segunda-feira, 27

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Chuva intensa com até 154 milímetros em três dias deixa Planalto Norte em alerta

Últimas Notícias

- Ads -

Depois de uma madrugada de chuva sem trégua, quinta-feira deve ser mais um dia chuvoso

 

 

A chuva que cai desde domingo, 17, na região de Canoinhas não vai dar trégua nesta quinta-feira, 21. Na noite desta quarta-feira, 20, antes de uma madrugada de chuva ininterrupta, os bombeiros e a Defesa Civil emitiram alerta para risco de deslizamentos e enchente. O rio Canoinhas está com 4 metros de cheia, o que é considerado normal. O rio está enchendo mais lentamente porque houve um longo período de estiagem antes da chuvarada desta semana.

 

 

 

Em Canoinhas, a Epagri Ciram, órgão que monitora as condições climáticas em Santa Catarina, registrou 132 milímetros de chuva nos últimos três dias. Mafra registrou 116 milímetros. Papanduva registrou 154 milímetros.

 

 

Um mapa divulgado pela Defesa Civil em um vídeo nesta quarta classifica por cores os alertas por região: aviso (vermelho), atenção (laranja), observação (amarelo) e neutralidade (branco). O Planalto Norte está em estado de atenção.

 

 

Conforme a Defesa Civil alertou, a chuva se intensificou na madrugada desta quinta, mas por enquanto não há ocorrências relacionadas ao clima no Planalto Norte. “Apenas monitorando, sem ocorrências até o momento”, informaram os bombeiros. As chuvas em Blumenau, no entanto, já causaram 44 ocorrências envolvendo deslizamentos.

 

 

 

 

 

Cuidados necessários

A Defesa Civil destaca alguns cuidados que devem ser adotados pelos moradores para minimizar os impactos da chuva insistente:

– Verificar se o sistema de drenagem do terreno está em pleno funcionamento. 

– Limpar calhas e bocas de lobo entupidas. 

– Ficar atento à situação das encostas (para quem mora próximo a elas) e de árvores perto das casas. 

– Pessoas que construíram residências em locais de risco sem a autorização municipal devem acionar a Defesa Civil para análise do terreno. 

– Chamar a instituição pelo 199 ou o Corpo de Bombeiros pelo 193 em caso tenha algum problema.