Em menos de 24h, cinco pacientes morrem na UTI Covid-19 do Hospital Santa Cruz


Entrada da UTI Covid do Hospital Santa Cruz de Canoinhas/Edinei Wassoaski/JMais

Três mulheres de Canoinhas estão entre as vítimas; apenas uma das cinco tinha comorbidades

 

 

Cinco dos dez pacientes que estavam internados nesta sexta-feira, 19, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Cruz de Canoinhas (HSCC) morreram entre esta sexta-feira, 19, e sábado, 20. É a primeira vez que o HSCC computa tantas mortes em tão pouco tempo desde o início da pandemia em março do ano passado.

 

 

 

Das cinco vítimas fatais, três eram de Canoinhas, uma de Três Barras e uma de Joinville. Dessa forma, sobe para 50 o número de mortos por covid-19 em Canoinhas.

 

 

Apenas uma das cinco vítimas tinha comorbidades, ou seja, doenças associadas. A mulher era moradora de Três Barras e tinha 45 anos.

 

 

 

Das três vítimas fatais de Canoinhas, todas eram mulheres e tinham 50, 58 e 75 anos, respectivamente.

 

 

 

 

O paciente de Joinville tinha 64 anos.

 

 

 

 

NOVO PERFIL

As novas mortes em Canoinhas apontam para um perfil diferente de vítimas, possivelmente infectadas com as variantes mais agressivas da covid-19: Pessoas sem comorbidades e mais jovens.

 

 

 

 

Responsável pela logística de ocupação da rede hospitalar em Santa Catarina, o superintendente de Regulação da Secretaria de Estado da Saúde, médico Ramon Tartari, disse ao site da NSC Total que a mudança de perfil das pessoas que chegam às UTIs mudou ao longo das últimas semanas em todo o Estado. São pessoas são mais jovens, mais graves, e a maioria não tem nenhuma doença pré-existente.





Deixe seu comentário: