Coronel Mario Erzinger não vai para o PSL

Coronel Mário. Sérgio Teixeira da Silva /Divulgação

PSL emitiu nota negando que tivesse feito o convite ao vereador

 

 

 


CORONEL NÃO SAI

O vereador Cel Mario Erzinger não vai deixar o PL (até a semana passada PR) para ingressar no PSL, conforme aventou a coluna de quarta-feira, 29. A informação foi confirmada não só por ele como também pela direção do PSL local e pelo coordenador regional do PL, vice-prefeito Renato Pike.

 

 

A nota do PSL diz o seguinte: “Nunca houve a cogitação da vinda do oficial ao PSL. O próprio Coronel nega a possibilidade, por ser presidente do PL. E aqueles apoiadores do partido que antes exerciam simpatia pelo vereador, passaram a rejeitá-lo após o vereador ter votado a favor do aumento da Cosip. Isso é o oposto ao pensamento liberal que rege o partido”.

 

 

 

Pike explicou à coluna que, de fato, nunca foi cogitada a saída de Erzinger do PL, tanto que na semana passada ele assumiu a presidência do diretório local do partido em Canoinhas. Com a nova diretoria municipal, Pike assumiu a coordenação regional.

 

 

Em nota, Erzinger também negou a possibilidade. “Confirmo o que presidente do PSL falou (se referindo a um áudio enviado pelo presidente do partido, Ethel Jacomel, confirmando que nunca houve convite a Erzinger). Nunca falamos a respeito de eu vir a compor os quadros do PSL. O problema é que as relações devem ser respeitosas, e algumas pessoas se arvoram a falar em nome do  presidente, alguns de forma arrogante dizendo que não me aceitam nos quadros do PSL, como o André (Flenick, vice-presidente do PSL local) frisou na postagem em face da votação da Cosip. Para essas pessoas que falam que não me aceitam, de uma maneira muito serena  eu pergunto: Vocês me perguntaram se eu quero ir para o PSL?”, escreveu à coluna.

 

 

 

ELEIÇÕES 2020

A pressa tanto do PSL em negar a informação e do PL em reafirmar o compromisso de Erzinger de seguir nas hostes do partido, diz muito das eleições 2020. Embalados pela onda bolsonarista e moisésista, o PSL canoinhense está certo de que vai lançar um candidato a prefeito. Quem? Ainda não definiu. Mas sabe o perfil: um outsider, que tenha ficha limpa e comprometimento com a leva de pautas liberais e a outra, conservadora, do partido.

 

 

O PL, diz Pike, estará na cabeça de chapa. O partido só abre mão de lançar um candidato a prefeito se seguir como vice de Beto Passos (PSD), que nos círculos informais, já admitiu a disputa pela reeleição. Se não fechar acordo com o PSD – lembrem-se que o acordo era de Passos abriu a vaga de candidato a prefeito para Pike em 2020 -, o PL vai conversar com o MDB de Leoberto Weinert ou o PSDB de Norma Pereira, dois nomes que despontam na disputa. Nesse caso, o PSL não abre mão de indicar o candidato a prefeito.

 

 

Dessa forma, ao que tudo indica, teremos três candidatos a prefeito em 2020 – Passos, o nome do PSL e do MDB, que eventualmente contaria com o apoio ou apoiaria o PL e/ou o PSDB. Essa fotografia do cenário atual, no entanto, deve ser alterado no intervalo de um ano e quatro meses que separa o atual momento da eleição municipal.

 

 

 

PARTIDICÍDIO

Em 2020 começa na prática o que o colunista do Diário Catarinense, Upiara Boschi, chama de “partidicídio”. É o fim das coligações partidárias para a disputa pelas Câmaras de Vereadores. Em 2022 a mesma regra vale para as eleições para o Congresso e as Assembleias. Isso quer dizer que os partidos que não elegerem ninguém correm o risco de deixarem de existir porque não receberão mais financiamento público.

 



 

 

BRITADOR

O único britador móvel que a prefeitura de Canoinhas tem está estragado há seis meses. O conserto pode chegar a R$ 100 mil e como o equipamento tem mais de 20 anos a avaliação é de que não vale a pena. Um britador semelhante está sendo locado. A compra de um novo, semelhante ao que Canoinhas tem custa em média R$ 5 milhões. O Município estudo comprar um mais modesto, em torno de R$ 1 milhão.

 

 

 

38 RUAS

O Município de Canoinhas mandou fazer projeto para pavimentação de 38 ruas. Prefeito Beto Passos (PSD) ainda não revelou quais ruas serão beneficiadas com asfalto caso a Caixa libere os R$ 19 milhões que ele pleiteia por meio de financiamento, mas, possivelmente, algumas destas ruas serão contempladas. O projeto terá o custo de R$ 118,1 mil.

 

 

 

AUTORIZADO

Prefeito de Major Vieira, Orildo Severgnini (MDB) foi autorizado pela Câmara a contratar R$ 300 mil junto ao Badesc Cidades para obras de pavimentação.

 

 

 

VALETÃO

O Município de Canoinhas vai cercar o famoso valetão da rua José Boiteux no centro da cidade. A empresa que vai fazer o serviço de instalação de guarda-corpo nas extremidades do arroio Monjolo, como é oficialmente chamado, será a Sinalta Propista. O custo total da obra será de R$ 557 mil.

 

 

O REI DO BRASIL

A presença da bandeira do Brasil Império na manifestação em Canoinhas no domingo, 26, deixou a pergunta no ar: Um rei sangue puro ou Bolsonaro soberano?

 

 

 

 

 

OS DETALHES DA ALCATRAZ

Os detalhes da operação Alcatraz foram publicados pelo jornal Diário Catarinense deste sábado, dia 1º, e mostram que a operação tem tudo para abalar as estruturas do Estado. O Governo se apressou em dizer que tudo se refere ao mandato passado. Ok, mas Julio Garcia (DEM) é atual presidente da Assembleia Legislativa. Pesam acusações contra ele e a irmã, assessora do ex-secretário adjunto de Administração do governo do Estado, Nelson Castello Branco Nappi, preso durante a operação.

 

Ao varrer um período de mais de dez anos, a Polícia Federal desvendou um esquema milionário de desvio de recursos públicos por meio de empresa de publicidade que fazia contratos frios com vencedoras de processos licitatórios para serviços ao Governo do Estado. Tudo debaixo dos olhos do alto escalão dos governos da aliança MDB-PSD-PSDB. Se as investigações avançarem podem chegar a figuras ainda mais importantes, pelo menos no passado.

 

 

Deixe seu comentário: