sábado, 25

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Com Moisés afastado por até 120 dias, Daniela assume governo nesta terça-feira

Últimas Notícias

- Ads -

Carlos Moisés é o primeiro governador desde a redemocratização a ser afastado por duas vezes

 

 

Carlos Moisés da Silva (PSL), o primeiro governador a ser afastado duas vezes do cargo por causa de pedidos de impeachment desde a redemocratização do país, em 1985, sai de cena por pelo menos 120 dias nesta terça-feira, 30. Na história brasileira, em 1957, Muniz Falcão foi o único governador removido do posto via processo impeachment, embora depois tenha sido reconduzido ao cargo em Alagoas.

 

 

 

Na sexta-feira, 26, durante o julgamento do segundo pedido de impeachment, o tribunal decidiu afastar Moisés do cargo, pela segunda vez, por até 120 dias. Enquanto isso, a vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido) assumirá temporariamente o governo.

 

 

 

 

 

O segundo pedido de impeachment está relacionado à compra dos 200 respiradores por R$ 33 milhões com dispensa de licitação, feita no início da pandemia da covid-19. Já o primeiro tratava sobre a suspeita de crime de responsabilidade após o aumento salarial dos procuradores do estado e o governador foi absolvido por 6 votos a 3 em 27 de novembro de 2020.

 

 

 

 

Nesta segunda, horas antes de deixar o governo, Moisés fez uma série de atos para oficializar investimentos que estavam engatilhados. “Lancei hoje um importante auxílio para as empresas catarinenses. O objetivo é garantir os empregos e a renda das famílias e fazer com que Santa Catarina continue sendo o maior gerador de postos de trabalho formais do Brasil. Os juros serão 100% pagos pelo Governo do Estado. Carência de um ano para começar a pagar e prazo de 36 meses. Financiamentos via Badesc e BRDE. Vamos investir até R$ 250 milhões para custear os juros, o que permitirá uma injeção de R$ 1,5 bilhão na economia catarinense”, escreveu entre outras postagens. Ele ainda destacou a velocidade da vacinação contra a covid e investimentos em segurança pública. “Determinei hoje o maior investimento da história de Santa Catarina em Segurança Pública. Serão R$ 343 milhões aplicados até 2022 para equipar a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Instituto Geral de Perícias (IGP) e Bombeiros Voluntários”, postou.

 

 

 

 

Ao saber do impedimento, Moisés disse que tem crença na Justiça. “Não há justa causa para o impeachment, como já atestaram o Ministério Público, o Tribunal de Contas do Estado e a Polícia Federal. Vou trabalhar para que a transição à gestão interina ocorra de forma tranquila e sem prejuízos ao enfrentamento à pandemia. Como sempre afirmei, a prioridade é a vida dos catarinenses.”

 

 

 

 

Daniela já trabalha como governadora. Ela se reuniu nesta segunda com o presidente Jair Bolsonaro em Brasília, e postou que o ministro Marcelo Queiroga, da Saúde, anunciou a liberação de mais 60 leitos para Santa Catarina nos próximos dias, e mais 30 na sequência, com equipamentos para a estruturação de UTIs. “Solicitamos o reforço no envio de vacinas. Na infraestrutura, avançamos nas discussões sobre previsão de orçamento para as rodovias federais, com R$ 552 milhões previstos em 2021, em parcerias entre Governo Federal e Estadual. Santa Catarina precisa estar atendida em suas demandas e em proximidade com a União. A integração entre os parlamentares e representantes do Executivo com o Presidente da República reforça a defesa dos interesses do Estado e as soluções de que precisamos”, postou.