domingo, 16

de

janeiro

de

2022

ACESSE NO 

Inquérito conclui que medicamento trocado causou morte de paciente em Hospital de Mafra

Últimas Notícias

- Ads -

Caso foi denunciado ao Ministério Público; Conselho de Enfermagem também investiga o caso

A Polícia Civil de Mafra concluiu nesta terça-feira, 26, o inquérito aberto para apurar a morte suspeita de um paciente de 62 anos no Hospital São Vicente de Paulo, em Mafra. O inquérito apurou que houve erro na aplicação indevida de um medicamento administrado no paciente. O caso aconteceu em março deste ano.

De acordo com o inquérito, o paciente estava internado para tratamento de insuficiência cardíaca e recebeu equivocadamente o sedativo Midazolam, que deveria ter sido aplicado em outro paciente.

“O Midazolam foi prescrito para outro paciente e por uma falha saiu em nome desta pessoa, sendo indevidamente aplicado e resultando na morte do idoso”, destacou o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Mafra, Lucas Magalhães.

Quando recebeu a medicação, o paciente estava na enfermaria, lúcido, consciente e com previsão de alta para o dia seguinte.

Ainda segundo apurou o inquérito, logo após a aplicação do sedativo, o homem sofreu uma parada cardiorrespiratória, sendo intubado e internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde acabou morrendo seis dias depois.

O inquérito indiciou dois técnicos de enfermagem. Agora, cabe ao Ministério Público analisar as provas juntadas e denunciar o caso, ou não, à Justiça.

CONTRAPONTO

Em nota à imprensa, o Hospital São Vicente disse que o caso está sendo investigado pelo Conselho Regional de Enfermagem. Leia na íntegra:

“Todo e qualquer caso desta natureza não é omitido pelo HSVP, estes são ouvidos pela Comissão de Ética de Enfermagem, que faz as devidas averiguações ético profissionais, instaura o processo e encaminha ao Conselho Regional de Enfermagem, o qual dá o parecer final sobre cada situação. E este caso está sob o poder do Conselho até o momento”.