Com final criticado, Game of Thrones lidera indicações ao Oscar da TV


HBO, por sinal, faturou o maior número de indicações

 

 

EMMY 2019

A HBO foi a grande vitoriosa até o momento do Emmy 2019. A festa só acontece em 22 de setembro, mas as 137 indicações para programas do canal já contam como uma vitória. Para se ter uma ideia, a gigante do streaming Netflix, lançando praticamente uma atração por semana, levou 117 indicações. 


 

Game of Thrones/Divulgação

A grande expectativa era quão bem se sairia na premiação a derradeira temporada de Game of Thrones. Pois bem, foi simplesmente o melhor ano da série na premiação, o que não pode, em hipótese alguma, ser confundido com a melhor temporada. O Emmy, considerado o Oscar da TV, deve fazer o que é comum a essas premiações. Reconhecer o conjunto da obra na última temporada. Dessa forma, apesar do final que desagradou nove entre dez fãs da série, GoT deve levar a estatueta principal da noite, de melhor série dramática.

 

Killing Eve/Divulgação

Pode perder? Claro. Mas para quem? Todas as demais são excepcionais, porém, Killing Eve está sendo bastante elogiada pela crítica, a exemplo de Sucession, da própria HBO. This Is Us já teve anos melhores, assim como Better Call Saul. Bodyguard é eletrizante, mas não tem estatura para o prêmio. Curioso que o entusiasmo do Emmy com GoT contemplou até mesmo Kit Harington, bom, mas nunca de grande notoriedade na atuação de Jon Snow.

 

Veep/Divulgação

Não menos importante, a categoria melhor série cômica também deve contemplar uma temporada derradeira. Boa do início ao fim, Veep partiu deixando saudades. Tem tudo para levar a estatueta. Se perder, o prêmio vai para as mãos dos produtores de Barry (ambas da HBO) ou, numa hipótese mais remota, o Emmy pode premiar Mr Maisel, da Amazon, que já ganhou o prêmio no ano passado.



 

Chernobyl/Divulgação

 

Outro acerto da HBO, a minissérie Chernobyl tem tudo para levar na categoria. Concorre com outras duas obras-primas: Objetos Cortantes, da própria HBO, e o chocante Olhos que Condenam, da Netflix. Já comentamos sobre as três minisséries aqui na coluna.

 

Brexit/HBO/Divulgação

 

Provando que a TV está mais viva do que nunca, a HBO ainda pode levar o Emmy de melhor telefilme, com o impecável Brexit. Concorre com outros dois filmes da casa também, Meu Jantar com Hervé e Deadwood. Correndo por fora há um filme de Amazon (Rei Lear) e da Netflix, que na verdade é um dos episódios da mais nova temporada de Black Mirror. 

 

Olhos que condenam/Divulgação

 

Se a HBO será a grande vencedora da noite de gala da TV americana, não se sabe, mas ao menos nas indicações, provou que a TV está mais viva do que nunca, a despeito do crescimento do streaming.





Deixe seu comentário: