de o médico veterinário do Município não ter atendido cachorros que se feriram ao atacar um ouriço ontem. “Temos um veterinário disponível e quando o Município necessita ele não pode atender. Qual seria a finalidade?”, perguntou. Requerimento cobrando as atribuições do médico veterinário foi aprovado pelos demais vereadores.

Tatiane Carvalho (MDB) contou um caso de uma cachorra no cio que estava atraindo outros cães dentro de uma escola municipal. O Centro de Zoonoses foi acionado para castrar a cachorra, mas não apareceu. “São os cidadãos que pagam o salário do veterinário. É dever desse setor de zoonoses fazer o controle da população de cães. Não estamos acusando ninguém, mas precisamos entender o que está acontecendo e ver como podemos ajudar. Estamos enxugando gelo, precisamos de um setor de zoonoses que busque resolver o problema. Precisamos de cadastramento e castração porque a situação só piora”, disse.




“O gigante acordou”

Da recém-empossada presidente municipal do MDB, Zenilda Lemos, ontem na Câmara de Canoinhas




DRAS

Arquivo

O delegado de comarca de Canoinhas, Rui Orestes Kuchnir (foto), que deixou a regional nesta semana, fica na nova função até janeiro, quando deve assumir a Divisão de Roubo a Banco e Antissequestro (Dras) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais de Santa Catarina (Deic) em Florianópolis. A informação foi apurada pela coluna junto a fontes na Capital.




MISTÉRIO

Ainda não se sabe o que saiu da reunião de Carlos Moisés com lideranças do MDB ontem. Por enquanto o governador segue sendo alvo não só do MDB, mas também do Republicanos, Podemos e Progressistas.

Ontem, em entrevista no Sul, Moisés disse que “esses grandes partidos são importantes, mas ao mesmo tempo há rivalidades, normais, históricas, mas nossa posição é por uma via que não traga conflito, para manter essa coesão por toda a Santa Catarina”. Traduzindo: deve optar mesmo por uma sigla menor, descartando, pelo menos, MDB e PP.




TROCA

O governador Carlos Moisés recuou de estabelecer o programa de combate à precariedade menstrual em Santa Catarina por decreto, e decidiu encaminhar um projeto de lei à Alesc via Casa Civil. A mudança de planos foi uma orientação da Secretaria de Administração e da Secretaria da Fazenda, já que a proposta terá impacto financeiro para o Governo do Estado. A informação é da colunista da NSC, Dagmara Spautz.



Filiação de Bolsonaro obriga SC a ter candidato do PP”

Do senador Esperidião Amin, cogitando a enésima candidatura ao governo




SUSPEITA

Uma suposta quadrilha teria sido formada em Mafra, em relação a contratação de serviços de manutenção de Iluminação Pública, usando recursos da Cosip. Esses foram alguns apontamentos feitos pelo vereador Jonas Heide, diante dos trabalhos investigativos realizados até agora através da CPI da Cosip, instalada na Câmara Municipal de Mafra.

Na sessão da Câmara de segunda-feira, 18, Heide, que é relator da CPI, disse que desde 2016 a Cosip tem um fundo de mais de  R$ 29 milhões arrecadados e que desde valor R$ 3 milhões, pelo menos, teria sido malversados.




REGIÕES

Divulgação

A Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano aprovou, por unanimidade, na tarde desta terça-feira, 19, a realização de uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Joinville, às 19h, na próxima segunda-feira, 25, para discutir o Projeto de Lei Complementar (PLC) 1/2021, de autoria da deputada Paulinha (sem partido), que cria as Regiões Metropolitanas de Joinville (RMJ), Jaraguá do Sul (RMJS) e do Planalto Norte (RMPN).

As regiões metropolitanas de Joinville (RMJ), Jaraguá do Sul (RMJS) e do Planalto Norte (RMPN) serão constituídas, respectivamente, pelos municípios de Araquari e Joinville (RMJ), Jaraguá do Sul e Guaramirim (RMJS), Canoinhas e Três Barras (RMPN).




PRÉVIAS

Doria e Leite/Divulgação

O PSDB nacional terá prévias em novembro para escolher o candidato do partido à Presidência. Estão no páreo os governadores João Doria e Eduardo Leite, de São Paulo e Rio Grande do Sul, respectivamente. Arthur Virgilio corre por fora. Todo tucano de qualquer lugar do País poderá votar, basta baixar um aplicativo do partido até 14 de novembro.