Empresa de Rio Negrinho vence licitação para explorar Rotativo Canoinhas


Priscila Noernberg/Divulgação

A empresa vencedora do certame ofereceu ao município 25% do valor bruto arrecadado

 

 

 

ROTATIVO

Aconteceu na tarde desta terça-feira, 4, o julgamento das propostas para exploração do estacionamento rotativo em Canoinhas. A proposta vencedora foi da empresa Hiper Off Ltda, que ofereceu 25% da arrecadação mensal para os cofres do Município. O percentual foi decisivo para declarar a empresa vencedora. A JR Empreendimentos ofereceu 23,35%, enquanto que a Serbet Sistemas, 20,14% e a Rizzo Parking, 8,33%.

 

 

O projeto da empresa contempla a instalação de parquímetros, um investimento inicial de R$ 55 mil; investimento de R$ 152 mil em sinalização; e implementação de sistema de fiscalização online no valor de R$ 49,6 mil. Inicialmente, o rotativo vai gerar 26 empregos.

 

 

Serão 1.315 vagas de estacionamento com uma estimativa de receita de R$ 93.394 mensais. Isso geraria uma receita mensal de R$ 40.244 para a prefeitura.

 

 

Se não houver recurso por parte das empresas perdedoras do certame, em cinco dias a empresa está habilitada a iniciar a implementação.

 

 

 

DECEPCIONADO

Vereador Edmilson Verka (PR), que também preside o Sindicato dos Produtores Rurais de Canoinhas, desabafou ontem na Câmara. “Eu votei no presidente Bolsonaro, mas tem coisas que já não concordo mais”, disse se referindo  a uma das propostas da Reforma da Previdência, já aprovada à parte em Medida Provisória que passou pelo Senado na segunda, que enfraquece justamente os Sindicatos como o que ele preside há anos. Pela lei, não caberá mais aos Sindicatos declarar tempo de serviço no campo.

 

 

 

 

GABINETES REGIONAIS

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Assembleia Legislativa aprovou, na manhã desta terça-feira, 4, projeto de resolução de autoria da Mesa, que altera as regras para manutenção de escritório regional de apoio à atividade parlamentar. De acordo com o deputado Valdir Cobalchini (MDB), que relatou o projeto na comissão, cada deputado poderá ter um ou dois gabinetes parlamentares na sua base eleitoral, sendo o valor do aluguel bancado pela Assembleia Legislativa dentro da respectiva cota à qual cada parlamentar tem direito.

 

 

Cobalchini, que substituiu o relator da matéria, deputado Moacir Sopelsa (MDB) na Comissão de Trabalho, explicou que a resolução da Mesa institui uma série de regras, como por exemplo o relógio-ponto nesses gabinetes para o controle de horário dos servidores. O parlamentar frisou que não há aumento de servidores na resolução. “Não há qualquer tipo de despesa a mais, além do orçamento já estabelecido pela Assembleia, de forma que não acrescenta nenhum ônus, nem à Assembleia nem à sociedade catarinense”, acrescentou.

 

 

 

Na opinião do deputado, os escritórios regionais permitem que “o mandato do parlamentar esteja mais próximo do cidadão ao qual ele representa, já que o deputado é de Santa Catarina, ele não é de uma cidade específica”.

 

 

O texto já foi aprovado nas comissões de Constituição e Justiça e de Finanças e Tributação, por isso está apto a votação em plenário.

 

 

 

 

 

CONJUNTO FERROVIÁRIO

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) deu mais detalhes sobre a recuperação da estação ferroviária de Marcílio Dias, em Canoinhas, com recursos do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos. Serão destinados R$ 2,3 milhões ao Conjunto Ferroviário de Marcílio Dias para a reforma de todo o complexo ferroviário, incluindo estação de passageiros, restaurante e armazém.

 

 

“A estação e o armazém também serão requalificados e contarão com banheiros e copa. Todas as edificações do conjunto receberão adequações para as normas de acessibilidade e terão renovação completa das instalações elétricas e hidrossanitárias”, comunica o Iphan.

 

 

 

Os vereadores de Canoinhas pleitearam mais informações junto ao Iphan em requerimento encaminhado nesta semana.

 

 

 

 

 

 

“O senhor vai ter de esperar muita gente desta casa”

do vereador Célio Galeski, brincando com o colega Paulinho Basilio sobre a possibilidade de ele vir a ser prefeito de Canoinhas

 

 

 

 

 

 

 

GAFE

Deputado federal Esperidião Amin (Progressistas) respondeu a ofício assinado pelo presidente da Câmara de Canoinhas, Célio Galeski (PR), se reportando a Celso Galeski.

 

 

 

 

 

 

BRITADOR

O britador móvel locado pelo Município já está em operação desde ontem. Conforme a coluna noticiou, o Município pretende comprar um equipamento novo ao custo de, pelo menos, R$ 1 milhão.

 

 

 

 

 

MOBILIDADE URBANA

O coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense (FPC), Rogério Peninha Mendonça (MDB), solicitou ao governo federal a prorrogação do prazo para que as cidades entreguem o Plano de Mobilidade Urbana à Secretaria Nacional de Mobilidade (SEMOB). Apesar de o prazo ter esgotado no dia 12 de abril, o deputado diz que muitos municípios ainda não conseguiram concluir a proposta.

 

 

“Tivemos alguns encontros com a equipe econômica do governo, liderada pelo ministro Paulo Guedes, para pedir essa prorrogação. Os técnicos da pasta foram sensíveis ao apelo e já estão trabalhando na minuta de uma Medida Provisória que prevê o prolongamento por dois anos, ou seja, até 12 de abril de 2021”, explica.

 

 

 

Com o fim do prazo de adequação, os municípios que não entregaram o plano estão impedidos de receber recursos federais para investimentos em mobilidade. Em 2012, a Lei 12.587 instituiu as Diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, com isso todas as cidades precisaram desenvolver seu plano.

 

 

 

Inicialmente o governo iria prorrogar o prazo apenas para as cidades com menos de 100 mil habitantes, mas o apelo do parlamentar é para que todas sejam contempladas.





Deixe seu comentário: