domingo, junho 20, 2021

ACESSE NO 

Descumprimento de lei que definia plus salarial por graduação vai render conta extra de R$ 752 mil mensais a Canoinhas

Últimas Notícias

Todos os professores que progrediram na graduação têm direito ao benefício

 

 

 

 

TITULAÇÃO

Vereador Osmar Oleskovicz (PSD) contou na semana passada na Câmara que o Município está com um abacaxi nas mãos. Depois de anos na Justiça, o Sindicato dos Trabalhadores na Educação de Canoinhas (Sispuc) conseguiu obter vitória em uma ação que cobrava uma dívida acumulada desde 2011.

 

 

 

O assunto é antigo e diz respeito ao Estatuto do Servidor Público aprovado em 2011 que previu a escalada salarial mediante graduação dos professores da rede pública. Servidores de outros setores já tinham cobrado o mesmo plus na Justiça e vencido a demanda.

 

 

 

Não foi divulgado quantos profissionais terão direito ao plus, mas o vereador já conseguiu chegar a um valor de R$ 752 mil que seria o aumento nos custos com salários dos professores já a partir de 11 de junho. “Em 2008 foi criado o piso do magistério, que define as regras para distribuição do Fundeb. Em 2011 a Secretaria de Educação (de Canoinhas) elaborou o plano de carreira dos profissionais do magistério. Esse plano foi aprovado na Câmara de Vereadores em 14 de novembro de 2011. Ocorre que esse plano trazia cinco níveis de graduação. A pessoa que ia avançando nos estudos e ia ganhando uma porcentagem a mais. A diferença entre o magistério e a graduação, por exemplo, é de 35%, mestrado mais 5% e doutorado mais 5%”, explicou o vereador. “Acontece que o Município de Canoinhas criou a lei e não a cumpriu”, arrematou.

 

 

 

 

Paralelamente,  o Governo Federal foi definindo valores de piso salarial acima do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) a cada ano, visando valorizar os profissionais da educação. Em 2009 o salário base era de R$ 950. Em 2010, os profissionais do magistério ganharam 7,86% de atualização pelo IPCA, e assim por diante, acumulando até 2020 o total de 203,61% de valorização pelo IPCA para os profissionais do Magistério, de acordo com Osmar. “Tinha de manter a reposição por níveis, além do IPCA, mas só foi dada a valorização pelo IPCA (em Canoinhas)”, conclui Osmar. Essa situação se estendeu pelo último mandato de Leoberto Weinert, o único de Beto Faria, o primeiro mandato de Beto Passos e estoura agora no começo de seu segundo mandato.

 

 

 

 

O Sispuc entrou com ação na Justiça e ganhou. O Município tem de pagar até o fim desta semana a diferença que chega a R$ 752 mil. “Esse valor vai ter de ser colocado na conta dos funcionários da Educação todo o mês, não é só uma vez. O retroativo terá de ser pago por meio de precatórios”, explicou o vereador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REVERSÃO

A reversão da doação do terreno onde está o antigo Colégio Comercial de Canoinhas ao patrimônio do Município deve ser votada nesta segunda, 7, na Câmara de Vereadores. O projeto foi retirado de pauta na semana passada. “Queremos que esse projeto seja apreciado o quanto antes possível”, pediu Osmar Oleskovicz. Há dúvidas dos vereadores sobre o projeto, que é de 2019. A propósito, a coluna errou ao afirmar que o imóvel foi cedido à UnC na década de 1970, quando esta ainda era Funploc. A doação do imóvel ocorreu no ano 2000.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

R$ 4,4 milhões

foi quanto a prefeitura de Canoinhas arrecadou em IPTU no primeiro quadrimestre de 2021

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUERO VER

O JMais fez enquete perguntando a seus leitores se eles gostariam de ter acesso à lista de vacinados contra a covid em Canoinhas. 461 pessoas responderam que sim ante 140 que não gostariam.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AME-A OU DEIXE-A

Ao criticar a oposição durante o lançamento do programa Moeda Ouro Verde no sábado passado, Beto Passos emulou um discurso da ditadura militar, o famoso “Brasil, ame-o ou deixe-o” que, na prática, exilou centenas de brasileiros que simplesmente discordavam do governo.

 

 

 

Disse que se ele continuar assim, sugerindo que está fazendo muitas obras em benefício do Município, “tem gente que vai ter de escolher outro lugar para morar. Porque de azedume já estamos cheios”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1.338

feminicídios foram registrados no Brasil durante a pandemia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COCEIRA DANADA

Em um ano, a ivermectina, vermífugo também usado em tratamento de sarna e piolho, registrou aumento expressivo de unidades vendidas no país, segundo a Iqvia, instituto especializado em dados do varejo farmacêutico. Mas o que chama a atenção é o faturamento bilionário. As vendas do remédio, que os defensores do chamado tratamento precoce incentivam (mas não tem eficácia comprovada contra a covid-19) subiram 750% em abril de 2021 ante o mesmo mês do ano passado, para 84 milhões de unidades.

 

 

 

Em valores, o salto alcançado pelo varejo com as vendas do produto foi maior, de 1.272%, na mesma base de comparação. O ganho subiu de R$ 116,3 milhões para R$ 1,6 bilhão. A informação é da coluna Painel da Folha de S.Paulo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Você tem um comandante do Exército que perdeu a moral para comandar a tropa. E a gente não sabe como isso vai se refletir nas polícias militares, isso sim um ponto muito delicado. E que também incomoda os militares”

do pesquisador Paulo Ribeiro da Cunha sobre a não punição a Eduardo Pazuello por ter participado de ato político

Deixe seu comentário:

Você perdeu renda por causa da pandemia?