Governo do Estado quer economizar R$ 5 milhões usando aplicativo de transporte


Divulgação

Economia milionária seria alcançada já no primeiro ano do Govcar

VOU DE UBER

O Governo de Santa Catarina lançou, na tarde desta segunda-feira, 11, o Govcar, uma nova forma de transporte de servidores via aplicativo para a região da Grande Florianópolis. A inovação deve resultar em uma economia de aproximadamente R$ 5 milhões nos primeiros 12 meses de funcionamento.

 

 

 

“Estamos inovando e economizando em todas as áreas para colocar o dinheiro onde ele efetivamente deve estar, que é na saúde, educação, na segurança e na infraestrutura, para que Santa Catarina continue se desenvolvendo”, resumiu Carlos Moisés (PSL), durante a reunião do colegiado pleno, com a presença de todos os secretários e gestores das autarquias, fundações e empresas estatais.

 

 

Segundo o governo, a nova modalidade também tornará mais transparente os deslocamentos dos servidores, pois todos os percursos ficarão registrados por georreferenciamento. A partir de agora, a empresa responsável terá cerca de 30 dias para adaptar o aplicativo à realidade do Governo do Estado – período para testes no âmbito da Secretaria de Estado da Administração. 

 

 

 

“A iniciativa é inédita no Poder Executivo Estadual. Os servidores vão usar no ambiente de trabalho um aplicativo no celular para chamar o transporte para se locomover por necessidade de serviço, como já fazem nos seus deslocamentos particulares”, informou o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

 

 

 

 

 

“Alguns cavalos que passam encilhados não podemos deixar de montar”

do vereador Cel Mario Erzinger (PL), lamentando Canoinhas ter ficado de fora da distribuição de escolas cívico-militares pelo Estado

 

 

 

 

 

 

JULIO GARCIA

Deputado Mauro de Nadal (e) passa ocupar a Presidência da Alesc a partir desta terça (12), com a licença de Julio Garcia

O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Julio Garcia (PSD), recupera-se da cirurgia a que foi submetido no tornozelo direito, na tarde desta segunda-feira, 11, em Florianópolis. O procedimento cirúrgico foi muito bem sucedido e o presidente passa bem.

 

 

 

Para poder se dedicar ao tratamento, Garcia se licenciará por 15 dias da Presidência da Assembleia Legislativa. Assume o cargo nesta terça-feira,  12, o primeiro vice-presidente, deputado Mauro de Nadal (MDB). Garcia sofreu um acidente na semana passada.

 

 

 

 

 

 

 

PRORROGADO

Por causa da ameaça de sarampo na região, a Uniguaçu, de União da Vitória, decidiu por prorrogar a suspensão das aulas até dia 17.

 

 

 

 

 

 

PONTE

O Município de Canoinhas deve requerer restos da obra da ponte Hercílio Luz, de Florianópolis, para obras de melhoria visando se precaver contra fenômenos climáticos como enchentes. Requerimento neste sentido do vereador Mario Erzinger foi aprovado ontem.

 

 

 

 

 

 

OLHA A FOLGA

Os servidores públicos da Esplanada dos Ministérios terão ponto facultativo nesta quarta-feira, 13, e quinta-feira, 14. O Diário Oficial da União publicou, em edição extraordinária, portaria que dispensa do trabalho os servidores da administração pública federal nos dois dias da 11ª Reunião de Cúpula do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

 

 

 

Assinada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, a portaria estabelece que caberá aos dirigentes dos órgãos e das entidades, nas respectivas áreas de competência, assegurar o funcionamento dos serviços considerados essenciais ou estratégicos, inclusive os relacionados ao encontro do Brics. A portaria esclarece que apenas os órgãos localizados na Esplanada ou em vias adjacentes terão ponto facultativo.

 

 

 

 

 

 

GLOBO À ESQUERDA

Relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) obtido pela Folha de S.Paulo aponta que o governo Jair Bolsonaro (PSL) mudou a lógica de distribuição de verbas publicitárias para TVs abertas ao destinar os maiores percentuais de recursos para Record e SBT —emissoras consideradas aliadas ao Planalto, mas que não são líderes de audiência. 

 

 

 

Embora seja a mais assistida do país, a Globo tem agora participação no bolo bem menor que a das duas concorrentes, o que não se verificava no passado, segundo o tribunal.

 

 

 

Em 2017, ficou com 48,5% dos recursos e, em 2018, 39,1%. Neste ano, com base em dados parciais, a fatia despencou para 16,3%. Os percentuais da Record foram de 26,6% em 2017, 31,1% em 2018 e, agora, 42,6%; os do SBT, 24,8%, 29,6% e 41%, respectivamente.

 

 

 

 

No relatório, concluído em 31 de outubro, os técnicos do TCU dizem ser necessário aferir se a “mudança de comportamento” do governo esteve amparada em critérios “objetivos e isonômicos”.

 

 

 

 

 

 

 

NOVO PARTIDO

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve anunciar nesta terça a criação de um novo partido para abrigá-lo depois do divórcio litigioso com o PSL. Os idealizadores da nova legenda dizem que as adesões de políticos vão ocorrer em duas etapas: prefeitos, governadores e senadores virão antes; deputados e vereadores só ingressarão quando o partido estiver pronto e registrada.

 

 

 

 

 

 

FUNDO

Se não conseguirem abocanhar boa parte do fundo partidário do PSL levando mais da metade da bancada da sigla para a nova legenda, os advogados de Bolsonaro vão pedir que a parcela da verba que caberia aos deputados que deixarem o partido seja devolvida aos cofres da União.

 

 

 

 

 

 

60.324

divórcios foram registrados a partir de decisão da mulher no Brasil, enquanto 40.583 partiram dos homens, segundo dados do IBGE

 

 

 

 

 

 

 

PROMULGAÇÃO

Está marcada para esta terça-feira, 12, às 10h, no Senado, a sessão solene de promulgação da reforma da Previdência. Ela foi aprovada no dia 22 de outubro e sua promulgação dependia de o presidente de Senado, Davi Alcolumbre, marcar a data. A proposta de emenda à Constituição (PEC) foi aprovada por 60 votos contra 19. Com a reforma, o governo espera fazer uma economia de cerca de R$ 800 bilhões nos próximos dez anos.

 





Deixe seu comentário: