Erva-mate canoinhense faz sucesso em congresso internacional

Representantes do planalto Norte/Divulgação

7º Congresso Sul-Americano da Erva-Mate ocorreu no município de Erechim

 

Com o tema Integrando Ciência e Tecnologia para promover avanços na cadeia produtiva de erva-mate, o 7º Congresso Sul-Americano da Erva-Mate ocorreu na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI),no município de Erechim(RS), na semana passada. E como não podia ser diferente, o Planalto Norte catarinense, conhecido mundialmente por sua erva-mate de qualidade, foi muito representado pelas indústrias da região, Epagri e Cidasc.

 

O Congresso Sul-Americano da Erva-Mate ocorre a cada três anos, entre os países envolvidos na cadeia produtiva do mate: Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Os organizadores do evento consideram o congresso uma oportunidade ímpar, para socialização de conhecimentos e novas aprendizagens, dentro do setor produtivo da erva-mate.


 

O objetivo do congresso foi proporcionar aos integrantes deste complexo produtivo e pesquisadores dos países do Mercosul, espaços de diálogo e trocas de experiências. Por meio da integração entre pesquisa, indústria e comunidade em nível internacional, houve a difusão de conhecimento produzido nos últimos anos. Nas mesas-redondas foram analisadas as tendências e perspectivas da produção científica sobre a temática.

 

Ao longo dos três  dias, mais de 500 pessoas participaram do evento que contou com mais de 50 conferencistas. Estre eles, Gilberto Neppel, engenheiro agrônomo da Epagri de Canoinhas que coordena os trabalhos da empresa em busca da obtenção do selo da Indicação Geográfica (IG) da erva-mate da região. Neppel destaca que “a Epagri é referência para os produtores quando o assunto é erva-mate produzida em paisagens sombreadas, como é o caso da grande maioria das áreas de produção do Planalto Norte. Este sistema de produção, preserva o meio ambiente e produz a erva-mate com as melhores características, sendo a mais valorizada no mercado”.

 



O Sindicato das Indústrias do Mate em SC (Sindimate) foi representado em um stand que contava com a exposição de várias marcas de erva-mate da região, como Yacuí, Timbó, Capital, Seleme e a erva-mate Canoinhas. No stand os visitantes conheceram nossas tradições ervateiras, nossa preocupação com a preservação da natureza e saborearam o sabor suave do nosso chimarrão.

 

A presidente do Sindimate-SC, Juliane Seleme, conta que “o evento proporcionou muito conhecimento e aprendizado, além de muitos contatos com o segmento ervateiro”. A ervateira Baldo também marcou presença expondo seus produtos e sua história.

 

A pesquisa sobre a Ilexparaguariensis tem ganhado espaço nos últimos 10 anos e assim o mundo passou a conhecer suas propriedades, o que pode aumentar o seu consumo. Com o selo da IG em nossos produtos, grandes compradores de erva-mate como EUA, Canadá, Europa e países do Oriente Médio, terão a garantia que estão adquirindo um produto de altíssima qualidade, livre de agrotóxicos, sem resíduos animais e que não polui o meio ambiente.

 

O próximo país a sediar o Congresso Sul-Americano da Erva-Mate será o Paraguai.




Deixe seu comentário: