Hospital Santa Cruz passa a ter plantão presencial em cirurgia geral


Hospital Santa Cruz/Arquivo

Serviço passa a ser oferecido a partir deste domingo, 11

 

 

A partir deste domingo, 11, o Hospital Santa Cruz de Canoinhas (HSCC) passa a oferecer plantão presencial em cirurgia geral. Até este sábado, 10, o paciente que necessitar de uma cirurgia considerada geral de emergência dá entrada no HSCC e aguarda o médico de sobreaviso ser acionado. A partir deste domingo, garante a direção do HSCC, este serviço será imediato, com médicos se revezando 24 horas no atendimento, disponíveis dentro do hospital.

 

 

 

 

A medida faz parte de um novo modelo de atendimento de emergências que o HSCC começa a implementar e que deve afetar todas as demais especialidades de sobreaviso – ortopedia/traumatologia, anestesiologia, pediatria, clínica médica, neurocirurgia e neuroclínica – nos próximos meses, a medida que os contratos com os atuais plantonistas terminarem.

 

 

 

Segundo o presidente do HSCC, Reinaldo de Lima Jr, que começou a implementar o novo sistema com apoio da administradora do HSCC Karin Adur e o médico Dr Michael Ricardo Lang, responsável pela equipe que prestará o serviço, os custos serão os mesmos para o Município, que banca os especialistas, mas a oferta será ampliada.  “O desembolso vai ser o mesmo. Porém, urologia, por exemplo, não estava incluso no pacote do sobreaviso médico em cirurgia geral, mas passa a valer a partir deste domingo”, pondera.

 

 

 

 

A cirurgia geral será uma espécie de projeto piloto a ser replicado nas outras especialidades a medida que os contratos forem vencendo.

 

 

 

 

Haverá médico em plantão 24 horas para fazer cirurgias gerais de emergência. O pacote inclui 60 cirurgias e 300 consultas médicas por mês, o que ampliaria o serviço, também, para casos que não são emergências, as chamadas cirurgias eletivas.

 

 

 

 

 

DISCORDÂNCIA

A equipe que começa a trabalhar em Canoinhas neste domingo já trabalha no Hospital São Vicente de Mafra há pelo menos cinco anos. O médico responsável pela equipe tentou contratar os médicos de Canoinhas para cumprir o contrato com o HSCC, mas sem sucesso. Por isso, todos os médicos virão de fora, mas não necessariamente de Mafra.

 

 

 

 

Médicos de Canoinhas ouvidos pela reportagem apontam problemas no contrato com a nova equipe. “Tem uma série de irregularidades. Não tem como o médico atender plantão e fazer cirurgias eletivas no mesmo horário. A intenção deles é tentar vender pacotes baratos de cirurgia para quem quiser fazer particular. Mas também não vejo quem queira pagar para fazer particular com um profissional que já faria o mesmo procedimento pelo SUS”, afirma um deles.

 

 

 

 

Outro médico diz que “a ideia não é má. Até não vejo demérito na intenção. O problema é o modus operandi. Para funcionar, só burlando várias regras de conduta do CFM (Conselho Federal de Medicina).”

 

 

 

 

 

“Primeiro demos a oportunidade de fazer com os médicos daqui, aí se foi atrás e montou a equipe, que já está pronta. A intenção é ampliar o trabalho, é que estes médicos façam outros procedimentos para mantê-los aqui”, explica Reinaldo se referindo justamente às cirurgias eletivas.

 

 

 

 

 

PORTA DE ENTRADA

Em dezembro, o HSCC analisa a possibilidade de oferecer a chamada Porta de Entrada, uma espécie de Pronto Atendimento próprio do HSCC. Para isso seriam usados estes mesmos médicos que começam a trabalhar com plantão presencial.





Deixe seu comentário: