segunda-feira, 27

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Decisão em segunda instância deixa ex-prefeito de Três Barras inelegível por 5 anos

Últimas Notícias

- Ads -

Se decisão foi confirmada pelo STJ, Elói Quege não pode concorrer a deputado, nem prefeito nas próximas eleições

 

 

SENTENÇA

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região publicou acórdão que confirma sentença contra o ex-prefeito de Três Barras, Elói Quege (PP). Ele foi condenado em primeira instância a pagar multa de R$ 30,5 mil por ter autorizado a aplicação de recursos do Piso Básico Fixo do Sistema Único de Assistência Social em despesas inelegíveis, ou seja, na realização de fins não autorizados pelas normativas pertinentes, com consequente prejuízo ao erário e violação aos princípios que regem a Administração Pública. A sentença contempla ainda a suspensão dos direitos políticos dos ex-prefeito pelo prazo de cinco anos a contar de 2021, o que inviabilizaria uma candidatura de Quege em 2022 e 2024.

 

 

 

Em sua defesa, Quege argumentou que não cometeu ato de improbidade. “Não houve qualquer espécie de desvio, seja em proveito próprio ou alheio, de qualquer recurso que veio a ser utilizado pelo Município.”

 

 

 

 

Quege pode recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas com poucas chances de sucesso. Seria apenas uma protelação da sentença, avaliam juristas ouvidos pela coluna.

 

 

 

 

O ex-prefeito, contudo, tem dito a quem quiser ouvir que não pretende retomar à vida pública. Contudo, sua esposa, Ana Claudia Quege (PP), é vice-prefeita e, ao que tudo indica, deve ser candidata a prefeita em 2024, repetindo o que já aconteceu com o marido depois de ter sido vice-prefeito de Luiz Shimoguiri (PSD).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CLIMÃO

A sessão de ontem da Câmara de Canoinhas foi permeada pela lista de ruas a serem asfaltadas mediante empréstimo de R$ 10,9 milhões do Banco do Brasil, questão adiantada ontem pela coluna. Beto Passos (PSD), aliás, promoveu uma caça às bruxas para saber quem vazou a lista para a coluna. Os vereadores de situação falaram sobre a importância do pacote, mas não revelaram os trechos. Os de oposição, que desconhecem a lista, ficaram curiosos. A princípio, Passos anunciaria a lista nesta quarta, mas chateado com a coluna de ontem, analisa adiar a divulgação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEU FILHO, NÃO

Enquete encerrada ontem aqui no JMais mostra que 236 pessoas não estão mandando os filhos para a escola por causa da pandemia. Outras 116 pessoas responderam que se sentem seguras para mandar os rebentos para as aulas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

HOMENAGEM

Ex-prefeito José João Klempous faleceu em 2019/Moises Gonçalves/Arquivo

Projeto adormecido desde a gestão passada nos escaninhos da Câmara de Vereadores voltou à pauta. Proposto inicialmente por Célio Galeski, que não concorreu a reeleição, ele denomina o Parque de Exposições Ouro Verde com o nome do ex-prefeito José João Klempous, falecido no ano de 2018 aos 78 anos. O projeto foi aprovado em primeira votação nesta terça-feira, 23.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PLACA E REALIDADE

As vereadoras Tati Carvalho (MDB), Juliana Maciel (PSDB) e Zenilda Lemos (MDB), juntamente com o vereador Marcos Homer (Podemos) apresentaram na sessão de segunda-feira, 22, uma indicação para que as placas informativas de obras constem a data prevista de início e término da obra e não apenas o prazo de duração. A indicação é encaminhada ao prefeito Beto Passos e ao secretário de Planejamento João Linzmeier.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MATAGAL

O presidente da Câmara, Gil Baiano (PL), pediu à secretária de Saúde, Kátia Oliskowski, e ao secretário de Meio Ambiente, Agostinho Machado, a limpeza do terreno onde fica localizado o Posto de Saúde de Paula Pereira. Segundo moradores, o matagal tomou conta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LEVANTA A BOLA

Na sessão de segunda-feira, 22, o presidente da Câmara de Canoinhas, Gil Baiano (PL), a vereadora Silmara Gontarek (PSL), e os vereadores Willian Godoy (PSD), Maurício Zimmermann (PL), Osmar Oleskovicz (PSD) e Wilmar Sudoski (PSD) apresentaram uma indicação ao prefeito Beto Passos e a secretária de Saúde, Kátia Oliskowski, sugerindo a renovação total da frota de veículos da secretaria de Saúde, sendo uma Van, uma Ambulância, duas Spin e oito carros pequenos.

 

 

Na verdade a renovação já foi acertada por Passos no ano passado. A ideia é dar cartaz aos vereadores governistas, dando a entender que foi o pedido deles que motivou a compra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VEM MAIS POR AÍ

O preço do litro da gasolina já ultrapassou R$ 5 em alguns postos catarinenses após quatro aumentos em 2021. O cenário é incerto e o valor pode subir mais até o fim do ano. Isso porque o diferencial das perdas anteriores ainda não foi todo repassado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5º lugar

é a posição de SC no ranking dos Estados com mais obras de infraestrutura em andamento, 6,1% do total nacional

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEIXA PRA LÁ

Em documento oficializado nesta terça-feira, oito dos 15 autores do pedido de impeachment contra o governador Carlos Moisés da Silva pela compra dos 200 respiradores desistiram da denúncia. O ofício foi protocolado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), e será anexado ao processo comandado pelo presidente do Tribunal de Justiça (TJ-SC), o desembargador Ricardo Roesler. Os outros sete denunciantes seguem com a ação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Se as pessoas não perceberem a gravidade não há Estado que dê conta”

do secretário é ex-comandante geral da PM em SC, o canoinhense Coronel Araújo Gomes. Ele comentava as medidas que o governo deve anunciar nesta quarta para combater a covid, incluindo reforço policial para fiscalizar a população