Deputado Renato Pike se reúne com governador nesta semana


Pike com o governador Moisés/Divulgação

Em pauta a dramática condição da SC-477

 

 

PAUTA

Logo no dia da posse como deputado estadual ocupando a vaga do titular Mauricio Eskudlark, o vice-prefeito de Canoinhas, Renato Pike (PL) já jantou com o governador Carlos Moisés (PSL). Nesta semana, ficou acordado, os dois voltam a se reunir para debater as demandas do Planalto Norte. Em destaque, a deixatória situação da rodovia SC-477, que liga Canoinhas a BR-116.

 

 

 

O jantar aconteceu justamente no dia da posse, terça-feira, 8. Enquanto a Câmara de Vereadores de Canoinhas aprovava a liberação de R$ 482 mil para compra do novo tomógrafo do Hospital Santa Cruz, Pike tentava convencer o governador a subsidiar o valor total do aparelho (algo em torno de R$ 850 mil). Moisés tinha se comprometido a viabilizar o aparelho, porém, como o acerto entre os prefeitos da região foi fechado para a compra do tomógrafo, Pike passou para a segunda pauta prioritária da região. O governador Moisés já havia liberado recursos para o estudo de revitalização da SC-477. Pike apurou que, embora houvesse rumores de que já existe tal projeto, de fato, nada foi feito até o momento. O projeto não existe, portanto.

 

 

 

Segundo Pike, Moisés se comprometeu a agilizar as obras de recuperação da SC-477 e marcou uma reunião para quarta-feira, 16, a fim de ajustar os ponteiros para agilizar a obra. Participa da reunião o secretário estadual de Infraestrutura, Thiago Vieira.

 

 

 

 

Antes, na terça-feira, 14, Pike participa de reunião com a Comissão de Constituição e Justiça e vai tratar do projeto de construção de uma ponte ligando Canoinhas a Três Barras através dos distritos do Campo d’Água Verde e São Cristóvão. A deputada Paulinha (PDT) está ajudando Pike no processo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DE CHORAR

Das primeiras impressões que teve sobre a Assembleia, Pike tem vontade de chorar ao ver os deputados distribuindo milhões em emendas parlamentares para suas respectivas regiões. Enquanto isso, o Planalto Norte chupa o dedo por falta de representatividade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

NATAL

A Câmara de Vereadores de Canoinhas deve aprovar nesta segunda em segunda votação o projeto de lei que permite desconto no IPTU aos três primeiros colocados no concurso de melhor decoração natalina lançado pelo Município.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESFORÇO

Em 2024 Luiz Shimoguiri (PSD) deixa a prefeitura de Três Barras por força da legislação, mas deve se esforçar para manter influência no Município através de Ana Claudia Quege (PP), que deve ser lançada pela chapa vitoriosa destas eleições.

 

 

 

Diante deste cenário, cabe a Gilson Nagano (PL), que obteve uma expressiva votação, e a Marco Antonio de Souza (MDB), que também foi relativamente bem, manterem-se vivos na política local. É um belo desafio considerando que, ao contrário da atual gestão, eles não têm os respectivos cargos de vice-prefeito e vereador. Precisam se reinventar para não caírem no esquecimento se quiserem chegar em condições de igualdade com Ana na disputa de 2024.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EM BRASÍLIA

Deputado federal Carlos Chiodini com Juliana, Zenilda e Paulinho/Reprodução/Facebook

Enquanto Beto Passos reunia a base aliada da próxima legislatura na Câmara, vereador Paulinho Basilio levava as eleitas ‘do lado de lá’ Juliana Maciel (PSDB) e Zenilda Lemos (MDB) para Brasília, onde aconteceu a Marcha dos Vereadores na semana passada. “As vereadoras eleitas Zenilda Lemos e Juliana Maciel também me acompanham e já estão estreitando laços para futuras parcerias em busca de recursos para nossa cidade”, postou Paulinho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

R$ 2,9 milhões

é quanto um diretor de estatal pode receber em um ano no Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RESTRITO

A disseminação de mensagens falsas sobre fraudes nas urnas eletrônicas, que marcou o debate virtual sobre as eleições municipais neste ano, ficou restrita à base bolsonarista, especialmente da chamada ala ideológica. Um levantamento feito a pedido do jornal O Globo pela consultoria Arquimedes, especializada no monitoramento das redes, identificou 152 mil menções sobre o tema no Twitter entre o domingo de eleição e uma semana depois. Ao todo, 65% das publicações partiram de perfis alinhados ao bolsonarismo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PUXADORES

Em um cenário de fragmentação, a disputa nos municípios em 2020 favoreceu a eleição de vereadores de partidos que lançaram candidatos a prefeito — e mais ainda nas cidades onde as siglas venceram o cargo majoritário. Por outro lado, caiu 30% em relação a 2016 o número de vereadores eleitos por partidos que não lançaram candidato a prefeito naquela cidade. O PSD do prefeito de Canoinhas, Beto Passos, por exemplo, elegeu 207 prefeitos e 660 vereadores no Paraná. Aqui em Canoinhas, não por acaso, o PSD tem o maior número de cadeiras na próxima legislatura.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SE HOUVER AMANHÃ

O colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, publicou que para o Exército brasileiro crise só existe na casa dos outros. A corporação abriu uma licitação para contratar um bufê para organizar 11 eventos com muita cerveja e coquetéis de álcool pela bagatela de R$ 1,3 milhão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VERGONHA ALHEIA

Dois canoinhenses podem se envergonhar de, recentemente, figurarem na nada ilustre lista de usuários do Facebook que tiveram postagem censurada por promoverem mentiras relacionadas à pandemia e a segurança das urnas eletrônicas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

44,6%

dos eleitos para as Câmaras de Vereadores se declaram pardos ou pretos neste ano; em 2016 esse percentual era de 42%

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

COMO PODE?

No Brasil é difícil prender foragidos, mas para eles fraudarem o auxílio emergencial, não. O Ministério Público Federal está investigando a liberação de 27 mil auxílios que foram concedidos a foragidos da Justiça.





Deixe seu comentário: