Estado será dividido em 16 regiões para diagnóstico de avanço do coronavírus


Moises Gonçalves

Avaliação será de moderado a gravíssimo e vai, dessa forma, definir medidas de prevenção

 

 

FERRAMENTA

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) disponibilizou uma plataforma tecnológica que reunirá a base de inteligência de dados que será utilizada pelo governo estadual para implementar as ações regionalizadas de combate à covid-19. A tecnologia compartilhada pelo MPSC é a mesma utilizada pelo programa “Listas de Espera do SUS”.

 

 

 

 

Com o uso de painéis de visual analytics, que permitem a visualização gráfica de informações geradas pela integração de diferentes bancos de dados, as autoridades de saúde do Estado e dos Municípios poderão adotar medidas de controle ao avanço da pandemia de acordo com a realidade do momento de cada cidade e região. Qualquer pessoas vai poder acessar esses dados pela internet. O Estado será dividido em 16 regiões e cada uma terá uma classificação que vai de moderado a gravíssimo. De acordo com essa classificação se darão as medidas de prevenção e combate ao coronavírus. “Será disponibilizada a população em geral, para que todos saibam qual a realidade da sua região. A classificação corresponderá ao quanto as pessoas estão aderindo às medidas de prevenção”, disse o promotor de Justiça, Douglas Martins, em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV, na manhã desta segunda-feira, 25.

 

 

 

 

Para o procurador-geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, nesta fase de regionalização, para que o combate à pandemia “dê certo, os Municípios terão um papel fundamental, e é preciso o envolvimento, empenho e interlocução de todos, do Estado, dos Municípios, dos Poderes e dos órgãos constitucionais.”

 

 

 

 

Graficamente, o cruzamento das informações e a análise a partir dessa matriz produz mapas do estado com as regiões representadas por cores, de acordo com a gravidade da situação e a necessidade de adoção de medidas específicas: regiões em vermelho são as que apresentam risco potencial gravíssimo de contágio; em laranja, risco grave; amarelo, risco alto; azul, risco moderado. Para dada cor também já estão definidas as medidas de restrição de mobilidade ou de atividades econômicas, bem como as necessidades de investimento em equipamentos de saúde, em infraestrutura e equipes de profissionais.

 

 

 

 

 

 

RETROVISOR

Os engenheiros de obras prontas, claro, vão julgar as medidas adotadas pelos governadores e prefeitos Brasil afora no início da pandemia, mas naquele momento todos estavam no escuro e muitos pecaram pelo excesso de zelo e, outros, pelo excesso de otimismo. Hoje, por exemplo, é possível diagnosticar que a medida de fechamento do comércio em março se mostrou uma medida acertada no Sul e no litoral do Estado. Na região de Canoinhas, me parece, a medida deveria ser tomada agora. Hoje se vê que não havia necessidade de fechamento já em março. À medida que o coronavírus se ensaia para se alastrar pelo interior do Estado é o momento de tomar as medidas mais severas. No entanto, com exceção do transporte público e das escolas, tudo está funcionando em Canoinhas. A única exigência do Governo é o uso da máscara.

 

 

 

 

 

 

 

 

TRANSPORTE

O transporte público deve ser liberado nesta semana em Santa Catarina. Primeiro será liberado o transporte intermunicipal e, depois, o urbano. Um protocolo com regras deve ser anunciado pelo governador Carlos Moisés (PSL).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

APOSTA

Quem apostou que desfrutaria dos benefícios do governo do Estado por estar se filiando ao PSL se vê agora em uma situação nada confortável. Com a CPI que pode resultar no pedido de impeachment de Moisés correndo na Assembleia e a ojeriza de Jair Bolsonaro ao partido, a aposta, a princípio, parece nada promissora.

 

 

 

 

 

 

 

 

INTERNET GRÁTIS

Prestadoras de acesso à internet podem ser autorizadas a não cobrar pelo consumo de dados relacionados ao uso de aplicativos de ensino a distância. Em troca, receberiam um desconto proporcional à contribuição obrigatória ao Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações. A proposta é do senador catarinense Dário Berger (MDB), por meio de projeto de lei no Senado, acatando sugestão da deputada estadual Ada de Luca (MDB).

 

 

 

 

 

 

 

 

20%

deve ser a queda no preço do gás natural em SC em julho, aponta projeção

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PREOCUPAÇÃO

Monitoramento do Conselho Nacional de Justiça mostra que os casos de coronavírus nos presídios saíram de 243, em 1º de maio, para 1062 na quinta passada. Os servidores do sistema contaminados eram 327 e agora são 1.598.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DATAS

É falsa a informação de que foi batido o martelo para o dia 6 de dezembro como data das eleições municipais. A data é, sim, uma possibilidade, mas para que seja efetivada é necessário a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição que exige apoio de pelo menos três quintos dos deputados e dos senadores, em dois turnos de votação na Câmara e no Senado. Há sim, um estudo no Congresso que aponta o 1º turno para 15 de novembro e o segundo para 6 de dezembro. Os líderes da Câmara e do Senado discutem a questão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

APROVAÇÃO

Presidente da República, Jair Bolsonaro/Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A despeito das atitudes de Jair Bolsonaro, o presidente tem a melhor avaliação de seu governo no Sul do Brasil. Aqui, ele tem 45% de aprovação, ante 27% no nordeste, onde obtém a menor taxa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DESPEJO

O presidente Bolsonaro deve sancionar lei aprovada no Congresso que proíbe despejos até outubro. A regra deve valer para ações que foram protocoladas na Justiça a partir de 20 de março.

 





Deixe seu comentário: