Homem que alertou para blitz no WhatsApp vai responder pelo crime


Caso aconteceu em Irineópolis na semana passada

 

 

A Polícia Militar de Irineópolis descobriu que áudios que circulavam por grupos de WhatsApp da cidade alertavam sobre uma operação de fiscalização de trânsito realizada na semana passada.

 

Eles informavam onde a guarnição encontrava-se e relatavam para onde se deslocariam, comprometendo, assim, totalmente, a operação.

 

 

 

O autor, que ainda xingava os policiais, foi identificado durante investigação.

 

 

 

Além do crime cibernético por atentar contra o bom funcionamento da segurança, ele também foi indiciado por desacato, e vai responder a Termo Circunstanciado. Ele terá de se apresentar ao Juizado Especial Criminal para a audiência pré-agendada.

 

 

 

 

OS CRIMES NO CÓDIGO PENAL
“Art. 265 – Atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública.”

 

 

“Art. 331 – Desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela. Pena – detenção, de seis meses a dois anos, ou multa.”





Deixe seu comentário: