Ex-genro de Evaldo Dranka nega que terreno cedido à empresa seja moeda de troca


Prédio da nova escola/Divulgação

Audiência pública nesta quinta-feira vai definir nome da escola da Barra Mansa

 

 

SEM TROCA

O empresário Efraim Stein entrou em contato com a coluna para afirmar que não houve troca nenhuma do terreno que sedia sua fábrica de adubo orgânica na Vila Fuck pelo terreno doado por seu ex-sogro, Evaldo Dranka, para sediar a Escola Municipal da Barra Mansa.


 

 

 

Efraim lembra que a cessão de uso do terreno de sua empresa ocorreu em 1997 pelo prazo inicial de dez anos, que já foi renovado duas vezes. Apesar de ter se separado da filha de Evaldo, Efraim diz que nutre grande respeito pela família, mas reforça que o acordo feito entre Dranka e o Município nada tem a ver com sua empresa, que já gerou 15 empregos.

 

 

 

Amanhã acontece audiência pública na Barra Mansa para deliberar sobre o nome do novo prédio da escola. Projeto de lei proposto pelo Executivo propõe que a escola volte a se chamar Barra Mansa. A família luta para manter o nome do patriarca Evaldo Dranka.

 

 

 

 

Regras para a votação foram publicadas ontem no Diário Oficial dos Município.  Os participantes, após autorização do presidente, poderão manifestar suas opiniões sobre as questões tratadas no âmbito da Audiência Pública respeitando as disposições previstas no regimento. 

 

 

 

 

 Para as exposições serão chamados um representante da APP da EBM Evaldo Dranka, um representante da Comunidade Escolar, um representante da Associação de Moradores da Localidade de Barra Mansa, um representante dos familiares de Evaldo Dranka (in memoriam) e vereadores de Canoinhas. 

 

 

 

 

Logo após as exposições ocorrerá consulta popular realizada por meio de votação secreta em cédula de papel que deverá ser depositada em uma urna. São critérios para participar da consulta popular: I – Ser morador da Localidade da Barra Mansa abrangendo o Distrito de Pinheiros na circunscrição da escola; II – Apresentar título eleitoral; III – Apresentar documento de identificação com foto. IV – Ser eleitor nas Seções 74, 40, 171, 69, 50, 36 e 37 da Zona Eleitoral nº 08 de Canoinhas. O resultado da votação é incontestável.

 

 

 

 

 

 

FALA, DIRETORA

A diretora da escola da Barra Mansa, Joceli Schueller, falou ontem na tribuna da Câmara de Vereadores de Canoinhas. Reclamou dos comentários que estão saindo sobre a polêmica proposta de troca de nome “por pessoas que nem sabem a localização da escola”. 

 

 

 

“Não estamos desomenageando Evaldo Dranka, nem desrespeitando a família Dranka. Queremos sim que a comunidade da Barra Mansa seja homenageada com seu nome”, afirmou defendendo a audiência pública para definir o nome da escola. 

 

 

 

 

Acrescentou que não partiu de Célio Galeski (PL) o pedido para troca do nome da escola.

 

 

 

 

 

 

 

COMUNIDADE 

Representando a comunidade, Geovani Glevinski, morador da Serra das Mortes, localidade vizinha de Barra Mansa, disse que o assunto vem sendo discutido há tempos nas reuniões da APP da escola. “Não estamos tirando a homenagem ao seu Evaldo Dranka, o prédio está lá. Nunca vimos o envolvimento da família Dranka nos eventos da escola, nunca teve participação, e hoje vemos um empenho tão grande da família em manter o nome”. Ele defendeu que o prédio antigo se torne um CEI mantendo o nome de Evaldo.

 

 

 

 

 

UNIGUAÇU

Prefeito Beto Passos, vice-prefeito Renato Pike e o secretário de Educação Osmar Oleskovicz estiveram ontem na escola Aroldo Carneiro de Carvalho para apresentar a escola a representantes da Uniguaçu, faculdade com unidade em União da Vitória. “Uniguaçu pode ser uma realidade em Canoinhas. Hoje com prefeito Beto Passos e com secretário Osmar e o presidente da Câmara, Célio Galeski, estivemos visitando possíveis instalações para Faculdade Uniguaçu Canoinhas.”

 

 

 

A Uniguaçu é conhecida pelo seu estilo comercial agressivo. Em União da Vitória chega a oferecer descontos na mensalidade de acadêmicos que provarem que trocaram outra instituição pela Uniguaçu. Inevitável imaginar que uma vez em Canoinhas, vai adotar a mesma tática com a UnC, que já atravessa uma crise de anos.

 

 

 

 

 

ASFALTO

O Executivo publicou ontem abertura de concorrência pública para o primeiro lote de asfaltos financiados pela Caixa Econômica. Fazem parte trechos das ruas Henrique Sorg, José Samuel Schmidt, Cel. Januário Corte, Curitibanos, Alfredo Maier e João Sabatke.

 



 

 

As empresas têm dois dias a partir de hoje para apresentar documentação. Após esse prazo a comissão emitirá nova ata declarando as empresas habilitadas e inabilitadas e concedendo prazo de cinco dias úteis para interposição de possíveis recursos e data de abertura de envelopes de propostas.

 

 

 

 

 

 

CAMPANHA

A gerência regional da Epagri de Canoinhas firmou ontem uma parceria com representantes da Gerência Estadual e da Secretaria Municipal de Saúde no combate à febre amarela. A ideia é fazer uma mobilização regional sobre a importância de se vacinar contra a doença.

 

 

As vacinas estão a disposição de adultos até 60 anos em todos os postos de saúde e é totalmente gratuita.

 

 

 

 

 

 

“Até pouco tempo Timbó Grande era esquecida até por Deus”

do presidente da Câmara de Canoinhas, Célio Galeski, sobre a cidade que é administrada por seu irmão, Ary Galeski

 

 

 

 

 

IPVA PARCELADO

Catarinenses poderão parcelar o pagamento do IPVA em até 12 vezes e pagar com cartões de débito e crédito. É o que possibilita o projeto de lei aprovado nesta terça-feira na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

 

 

 

 

Segundo o autor da proposta, deputado Milton Hobus (PSD), o objetivo é facilitar a vida das pessoas na renovação da documentação do veículo e reduzir a inadimplência.

 

 

 

 

“Vários estados do país já permitem esse parcelamento e tiveram sucesso, inclusive na redução da inadimplência”, destaca Hobus.

 

 

 

Hoje, a legislação permite o parcelamento em até três vezes. Para o pagamento em cota única, a proposta do deputado estabelece que o Estado ofereça desconto ao contribuinte.

 

 

 

Hobus ainda estuda a possibilidade de incluir o parcelamento para pagamento de multas e outros débitos com o Detran-SC. A proposta segue para a Comissão de Finanças.

 

 

 

 

 

 

 

HOMENAGEM

O ex-vereador e deputado Neuzildo Borba Fernandes foi homenageado pela Câmara de Vereadores de Timbó Grande durante a sessão da Câmara de Canoinhas de ontem. Uma moção de aplausos foi entregue à viúva de Neuzildo, Solange, e a sua filha, a juíza de direito Dominique Gurtinski Borba Fernandes.

 

 

 

 

 

“Prefeito Beto levou tão a sério o conselho que até hoje está fazendo a faculdade de Direito”

do vice-prefeito Renato Pike, ao comentar conselho dado por seu cunhado, Neuzildo Borba Fernandes, quando em vida, ao prefeito. Passos está há anos tentando concluir o curso

 

 

 

 

 

 

 

ARQUIVADO

A pedido do prefeito Beto Passos, a Câmara arquivou projeto de lei que concedia benefícios para expansão da Erva-Mate Yacuy. A medida foi encarada como represália pelas publicações que o proprietário da empresa tem feito nas redes sociais, criticando a prefeitura e o Instituto do Meio Ambiente (IMA).





Deixe seu comentário: