sábado, 24

de

fevereiro

de

2024

ACESSE NO 

Com 12.616 votos, Juliana Maciel é eleita primeira prefeita da história de Canoinhas

Últimas Notícias

- Ads -

Ela estará à frente do Governo Municipal pelos próximos dois anos

- Ads -

Em 111 anos de história, Canoinhas terá pela primeira vez uma mulher no comando do Executivo Municipal. Com 12.616 votos (38,37%), Juliana Maciel (PSDB) foi eleita prefeita de Canoinhas em eleição suplementar neste domingo, 30, e ficará à frente do Município nos próximos dois anos. O vice-prefeito será Marcos Kucarz (Podemos).

Juliana derrotou Wilson Pereira (MDB), que ficou em segundo lugar com 32,11% (10.559 votos), o prefeito em exercício Willian Godoy (PSD) que teve 20,28% (6.667 votos) e Andrey Watzko (PT) que obteve 9,24% (3.038 votos). A diferença de Juliana (PSDB) para Wilson Pereira (MDB), segundo colocado, é de 2.057 votos. Em relação ao prefeito em exercício Willian Godoy (PSD), Juliana teve uma diferença de 5.949 votos a mais.

Foram 34.652 votos no total. A eleição em Canoinhas teve 8.180 abstenções (19,10%), 987 votos brancos (2,84%) e 785 votos nulos (2,27%).

Assista a primeira entrevista com a prefeita eleita:




QUEM É A PRIMEIRA PREFEITA ELEITA DE CANOINHAS E SEU VICE

Juliana nasceu e cresceu em Canoinhas. É formada em direito pela Universidade do Contestado, pós-graduada em Direito Público e mestranda em Desenvolvimento Regional. É advogada, professora universitária. Foi coordenadora do Procon, atuando na defesa dos direitos do consumidor. Eleita vereadora em 2020, se diz comprometida com as causas sociais, sendo uma das fundadoras da Associação dos Pais e Autistas de Canoinhas.

Seu vice, Marcos Kucarz, ou Marcos Homer, nasceu e cresceu no interior de Canoinhas, ajudando os pais nas atividades da propriedade que se dedicava ao cultivo de tabaco. É formado em licenciatura plena em Química pela FAFI e possui especialização em gestão escolar. Tem mais de 18 anos de trabalho como professor da rede pública estadual e municipal e também já atuou como analista técnico em gestão educacional no Cedup Vidal Ramos. Praticante de diversas modalidades esportivas, é também instrutor de arte marcial. Há mais de dez anos desenvolve projetos na área da juventude, realiza trabalhos sociais e luta pela causa animal. Foi eleito vereador em 2020.

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR
Em julho deste ano, o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina havia determinado a data de 30 de outubro para a realização do novo pleito municipal de forma simultânea às Eleições Gerais.

As decisões judicial e administrativa foram proferidas depois que os juízes da Corte Eleitoral tomaram ciência, em 27 de junho, da necessidade de novas eleições em Canoinhas em razão da renúncia de Gilberto dos Passos (PSD) ao cargo de prefeito e da perda de mandato do vice-prefeito, Renato Jardel Gurtinski (PL), por não ter assumido a prefeitura e por ter se ausentado da cidade por mais de 15 dias sem a licença da Câmara de Vereadores, como determina a Lei Orgânica Municipal. Razões que ocasionaram a vacância dos cargos de prefeito e vice, pelos eleitos em 2020.

Pela Justiça Comum, ambos tiveram a prisão preventiva decretada em virtude da 7ª Fase da Operação Et Pater Filium, ocorrida em 29 de março deste ano.

Fonte: Resultados/TSE
- Ads -
Olá, gostaria de seguir o JMais no WhatsApp?
JMais no WhatsApp?