terça-feira, 26

de

outubro

de

2021

ACESSE NO 

Com temperaturas negativas, aprenda a lidar melhor com o frio

Últimas Notícias

- Ads -

Região de Canoinhas vem registrando vários dias consecutivos de temperaturas abaixo de zero

O inverno já chegou com tudo ao Brasil, especialmente no Sul do país. Santa Catarina é um dos estados mais afetados pelo frio, especialmente nas regiões do planalto, como em Canoinhas, Bom Jardim da Serra, Urupema, Urubici e São Joaquim. Desde o fim de junho, esses lugares estão registrando temperaturas abaixo de zero, com direito até à neve, algo que não era registrado na região desde os anos 2000.

Até para quem gosta de frio, é preciso tomar cuidado com temperaturas muito baixas, já que elas podem trazer grandes complicações para a saúde e até mesmo causar acidentes. Em Santa Catarina, o Corpo de Bombeiros já registrou 16 incêndios causados por fogões a lenha e 33 por aquecedores ou cobertores elétricos. São ferramentas que podem fazer a diferença neste inverno, mas que também exigem um uso adequado para evitar riscos desnecessários.

Primeiramente, vamos entender como podemos lidar com o frio de forma saudável. O primeiro passo é buscar sempre manter uma temperatura ambiente agradável dentro de casa, o que pode ser facilmente alcançado com a ajuda de aquecedores, mas atenção: também é importante manter o ambiente ventilado para evitar acidentes. Aquecedores consomem muito oxigênio, então o ar precisa ser renovado para evitar asfixia; também é essencial nunca tomar banho com um aquecedor ligado na tomada.

Por falar em banho, existem cuidados específicos que merecem sua atenção nesses momentos. É claro que a tendência sempre será tomar banhos muito quentes, mas é importante não exagerar na temperatura da água por dois motivos: o primeiro é que o contato com água quente, quando em excesso, pode destruir a proteção natural da nossa pele. O segundo é o choque térmico que pode acontecer após sair do banho, pois o contraste de temperatura é muito grande e a pele molhada perde calor com mais facilidade.

A medicina também alerta sobre o choque térmico ao transitar entre ambientes internos e externos. Caso você esteja em um local aquecido e precise sair lá fora, certifique-se de priorizar várias camadas de roupa, ao invés de peças muito grossas, pois elas podem dificultar a circulação do sangue. Dê atenção especial aos pés e às mãos, pois são as partes do corpo mais difíceis de esquentar, então use meias e luvas reforçadas. Dessa forma, por mais que aconteça um choque de temperatura, o impacto é menor e o corpo consegue se adaptar mais rapidamente.