Governo do Estado fecha de vez as portas da Gerência de Saúde de Canoinhas


Placa inaugural de reforma do prédio onde funciona a Gersa tem o nome do mesmo governador que começou desmonte da estrutura/Edinei Wassoaski/JMais

Fechamento se deu na sexta-feira, 29, em absoluto silêncio das autoridades da região

 

 

Não teve autoridades protestando, muito menos populares. O fechamento, de vez, da Gerência de Saúde de Canoinhas (Gersa) aconteceu na sexta-feira, 29, sem mais delongas. A reportagem do JMais esteve na Gerência uma hora antes do fechamento. Apenas dois funcionários aguardavam um representante da Gerência de Saúde de Mafra para entregar as chaves da repartição. Os dois estão em vias de se aposentar, assim como o terceiro servidor que ainda resistia em Canoinhas. Uma servidora vai e volta de segunda a sexta de Mafra e a quinta e última que seguia na Gerência de Canoinhas, Nair Goestmeier, faleceu há dois meses.

 

 

 

 

Os outros 16 funcionários da Gerência foram cedidos há mais de um ano para o Município de Canoinhas. São pagos pelo Estado, mas trabalham para o Município.

 

 

 

 

 

O coordenador macrorregional de Saúde, Thiago Patricio Furtado, havia enviado documento a Gersa definindo o dia 29 de novembro como a data para fechamento total da unidade, que já não vinha atendendo com 100% de sua capacidades desde fevereiro de 2018, quando começou o processo de desmonte da repartição. Procurado há duas semanas, o Governo do Estado  respondeu que “a Secretaria de Estado da Saúde informa que a princípio, a Gerência de Canoinhas permanece em funcionamento. A questão de fechamentos de regionais e transferência de serviços segue os parâmetros definidos em estudos técnicos da SES que estão sendo implementados gradativamente, sem prejuízo à população”, afirmou o governo em nota.

 

 

 

Questionado sobre o documento enviado por Furtado, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde afirmou por meio de nota que “a Secretaria de Estado da Saúde informa que a decisão de fechamento da Gerência de Canoinhas obedece exclusivamente os parâmetros definidos em estudos técnicos que estão sendo implementados gradativamente, sem prejuízo à população.”

 

 

 

 

DISPUTA PELO PRÉDIO

Com o fechamento da Gersa de Canoinhas fica o questionamento de com quem vai ficar o prédio, que é do Estado. Ali já funcionou até o início dos anos 2000 a Delegacia de Polícia da comarca. Como há necessidade de um espaço para acomodar a Delegacia da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), a Delegacia da comarca já reivindica o espaço. O 9º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Canoinhas também almeja o espaço para acomodar seu setor administrativo. Nenhuma decisão nesse sentido, no entanto, foi tomada até o momento.

 

 

 

LONGO DESMONTE

Criada em 1994, a Gersa de Canoinhas teve sua existência ameaçada logo nos primeiros meses do ano passado, quando Eduardo Pinho Moreira (MDB) assumiu o governo em fevereiro com a renúncia de Raimundo Colombo (PSD) para concorrer ao Senado.

 

 

 

Saiba mais sobre o desmonte da Gersa Canoinhas

 

 

 

A princípio se manteria um escritório local subordinado à gerência de Saúde de Mafra. Funcionários da Gersa de Mafra chegaram a retirar vários equipamentos do escritório de Canoinhas. Depois devolveram parte do que levaram.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LONGA HISTÓRIA

Gersa começou a ser desmontada em fevereiro de 2018

 

22 fev. 18 – Governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) anuncia fechamento de várias Secretarias de Desenvolvimento Regional, incluindo a de Canoinhas. Fecharia também as estruturas da Saúde e Educação na cidade.

 

 

 

 

 

 

 

22 mar. 18 – A então gerente de Saúde de Mafra, Marlete Arbigaus, esteve na Gerência de Saúde (Gersa) de Canoinhas para recolher documentos e materiais.  A ação selaria de vez o fechamento da unidade. Houve bate boca com vereadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

31 mar. 18 – Segundo levantamento feito por servidores da Saúde a pedido do JMais, o custo anual para manter os dois prédios próprios pertencentes a Gersa com internet, telefone, água, luz, locação de duas impressoras da Selbetti, manutenção dos veículos, combustível, material de expediente e material de limpeza não passa dos R$ 60 mil. Somado este valor ao que se gasta com diárias para que os servidores se deslocassem para cidades atendidas pela Gersa, o gasto anual total não passa dos R$ 200 mil.

 

 

 

 

 

 

5 abr. 18 – Gersa é reativada. A notícia veio um dia depois de o Município de Canoinhas ter acertado os últimos detalhes para acolher 11 servidores da Gersa. Secretário regional Abel Schroeder diz que o único cargo extinto é o de gerente. Os servidores seriam subordinados à gerência de Mafra.

 

 

 

 

 

 

 

 

12 abr. 18 – Uma semana depois de o secretário executivo regional de Mafra, Abel Schroeder, ter se reunido com lideranças políticas de Canoinhas e servidores da Gersa na sede desativada da repartição, para anunciar a reabertura da Gersa, nada de concreto apareceu.

 

Dezesseis dos 20 servidores da Gersa de Canoinhas passam a trabalhar na Prefeitura do Município. Eles foram cedidos pelo Estado e as portarias de todos eles foram publicadas pelo Município duas semanas antes. Os outros quatro servidores estão trabalhando em Mafra.

 

 

 

 

 

 

21 abr 18 – Servidores denunciam que boa parte dos equipamentos que foram levados para Mafra não voltou. Eles se recusam a voltar ao trabalho até que o Estado publique no Diário Oficial as portarias revogando a cessão de 11 servidores para o Município de Canoinhas, um para Bela Vista do Toldo, além de determinar o retorno de cinco servidores que estão lotados em Mafra. Para os servidores, as portarias são a garantia de que os serviços serão restabelecidos. Dos 19 funcionários, 11 foram cedidos ao Município, seis seguiam trabalhando no prédio da Gersa e dois estão indo para Mafra diariamente. Uma faleceu recentemente.

 

 

 

 

 

 

 

20 fev 19 – Novo governo assume e parecer de uma comissão nomeada pelo governador Carlos Moisés da Silva (PSL) recomendou o fechamento da Gerência de Saúde de Canoinhas.

 

 

 

 

 

07 nov 19 – Reunião da Coordenadoria Macrorregional de Saúde define pelo fechamento total da estrutura.

 

 

 

29 nov 19 – Gersa de Canoinhas é fechada.





Deixe seu comentário: