domingo, junho 20, 2021

ACESSE NO 

Erro de digitação justifica vacinados com 221 anos em Canoinhas

Últimas Notícias

Dados digitados incorretamente foram citados em reportagem da NSC TV

 

 

 

 

LISTA DA VACINA

Apesar de o Governo do Município ser contra a divulgação da lista de vacinados contra a covid-19 em Canoinhas, dados públicos permitem detectar algumas informações sobre os vacinados. Foi dessa forma que uma reportagem da NSC TV conseguiu identificar os vacinados mais velhos do mundo em Canoinhas. Pelo cadastro duas pessoas teriam 221 anos, algo, claro, impossível.

 

 

 

Trata-se de um erro de digitação, que a Secretaria de Saúde de Canoinhas já pediu para ser corrigido junto ao Ministério da Saúde, de onde a emissora retirou os dados. “No cartão do SUS dos dois pacientes está como a data de nascimento 1/1/1800”, explica a secretária de Saúde de Canoinhas, Katia Oliskovicz.

 

 

 

A reportagem da NSC detectou “erros” bem mais contundentes no Estado. Pelo sistema do Governo Federal, o problema mais recorrente é a aplicação de três, quatro ou cinco doses de imunizantes na mesma pessoa. Ao todo, 10,7 mil catarinenses tomaram mais de duas doses das vacinas.

 

 

 

 

Em outras 21 cidades aparecem vacinados com menos de 12 anos, embora as crianças não façam parte dos grupos prioritários. Outro problema comum são pessoas que receberam duas doses de imunizantes de diferentes fabricantes.

 

 

 

 

 

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina disse, em resposta à NSC TV, que já identificou o que são possíveis erros no preenchimentos das informações e também informou que já solicitou que seja habilitada a edição para a correção. A Dive disse ainda que assim que identifica inconsistências tem repassado para as equipes regionais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ADIADA

A constatação de que funcionários da Câmara de Vereadores de Canoinhas positivaram para covid-19 levou o presidente do Legislativo a adiar a sessão de ontem. O expediente desta segunda será executado nesta terça-feira, 18. Semana passada o mesmo ocorreu em Três Barras. Lá, um vereador foi contaminado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROFESSORES

Luiz Fernando Vampiro/Eduardo G. de Oliveira/Agência AL

O secretário de Educação de Santa Catarina, Luiz Fernando Vampiro, informou que espera que os professores estejam todos vacinados no primeiro trimestre do segundo semestre de 2021. Ontem o governador Carlos Moisés anunciou que a vacinação desse estrato da sociedade começa dia 31 de maio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMPEDIDOS

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) mudou entendimento anterior e decidiu que as prefeituras não poderão repor a inflação sobre os salários dos servidores em Santa Catarina este ano. O órgão acatou um parecer do Ministério Público de Contas (MPC).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MULTA

O governador Carlos Moisés sancionou nesta segunda-feira, 17, uma nova lei estadual que aumenta a multa para quem comete maus tratos contra os animais. Os valores, antes de R$ 500 a R$ 2 mil, poderão chegar a R$ 20 mil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ELE NÃO

O PRTB recusou filiar Jair Bolsonaro em troca do controle total do partido. É a nona sigla com a qual o presidente tenta se acertar.

 

 

 

 

 

 

 

26%

foi a queda no lucro dos bancos em 2020 por causa da pandemia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COTA

Entre 2001 e 2021, a Câmara dos Deputados gastou R$ 6,4 bilhões, em valores corrigidos, com a cota parlamentar – a verba que cada parlamentar federal tem para reembolsos como aluguel de carros, combustível, passagens aéreas, alimentação, contratação de serviços, entre outros. Nesse período de duas décadas, as despesas somadas equivalem ao orçamento executado (R$ 6,5 bilhões) em 2020 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), durante a pandemia global do novo coronavírus.

 

 

 

 

 

 

DESPEDIDA

Além das despedida a Casildo Maldaner (MDB) nesta terça, 18, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina registrou o falecimento do ex-deputado Ivo Knoll, ocorrido na noite de sábado, 15, aos 91 anos, em Florianópolis.

 

 

 

 

Natural de Rio do Sul, Ivo Luís Knoll foi comerciante em sua cidade natal. Na vida pública, foi um dos fundadores do MDB em Santa Catarina. Em 1966, elegeu-se deputado estadual pelo partido, com 4.825 votos, integrando a 6ª legislatura da Alesc, entre 1967 e 1971. Na ocasião, participou da elaboração da Constituição Estadual de 1967.

 

 

 

 

 

Knoll ocupou, ainda, cargos de diretor na Casan e na Celesc, além da presidência da Imprensa Oficial do Estado de Santa Catarina e a assessoria da Casa Civil do Estado.

 

 

 

 

 

Viúvo, o ex-deputado deixa sete filhos (três deles já falecidos), 16 netos e sete bisnetos. Seu corpo será cremado e as cinzas enterradas no Cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis.

Deixe seu comentário:

Você perdeu renda por causa da pandemia?