Esperada, consagração de Game of Thrones no Emmy coroa os primeiros anos da série

Elenco de GoT comemora prêmios

Última temporada bastante criticada não foi considerada pela Academia

 

 

EMMY

O que era esperado aconteceu. O último ano de Game of Thrones arrebatou o Emmy de melhor série dramática no domingo passado. Justo, mas não com esta derradeira temporada. GoT foi premiada muito mais por suas temporadas anteriores do que pela última, que tornou uma história instigante e complexa em um novelão mexicano.

 

 

 

Como bem disse o comentarista da TNT, é preciso entender GoT como um acontecimento, que elevou o nível de qualidade da televisão mundial.

 

 

 

Pois bem, virada esta página, acho muito mais empolgante falar da melhor série cômica. Fleabag é uma das mais originais histórias que surgiram nos últimos anos. Não exatamente original, mas mais sagaz. A personagem que passa pelas situações mais constrangedoras e dialoga sobre aqueles momentos “quem nunca” conquistou o público e, apesar da insistência, não é o desejo da protagonista, roteirista e criadora, Phoebe Waller-Bridge, criar uma terceira temporada. Pena. Resta ficarmos de olho em Phoebe, certamente muita coisa boa vai sair de sua cabeça ainda.

 

 

 

 

Com quatro estatuetas, Fleabag foi a série mais exitosa da noite, seguida da minissérie Chernobyl, elogiada por dez entre dez críticos e muito bem recebida pelo público. Já GoT levou o prêmio principal, de melhor série dramática, mas conquistou apenas este e o de melhor ator coadjuvante em série de drama, para Peter Dinklage, embora estivesse concorrendo em sete categorias.

 

 

 

 

 

GUERRA DO STREAMING

Uma batalha ainda mais interessante aconteceu nos bastidores do Emmy 2019, a dos serviços de streaming. A briga entre o canal HBO e a plataforma digital Netflix pela liderança no número de indicações ao Emmy tornou-se central, uma ferramenta forte para angariar assinantes.

 

 

 

 

No ano passado, a HBO teve 108 indicações, contra 112 da Netflix. Foi a primeira derrota em duas décadas. Neste ano, a HBO recebeu 137 indicações, e a Netflix voltou ao segundo lugar com 117. A última temporada de GoT, sozinha, conseguiu emplacar 32 indicações.

 

 

 

 

Nos prêmios, não foi diferente. A HBO liderou a noite com 34 troféus, vendo a Netflix ficar com 27.

 

 

 

 

A Amazon Prime ganhou fôlego considerável nos últimos três anos. Suas produções angariaram 16 indicações em 2017, e 22, em 2018. Neste ano, esse número saltou para 47. De fato levou 15 prêmios. Importante dizer que a grande vencedora da noite, Fleabag, está na plataforma.




Deixe seu comentário: