quarta-feira, 6

de

julho

de

2022

ACESSE NO 

Crise na Saúde causa queda de secretária em Canoinhas

Últimas Notícias

- Ads -

Substituta de Kátia Oliskowski deve ser anunciado na próxima semana

EFEITO

Um dia depois de a Câmara de Vereadores de Canoinhas ter aprovado a convocação da secretária de Saúde de Canoinhas, Kátia Oliskowski, o prefeito em exercício, Willian Godoy (PSD), decidiu removê-la do cargo. Em comum acordo, Kátia deve assumir a função de enfermeira no Pronto Atendimento Municipal. Antes vai tirar férias a que tem direito.

A manutenção de Kátia no cargo vinha se tornando insustentável com as investidas da oposição em várias frentes apontando deficiências como a falta de médicos nos postos de saúde, o abandono do posto de Paula Pereira, a superlotação do Pronto Atendimento e as tantas dúvidas que rondam os contratos de sobreaviso médico.

A crise se ampliou com o retorno das filas da madrugada em frente à postos de saúde de pacientes em busca de uma “ficha” para conseguir atendimento médico. O fim das filas era promessa do primeiro mandato de Beto Passos (PSD), o que de fato ele cumpriu. Porém, pouco antes de ele ser preso as filas voltaram nos postos.

Godoy pede calma à população e diz que, aos poucos, está reestruturando a Saúde.

Na semana passada ele licitou uma empresa de aluguel de automóveis para disponibilizar sete veículos para transportar pacientes que fazem tratamento médico fora do município, os chamados TFDs. Em 2018 o Município tinha comprado dois Polos que já estão baixados porque não vale mais a pena consertá-los. Godoy avalia que é mais vantajoso para o Município o aluguel de veículos e não a compra que, além do desgaste, demanda manutenção e impostos. Todo dia tem paciente em TFD para Joinville e Florianópolis.

Godoy pretende reforçar, com Kátia, e mais uma profissional com experiência na área administrativa, o atendimento no Pronto Atendimento. Ele ainda conseguiu contratar um médico pediatra (algo cada vez mais raro em Canoinhas) e um médico psiquiatra (outro profissional quase extinto na cidade).

A nova titular da Saúde de Canoinhas deve ser anunciada na próxima semana.


VIDA DIFÍCIL

A prisão de um homem acusado de tráfico anteontem deixou parte da high society de Canoinhas desolada. Era tido como o “recreador dos ricos e badalados”.


PROTESTO

Luiz Felipe Reinert/JMais

Petistas protestaram em frente ao auditório do Sicoob, em Mafra, enquanto o ex-procurador da Lava-Jato, Deltan Dallagnol, palestrava a convite da UNC na noite de terça-feira, 10. Eles contestavam as acusações feitas por Dallagnol que levaram o ex-presidente Lula à prisão.



GAME OVER

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou, nesta quarta-feira, 11, dois projetos de lei que voltaram ao colegiado para a análise de emendas apresentadas nas comissões de mérito. Com a decisão, as propostas ficam prontas para votação em Plenário.

Uma das matérias é a que busca regulamentar a prática esportiva eletrônica em Santa Catarina, definindo os competidores como atletas. O projeto é de autoria do deputado Jair Miotto (União Brasil).

A outra proposta que recebeu o aval da CCJ foi o PL 46/2020, da deputada suplente Anna Carolina Martins (PSDB). A matéria pretende disciplinar a nomeação para cargo em comissão na Administração Direta, Autárquica e Fundacional de Santa Catarina. A finalidade é proibir que pessoas que cometam agressões permaneçam no serviço público, mediante a comprovação de antecedentes criminais.


TERMO DE COMPROMISSO

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou, nesta quarta-feira, 11, projeto de lei que torna obrigatória a assinatura de um documento chamado “termo de compromisso de denúncia” quando for registrado um boletim de ocorrência nas delegacias de Polícia de Santa Catarina.

A iniciativa é da deputada Ana Campagnolo (PL). Segundo a autora, a criação desse termo tem como objetivo inibir a denunciação caluniosa e a falsa comunicação de crime, ao alertar o denunciante sobre essas práticas e as respectivas punições previstas no Código Penal Brasileiro.


OLHO VIVO

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa aprovou projeto de lei que prevê a disponibilização de lentes de aumento ou lupas em estabelecimentos comerciais como hipermercados, supermercados, drogarias, farmácias, lojas de departamento, lotéricas e agências bancárias.


É DE TODOS

Divulgação

Na reunião da Comissão de Educação, Cultura e Desporto na terça-feira, 10, foi aprovado o projeto de lei de autoria do deputado Marcius Machado (PL), que tem como objetivo autorizar a abertura dos ginásios de esportes anexos às escolas estaduais para uso da comunidade fora dos horários letivos.