quinta-feira, 30

de

junho

de

2022

ACESSE NO 

Identificado homem morto a golpes de faca e foice em Canoinhas

Últimas Notícias

- Ads -

Luciano da Silva tinha 46 anos

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal de Canoinhas (DIC), elucidou o crime de homicídio qualificado praticado por volta das 21 horas deste sábado, 18, no interior de uma casa localizada na rua Francisco Wilmar Friedrich, lateral ao Senai, no bairro Industrial número 1, em Canoinhas. O acusado de assassinar Luciano da Silva, 46 anos, foi preso em flagrante.

O corpo foi encontrado em uma valeta por volta das 10 horas deste domingo, 19. A DIC de Canoinhas, coordenada pelo delegado de Polícia Darci Nadal Junior, imediatamente foi até o local e logo constatou tratar-se de crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima, bem como, tratar-se de crime cometido de forma brutal, por motivos de pouca importância e sem a mínima possibilidade de defesa da vítima.

Segundo o delegado, o acusado atraiu a vítima até a sua residência para o consumo de bebida alcoólica, e, em seguida, o executou com múltiplos golpes com instrumentos perfurocortantes e perfurocontundentes (uma faca e uma foice).

O corpo apresentava ao menos três lesões perfurocortantes na região da nuca, três lesões perfurocortantes na região do pescoço e uma lesão corto contundente na região do maxilar com perda óssea e destruição da prótese dentária. Na mão direita de Luciano foi constatada uma lesão cortocontundente com perda óssea e de três dedos.

A Polícia Científica e o Instituto Médico-Legal foram acionados e rapidamente compareceram no local para a realização dos trabalhos técnicos e encaminhamento do corpo para exame cadavérico.

Após identificar o corpo, o delegado colheu o depoimento preliminar de vizinhos, e em seguida, foi possível seguir rastros de sangue até a porta de uma casa localizada a aproximadamente 50 metros do local em que o corpo foi encontrado.

A porta foi arrombada, mas o morador não foi localizado. Dentro da casa, constatou-se que as agressões se iniciaram no interior da edificação, onde havia algumas pequenas manchas de sangue. “Ainda, nitidamente o local foi alterado, já que o chão foi lavado com água quente”, explica o delegado.

O telefone celular, relógio e bicicleta da vítima foram encontrados no interior da residência do suspeito, além da faca utilizada para praticar algumas das lesões.

Debaixo do assoalho da casa foi encontrada uma foice com resquícios de sangue, além da calça que Luciano usava. O corpo foi encontrado só de cueca.

Ainda do lado de fora da casa havia resquícios de uma fogueira, com um fragmento de cortina compatível com uma cortina do interior da residência, que estava parcialmente carbonizado.

PRESO

Identificado o dono da casa, de iniciais A.S. (a polícia nao divulga nomes por causa da lei de abuso de autoridade), de 63 anos, ele foi encontrado horas depois em uma praça localizada na região central da Município.

Em interrogatório policial, o suspeito confessou a autoria do homicídio. Ele contou que estava bebendo vinho com Luciano quando ocorreu um desentendimento entre os dois, porque a vítima queria sair à noite, ao passo que ele se recusava a sair de casa.

Após a finalização da perícia técnica e oitiva de testemunhas e do acusado, Nadal representou em regime de plantão, pela decretação da prisão preventiva do acusado. O Ministério Público rapidamente manifestou-se favorável, assim como o Poder Judiciário. O mandado de prisão foi cumprido e o preso encaminhado para a Unidade Prisional Avançada de Canoinhas.