domingo, junho 20, 2021

ACESSE NO 

IBGE tem 10 vagas temporárias para trabalhar no Censo em Canoinhas

Últimas Notícias

São nove vagas para agente de pesquisa e mapeamento e uma para supervisor de coleta e qualidade

 

 

O IBGE  vai contratar temporariamente 6.500 pessoas para trabalhar nas pesquisas do Instituto. Há oportunidades em todos os estados do país e em mais de 500 municípios. Em Canoinhas, há nove vagas para agente de pesquisa e mapeamento e uma para supervisor de coleta e qualidade.

 

 

 

A seleção será feita por meio de Processo Seletivo Simplificado (PSS) e consiste em uma prova objetiva de 60 questões de múltipla escolha envolvendo conhecimentos gerais e específicos. As inscrições começaram na quinta-feira, 11, nos sites do Cebraspe e do IBFC, bancas organizadoras pelos processos.

 

 

 

 

São oferecidas 5.623 vagas para agente de Pesquisas e Mapeamento, 552 para supervisor de Coleta e Qualidade, 300 para agente de Pesquisas por Telefone e 25 para Supervisor de Pesquisas, sendo as duas últimas funções apenas para o município do Rio de Janeiro (RJ). Essas oportunidades são para trabalhar nas pesquisas que constam no calendário de divulgação mensal do IBGE.

 

 

 

Para concorrer à função de Supervisor de Pesquisas, com remuneração de R$ 5.100,00, o candidato deve ter ensino superior completo; já para as demais funções, cuja remuneração varia de R$ 1.345,00 a R$ 3.100,00, é exigido o ensino médio completo. Para Agente de Pesquisas por Telefone, além do nível médio, o candidato deve ter experiência comprovada de pelo menos um ano em teleatendimento/telemarketing.

 

 

 

As vagas são temporárias e os contratos terão duração de até um ano, podendo esse prazo ser prorrogado, desde que o prazo total não ultrapasse três anos, de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária. O contratado será avaliado mensalmente nos primeiros três meses e nos últimos três meses de contrato. Nos meses intermediários, as avaliações poderão ocorrer mensalmente ou a cada 90 dias. A contratação temporária na administração pública federal é regida pela Lei nº 8.745/1993. Quem tiver sido contratado sob o regime dessa lei nos últimos 24 meses não pode exercer nova função.

 

 

 

AGENTE DE PESQUISAS E MAPEAMENTO 

A função de Agente de Pesquisas e Mapeamento tem remuneração de R$ 1.387,50 e jornada de trabalho de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias. Há 5.623 vagas disponíveis para esta função, distribuídas em 520 municípios em todos os estados brasileiros.

 

 

 

As inscrições, que vão até o dia 26 de março, têm taxa no valor de R$ 33,98. O candidato poderá optar pelo município em que deseja concorrer à vaga e também aquele onde realizará a prova, dentre as opções disponíveis.

 

 

 

O candidato precisa ter ensino médio completo, mas nenhuma experiência profissional é exigida. Entre as atribuições do Agente de Pesquisas e Mapeamento estão a visitação a domicílios e estabelecimentos, em locais selecionados de acordo com o tema a ser pesquisado, para a coleta de dados visando à realização de pesquisas de natureza estatística. Ele irá agendar e realizar entrevistas presenciais ou por telefone, registrando os dados em questionários, além de dar suporte à atualização dos levantamentos geográficos que estruturam a execução das pesquisas, entre outras atividades.

 

 

 

A prova objetiva será realizada no dia 2 de maio nos municípios em que há vagas, das 13h às 17h. As questões abrangerão conteúdos de Língua Portuguesa, Matemática e Raciocínio Lógico, Ética no Serviço Público e Geografia.

 

 

FUNÇÃO DE SUPERVISOR DE COLETA E QUALIDADE 

A função de Supervisor de Coleta e Qualidade tem remuneração de R$ 3,1 mil e jornada de trabalho de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias. Para esta, estão sendo oferecidas 552 vagas distribuídas em 326 municípios em todos os estados do país, com um percentual de 20% reservado para pessoas pretas ou pardas e de 5% para pessoas com deficiência.

 

 

 

As inscrições vão até o dia 26 de março e têm taxa no valor de R$ 30,27. Aqui também o candidato poderá optar pelo município em que deseja concorrer à vaga e também aquele onde realizará a prova, dentre as opções disponíveis.

 

 

 

O nível de escolaridade exigido para a função é o ensino médio completo. Entre as atribuições do Supervisor de Coleta e Qualidade estão a organização, o planejamento e execução de atividades previstas para as pesquisas e levantamentos, além do gerenciamento, acompanhamento e controle dos trabalhos desenvolvidos nas agências de coleta, bem como participar de treinamentos, e/ou ministra-los, que tenham por objetivo a capacitação para o desenvolvimento das pesquisas estatísticas.

 

 

 

A prova objetiva será realizada nos municípios onde há vagas, no dia 2 de maio, das 13h às 17h. Os conteúdos cobrados nas questões serão de Língua Portuguesa, de Matemática e Raciocínio Lógico, de Ética no Serviço Público, de Noções de Informática, de Noções de Administração e Situações Gerenciais e de Geografia.

 

 

 

PROTOCOLOS SANITÁRIOS CONTRA A COVID-19 NOS DIAS DAS PROVAS

No dia da prova, os candidatos deverão estar munidos de caneta esferográfica cor preta de material transparente, comprovante de inscrição e documento original com foto. Protocolos sanitários de prevenção da Covid-19 serão divulgados detalhadamente em edital específico sobre os locais de prova, exigindo o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento seguro entre candidatos e aplicadores de prova, disponibilização de álcool em gel em todos os locais de prova, medidas para evitar aglomerações e respeito às legislações locais. O candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo e terá sua prova anulada.

 

 

Deixe seu comentário:

Você perdeu renda por causa da pandemia?