Em Canoinhas, deputada federal diz que governador vai buscar R$ 80 milhões junto ao BID para reformar SC-477

Caroline (C) em visita ao Hospital Santa Cruz/Divulgação

Para tanto, Estado precisa melhorar sua nota

 

SC 477

Em Canoinhas ontem, a deputada federal Caroline de Toni (PSL) defendeu o governador Carlos Moisés da Silva e o presidente Jair Bolsonaro, ambos do seu partido. Em entrevista ao programa Fala Cidade, da 98FM, Caroline disse que vê o governo Moisés como bastante atuante no Estado, apesar da fama de estar, por enquanto, somente no planejamento.

 


 

 

Caroline gravou um vídeo na rodovia SC-477, que liga Canoinhas à BR-116, e se compadeceu da situação precária da rodovia. Conversou com Moisés pelo WhatsApp e, segundo ela, ele disse que a rodovia está no seu radar. Segundo Moisés, de um pacote de investimentos a serem financiados por empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), R$ 80 milhões seriam destinados à rodovia.

 

 

 

Para tanto, porém, o Estado precisa melhorar sua nota de classificação, hoje C, junto ao Banco. As notas mostram quais Estados e Municípios são melhores e piores pagadores. A nota C não é tão ruim, mas está longe do A.

 

 

 

A promessa de Moisés, portanto, parece longe de se concretizar. Enquanto isso, as usinas de asfalto regionais poderiam corrigir a buraqueira, mas há algumas semanas que o Governo silenciou sobre o assunto.

 

 

 

À tarde, Caroline esteve no Hospital Santa Cruz.

 

 

 

 

 

MÉRITOS

A direção local do PSL se irritou com texto divulgado pela assessoria de imprensa do Município que destaca emenda de R$ 300 mil do senador Jorginho Melo (PL) junto com emenda de R$ 400 mil que teria sido assinada pelo deputado Fabio Schiochet (PSL), que esteve em Canoinhas na semana passada para anunciar a boa nova. Acham que foi uma tentativa de ofuscar o empenho do peeselista.

 

 

 

 

 

MAIS EMENDAS

Shiochet parece mesmo empenhado em se consolidar como um representante do Planalto Norte. Ele distribuiu os R$ 5 milhões a que tem direito de emendas parlamentares para 10 cidades da região. Entre elas, além de Canoinhas, estão Irineópolis (R$ 250 mil), Itaiópolis (R$ 250 mil), Mafra (R$ 500 mil), Porto União (R$ 350 mil), Rio Negrinho (R$ 500 mil) e São Bento do Sul (R$ 500 mil).

 

 

 

Importante lembrar que embora isso demonstre a boa vontade do deputado com a região, a liberação das emendas depende da vontade do Governo Federal.

 

 

 

 

 

REFIS

A Câmara aprovou e o prefeito de Três Barras, Luis Shimoguiri (PSD) sancionou lei que cria refinanciamento de dívidas ativas dos contribuintes do Município. O Refis prevê redução de 100% sobre a multa e os juros, para pagamento em cota única, vencível em até 10 dias corridos, a contar da assinatura do termo de confissão da dívida firmado junto ao Setor de Tributos e redução de 80% sobre a multa e os juros, para pagamento em até 96 parcelas, à exceção da entrada que deverá ser paga no ato do requerimento da Refis, vencível a 1ª parcela em 30 dias contados da assinatura do termo de confissão da dívida assim, sucessivamente, até o completo e integral pagamento do débito.

 

 

 

 

 

ASFALTO

Duas ruas que fazem parte do pacote de R$ 19,5 milhões de investimentos do prefeito Beto Passos (PSD) tiveram licitação aberta ontem. Trata-se das ruas Frederico Kohler e Julio Budant Neto.

 

 

 

 

 

ACADÊMICOS

A Academia de Letras do Brasil (ALB) Canoinhas abriu edital para a entrada de novos acadêmicos. São quatro vagas. As inscrições vão até 15 de agosto e devem ser feitas na sede da Fameplan.

 



 

 

 

 

KOMBI

O pessoal do Sopão da Madrugada está fazendo uma vaquinha online para comprar uma Kombi. O veículo seria usado para entregar os alimentos para pessoas em situação de rua na cidade. Quem quiser ajudar, com qualquer valor, clique aqui.

 

 

 

 

 

MAUS TRATOS

Outra ação popular visa conseguir um bom número de assinaturas a um abaixo-assinado que pede lei municipal que proíba o trânsito de veículos de tração animal pela cidade. O objetivo é coibir o uso de cavalos para puxar carroças carregadas de material reciclável, tão comum na cidade. 

 

 

 

“Apenas juntos podemos acabar com a tortura animal! Ressalto que a intenção não é tirar o sustento das famílias (nos últimos dias estudamos o caso e nos deparamos com muitas pessoas que fazem a coleta sem a tração e informaram que é possível fazer isso sem esforço, no mais a intenção é doar o equipamento conhecido por “cavalo de lata” pra essas pessoas e já estamos avançando no sentido de conseguir o equipamento)! Por favor, divulguem o texto e o link do abaixo assinado! Juntos somos fortes!” Segue o link.

 

 

 

 

 

 

PROJETO

O Município já tem projeto de lei que proíbe o trânsito de veículos de tração animal pela cidade. Deve ser apresentado na volta do recesso à Câmara.

 

 

 

 

 

MENOS CANDIDATAS

Líderes na Câmara discutem o abrandamento das regras de participação feminina em eleições. Uma das ideias é reduzir de 30% para 10% o mínimo obrigatório de candidatas ao Legislativo. Outra proposta prevê o fim das punições às legendas que não cumprirem a cota.

 

 

 

Com dificuldades para preencher cotas de participação feminina em eleições, líderes de partidos na Câmara discutem abrandar as regras para as eleições do ano que vem. Uma das ideias é reduzir de 30% para 10% o percentual mínimo obrigatório de candidatas mulheres a cargos no Legislativo. Outra proposta, já pronta para votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), prevê o fim das punições às legendas que não cumprirem a cota.

 

 

 

 

 

 

QUEM MAIS PRECISA

Um levantamento do Instituto Trata Brasil mostra que municípios que menos precisam de saneamento são os que mais investem. Falando nisso, quando será que sai a segunda etapa de implementação da rede de esgoto em Canoinhas?

 

 

 

 

 

4

em cada 10 brasileiros dizem que Jair Bolsonaro não fez nada de positivo, aponta pesquisa Datafolha

 

 

 

 

 

5G

Os deputados Marcius Machado e Nilson Berlanda, ambos do PL, apresentaram um projeto de lei na Assembleia para que sejam proibidos testes e instalação da tecnologia 5G em Santa Catarina. O texto prevê multa de até R$ 200 mil. A justificativa dos parlamentares é de que o sistema é prejudicial à saúde.

 

Deixe seu comentário: