Dezoito candidatos da comarca de Canoinhas com mais de R$ 300 mil em patrimônio receberam auxílio emergencial


Marcello Casal Jr /Agência Brasil

Sete candidatos de Canoinhas estão na lista

 

 

LISTA

Pelo menos 18 candidatos a vereador, vice-prefeito e prefeito da comarca com patrimônio declarado de mais de R$ 300 mil receberam auxílio emergencial do Governo Federal por causa da pandemia. São sete candidatos de Canoinhas, quatro de Bela Vista do Toldo, três de Major Vieira – incluindo um candidato a vice e outro a prefeito – e quatro de Três Barras.

 

 

 

Por meio de despacho assinado nesta sexta-feira, 6, o ministro Bruno Dantas tornou pública lista produzida pelo Tribunal de Contas da União (TCU) que contém os candidatos que declararam patrimônio igual ou superior a R$ 300 mil e que receberam alguma parcela do auxílio emergencial até julho de 2020. É possível verificar também casos em que o patrimônio declarado do candidato supera R$ 1 milhão, nenhum na comarca, no entanto. “Tais casos demonstram potenciais integrantes do rol de inclusões indevidas do benefício, uma vez que os indícios apontam renda incompatível com as regras do programa”, informa o TCU. Essa lista foi divulgada mediante parcial supressão dos CPFs dos candidatos.

 

 

 

A lista disponibilizada contém o cruzamento de dados realizado pelo TCU e o cruzamento realizado pelo Ministério da Cidadania, com dados que permitem identificar:

 

 

 

1) benefícios que foram cancelados antes da decisão do Tribunal;

 

 

 

2) benefícios que permaneceram com pagamentos em setembro e outubro, seja no âmbito do auxílio emergencial originalmente estabelecido pela Lei 13.982/2020, seja no âmbito do auxílio emergencial residual previsto na Medida Provisória 1.000/2020.

 

 

 

 

Dessa forma, a planilha permite identificar o tipo de auxílio (emergencial ou residual) e o momento do bloqueio (se antes ou depois da decisão do TCU).

 

 

 

 

Importante destacar que o Ministério da Cidadania deliberou pelo cancelamento de todos os benefícios detectados pelo TCU, sem prejuízo da possibilidade dos beneficiários contestarem nos canais adequados. A única exceção se refere a benefício concedido judicialmente.

 

 

 

 

 

A coluna não publica os nomes porque não conseguiu contato com todos os candidatos, mas a lista, que é pública, pode ser consultada clicando aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMPORTANTE

Como os resultados são apenas indícios de renda incompatível com o auxílio, há risco de erro de preenchimento pelo candidato, de fraudes estruturadas com dados de terceiros. Somente o Ministério da Cidadania pode confirmar se o pagamento é indevido e somente  o Tribunal Superior Eleitoral pode confirmar eventuais crimes eleitorais. Os dados dos candidatos são públicos e estão disponíveis no site do TSE. Já os dados dos beneficiários do auxílio são públicos e estão no Portal da Transparência.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUEM JULGA?

Cabe ao eleitor questionar seus candidatos caso eles estejam na lista. Muitas vezes a pessoa pode ter uma casa que vale mais de R$ 300 mil, mas está passando por necessidades e, por óbvio, não vai vender a casa para comer. A proximidade entre candidatos e eleitores nas cidades permite esse questionamento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SOBROU PARA KRAUTLER

Em 2000, a eleição estava incerta em Canoinhas. Orlando Krautler (PFL) estava em disputa acirrada com Leoberto Weinert (PMDB). Na calada da noite uma chuva de cartas ligando o fato de Weinert pertencer a maçonaria a questões obscuras pulverizou as casas de Canoinhas. Famílias horrorizadas com as acusações foram às urnas. O resultado foi a reeleição de Krautler.

 

 

Vinte anos depois o caso foi relembrado no programa do meio-dia desta terça de Norma Pereira (PSDB). Weinert falou apoiando a candidata e lembrou que hoje vivemos o momento das fake news nas redes sociais. “Na minha época era o correio que levava as mentiras. Passamos por um momento muito difícil. Tínhamos uma eleição muito bem encaminhada e na última semana apareceram umas cartas. Quem pagou o preço foi o povo de Canoinhas, que teve quatro anos de um governo desastrado”, disse Weinert.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MOURÃO

 

Reprodução

O vice-presidente Hamilton Mourão gravou vídeo de apoio aos candidatos do PRTB em Canoinhas e Três Barras – Ivan Krauss e André Neves, respectivamente. Ao falar de Canoinhas ele lembra que já passou pela região em suas missões no Exército.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PELAS REDES

Ivan Krauss (PRTB) postou vídeo frisando que sua campanha foi limpa. “Gente amiga; nossa Campanha é limpa! Não usamos de ataques e brigas. Não vale a pena isso! O nosso sonho é tão grande que jamais iríamos se deixar levar ou se corromper por conchavos. Canoinhas tem pressa! Não merecemos essa guerra de imoralidade.”

 

 

 

Norma Pereira (PSDB) postou vídeo sobre sua visita ao Loteamento Jardim Santa Cruz. “Canoinhas eu conheço bem e o seu bairro também!!! O Loteamento Santa Cruz já confirmou que está com o 45.”

 

 

 


Já Beto Passos (PSD) voltou às raízes. “Hoje tive a oportunidade de voltar no tempo e relembrar fatos marcantes da minha infância. Saudades da nossa família reunida, especialmente do meu pai Paulo e da minha mãe Tereza. Sei que de onde estão, cuidam de nós. Amo vocês!”





Deixe seu comentário: