sexta-feira, 24

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Idoso de 71 anos morre carbonizado em incêndio em Monte Castelo

Últimas Notícias

- Ads -

Corpo da vítima apresentava queimaduras de 4º grau em 100% de sua extensão

 

 

 

Um idoso de 71 anos morreu carbonizado na noite desta terça-feira, 12,  em um incêndio que atingiu a casa onde ele morava na rua Beija Flor, na localidade de Residência Fuck, em Monte Castelo.

 

 

Segundo os bombeiros de Monte Castelo, quando a equipe de socorristas chegou ao local com o caminhão autobomba resgate ABTR-26, constatou que o incêndio estrutural já estava em fase de diminuição em uma residência unifamiliar.

 

 

 

A casa de madeira media aproximadamente 25 metros quadrados e a estrutura foi totalmente colapsada.

 

 

De acordo com uma testemunha, no local residia somente um morador, que encontrava-se entre os escombros. Após avaliação de cena, foi definido como plano de ação estratégia ofensiva, utilizando técnica de ataque direto com o uso de mangueiras para extinção do fogo.

 

 

 

Durante o combate, os bombeiros localizaram rapidamente o corpo da vítima, sendo identificado pela vizinha e ex-esposa da vítima, como sendo o idoso de 71 anos. Ele apresentava queimaduras de 4º grau em 100% da extensão do corpo.

 

 

O combate durou aproximadamente 10 minutos e o rescaldo 25 minutos. Para a extinção do incêndio foram utilizados aproximadamente 3 mil litros de água transportada.

 

 

Transcorrida a etapa de combate, a testemunha relatou à equipe de resgate que ouviu ruído de estouro e verificou pela janela de sua residência que a casa em frente estava completamente consumida pelas chamas. Em seguida ela se deslocou até a casa pra prestar auxílio, contudo a casa encontrava-se colapsada sem possibilidade de acesso. Neste momento, ela solicitou ajuda de outros vizinhos iniciando tentativa de combate com baldes de água e mangueiras de jardim até a chegada dos bombeiros.

 

 

 

Ainda segundo os bombeiros, a edificação sofreu danos em toda sua estrutura, apresentando telhado e paredes colapsadas, queima total de mobiliário e vestuário, sendo preservada somente as edificações próximas.

 

 

 

Após as etapas de combate, rescaldo, isolamento e desmobilização, os bombeiros deixaram o local aos cuidados da Polícia Militar de Monte Castelo, que confirmou o acionamento da Polícia Civil e do Instituto Geral de Perícias (IGP).