segunda-feira, 27

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Governo do Estado diz ter resolvido impasse que impedia compra de tomógrafo para o HSCC

Últimas Notícias

- Ads -

Promessa, agora, é de que dinheiro seja liberado nesta semana

 

 

 

ENFIM

A Secretaria de Estado da Saúde respondeu a questionamento da coluna sobre a demora na liberação de recursos para compra do novo tomógrafo do Hospital Santa Cruz de Canoinhas (HSCC) afirmando que existia uma pendência na prestação de contas da unidade hospitalar. “A questão foi solucionada junto à Secretaria de Estado da Saúde no decorrer da semana passada e o processo já está em andamento para a conclusão do convênio nos próximos dias”, afirma nota enviada à coluna. A direção do HSCC, no entanto, afirma que a prestação de contas está em dia e que possivelmente houve equívoco por parte do Estado.

 

 

 

 

Em dezembro passado o governador Carlos Moisés (PSL) gravou um vídeo ao lado do vice-prefeito de Canoinhas, Renato Pike (PL), e prometeu a compra do tomógrafo até 31 de dezembro de 2020. A promessa, agora, é de que o dinheiro seja liberado nesta semana.

 

 

 

Orçado inicialmente em R$ 850 mil, o tomógrafo custará, de fato, R$ 1,2 milhão. A readequação da sala onde será instalado o novo tomógrafo ficará por conta do HSCC.

 

 

 

 

Essencial para o atendimento de pacientes, inclusive dos casos graves de covid-19, o tomógrafo faz muita falta e pode ser a diferença entre a vida e a morte de um paciente. Isso porque, quem precisa do aparelho tem de enfrentar a estrada na UTI Móvel do Samu para entrar na fila do Hospital São Vicente de Mafra ou São Braz de Porto União.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EM NOME DA FAMÍLIA

Josi Gazaniga (MDB)

A vereadora Josi Gazaniga (MDB) fez uma longa defesa da gestão passada do Serviço Autônomo de Água e Saneamento Ambiental (Samasa) de Três Barras na semana passada na Câmara. Seu marido, Emilio Gazaniga, era o gestor do Serviço. Seu colega, Ernani Wogeinaki Jr (PSL), cujo pai é o atual gestor do Samasa, fez vários questionamentos tentando testar o conhecimento da vereadora sobre o assunto, já que ela havia lido a defesa.

 

 

 

Abrahão Mussi (PSL) foi além e pediu que se instituísse um tempo para uso da palavra, “já que toda a sessão estamos tendo discursos longos” e chamou Josi de porta-voz de Emilio Gazaniga, afirmando que o mandato dela é coletivo, compartilhado com o marido.

 

 

 

 

 

Considerando que a sessão desta segunda, 15, teve apenas 21 minutos, a tentativa de intimidação de Abrahão surtiu efeito. Contudo, Josi leu outra mensagem destinada diretamente ao colega afirmando que prefere ser chamada de demagoga do que de corrupta. “Não preciso me esconder atrás de ninguém, muito menos de homem. Sou e serei porta-voz do povo”, afirmou.

 

 

 

 

Abrahão se sentiu ofendido e cobrou da vereadora os nomes de quem ela insinuou serem corruptos. “Não é normal a senhora tentar jogar os vereadores um contra o outro”, concluiu afirmando que não voltará mais ao assunto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Jamais pode ser cerceado ao vereador o direito de ter voz na tribuna”

do vereador Laudecir Gonçalves (PL), se mostrando radicalmente contra a ideia sugerida por Abrahão Mussi

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ANALÓGICA

O site da Câmara de Vereadores de Bela Vista do Toldo parou em 2020. Desde dezembro que não há nenhuma atualização. É bom lembrar que a atualização não é cortesia, mas sim, obrigação legal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INSS

Agência do INSS Canoinhas/Arquivo

Vereadora Zenilda Lemos (MDB) resgatou assunto que foi pauta comum no mandato passado: o descaso do INSS com Canoinhas. Zenilda lembrou que desde 2017 a agência de Canoinhas está sem perito.

 

De fato, no entanto, a agência está sem titular desde o ano passado. Isso porque a perita titular se recusava a atender segurados apresentando atestado médico renovado desde 2017. Em 2020, enfim, ela foi transferida e, desde então, oficialmente, Canoinhas está sem perito titular.

 

 

 

 

 

 

 

 

QUILOS A MAIS

Vereadores aprovaram requerimento questionando o Município sobre quantas pessoas aguardam cirurgia bariátrica e quantos procedimentos são feitos por ano em Canoinhas com recursos públicos. O autor do requerimento é o vereador Willian Godoy (PSD).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NÃO É A HORA

Vereador Marcos Homer (Podemos) demonstrou indignação com a troca do coordenador regional de Educação de Canoinhas, Ethel Jacomel, que é da área da educação, pela advogada Suelen Wogeinaki, inexperiente na área. Isso em pleno período de pandemia, às vésperas do início do ano letivo. “Por uma simples decisão política não se pode trocar o motorista do ônibus no meio da viagem. A educação não é barganha, tem de ser levada a sério. Nada contra quem saiu ou quem entrou, mas sim, contra a decisão de se trocar um gestor em um momento desses. Não tem como dar certo”, disse o vereador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESPERANÇA

Secretário de Estado da Saúde André Motta Ribeiro/Divulgação

O secretário de Saúde de SC, André Motta Ribeiro, disse que a partir desta semana o Estado deve receber algo em torno de 50 a 60 mil doses de vacinas contra a covid. Santa Catarina está entre os Estados que menos vacina no País.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NOVATOS

Motta apontou uma dificuldade para operacionalizar a campanha de vacinação e a continuidade das ações contra a pandemia: 60% dos secretários de Saúde foram trocados nos Municípios, o que, segundo ele, demandam reiniciar vários processos. “Aos poucos eles vão entendendo o processo e tenho certeza que isso vai acelerar”, afirmou em entrevista ao Diário Catarinense.

 

 

 

Na mesma entrevista, Motta disse que não existe essa história de o Estado ou a Fecam comprarem vacinas. “É centralizado no Governo Federal. Esse é um jogo muito duro entre governos e países”, afirmou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PSD

O PSD de Raimundo Colombo deve emplacar uma secretaria no governo Moisés. As tratativas estão sendo finalizadas.

 

 

 

 

 

 

ICPREV

A ex-secretária de Saúde de Canoinhas, Sônia Sachetti, não será gestora do Instituto de Previdência de Canoinhas (ICPrev). De fato ela assumirá apenas por dois meses o cargo de diretora administrativa. Morgana Lessak, que está em férias, segue como gestora do fundo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NA CAPITAL

Coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior/Aurelio de Oliveira /PMSC

Ex-comandante geral da Polícia Militar, o canoinhense coronel Araújo Gomes assumiu a secretaria municipal de Segurança Pública da prefeitura de Florianópolis. Ele substitui Alceu Oliveira Pinto Junior.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LUTO

Reprodução/Facebook

O ex-deputado federal e ex-prefeito de São José, Gervásio Silva, morreu na tarde deste domingo, 14, aos 65 anos, vítima de uma parada cardíaca.

Gervásio era natural de São Pedro de Alcântara, na Grande Florianópolis, e foi vereador por duas vezes em São José – de 1983 a 1987 e de 1989 a 1992. Foi eleito vice-prefeito de São José na chapa liderada por Germano Vieira, mas em poucos meses assumiu como prefeito após um processo de impeachment do titular, comandando a prefeitura de 1993 a 1996. Após atuar como prefeito, Gervásio foi eleito deputado federal por três mandatos consecutivos, tendo atuado na Câmara dos Deputados de 1999 a 2010, pelo então PFL.