Celso Maldaner é eleito novo presidente estadual do MDB-SC

Maldaner comemora com Dario Berger/Divulgação

Ele bateu chapa com Dario Berger

 

 

ELEIÇÃO NO MDB

O deputado federal Celso Maldaner é o novo presidente do MDB catarinense, eleito para um mandato de dois anos. Em disputa acirrada de votos dos integrantes do novo diretório, que escolheram o novo comando da sigla, Maldaner superou o senador Dário Berger por 39 votos a 31. Na contagem, ele saiu à frente, Dário chegou a virar e Celso retomou a vantagem a partir do 41º voto. Dos 71 eleitores do diretório, um votou em branco. A nova executiva será anunciada durante a semana. Celso e Dário tem reunião marcada para esta terça-feira, 4, em Brasília, “mas está tudo praticamente definido”, adiantou o novo presidente do MDB. Ele também anunciou um encontro dos prefeitos da sigla, dia 6 de julho, em Curitibanos, que considera a arrancada para as eleições municipais de 2020.


 

 

 

A convenção iniciou com a votação para o novo diretório, relação de suplentes, delegados nacionais, membros da comissão de ética e disciplina. A chapa única foi aprovada com os votos de 265 delegados entre 438 votantes. Houve um voto nulo e dois delegados não referendaram a chapa única.

 

 

 

Durante a votação aconteciam as manifestações de lideranças no lotado auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa. Os dois dias de intensas chuvas e a chapa única deram um clima mais ameno à convenção. O ex-governador Paulo Afonso alertou para a “enorme responsabilidade” do novo presidente. Outro ex-governador, Casildo Madaner, disse que o foco deve estar, a partir de agora, na convenção nacional programada para setembro, “quando temos que expulsar os vendilhões do templo”, pregando renovação no comando da sigla. Já Eduardo Moreira destacou a força da representação catarinense no Congresso Nacional, Assembleia Legislativa, e o fato de Santa Catarina ter 10% dos prefeitos do partido no Brasil e 12% dos vereadores, tendo apenas três por cento do eleitorado nacional. O ex-deputado federal Mauro Mariani também fez manifestação agradecendo o apoio na eleição ao governo e no período em que dirigiu a executiva estadual. O senador Jorginho Mello (PL) prestigiou a convenção e agradeceu o apoio do MDB para sua eleição.

 

 

 

Celso Maldaner prometeu fazer uma gestão transparente: “Vou trabalhar prezando a integridade do MDB, fazer o partido com muito trabalho, gastando a sola de sapato e conversando com os companheiros olho no olho”. Também adiantou que pretende recriar a associação dos prefeitos do partido. Dário valorizou a necessidade de reconstrução da história da sigla. Após a votação encerrada para a executiva, ele retomou o discurso de unidade: “Houve uma disputa leal e o Celso terá todo meu apoio. Vamos à luta”.

 

 

 

 

HORÁRIO ESTENDIDO

Major Vieira está entre os três municípios catarinenses que aderiram ao programa do Governo Federal para estender o atendimento nos postos de saúde. Este número, no entanto, deve aumentar. O Ministério da Saúde estima que, ao todo, 84 Unidades em 25 Municípios catarinenses estão aptas a participar do programa.

 

 

 

 

FORA

Gerou muito burburinho a informação divulgada pelos jornais no fim de semana de que o Congresso estuda excluir estados e municípios da reforma da Previdência. Seria hoje uma medida populista que lá na frente traria alto custo aos municípios. Canoinhas, que montou seu instituto de previdência há pouco tempo, teria neste o momento ideal para ajustar as contas.

 

 

 

 

PREFEITURAS NO ESCURO

Pesquisadores temem que o corte proposto pela diretoria do IBGE aos questionários do Censo Demográfico 2020 não só comprometa a qualidade dos dados recolhidos como deixe no escuro prefeituras na elaboração de políticas públicas.

 

 

 

Após dois meses de discussões, envoltas por críticas de técnicos e exoneração de diretores, o conselho do IBGE aprovou, na semana passada, o formato com menos perguntas.

 

 

 



A principal crítica dos pesquisadores está na mudança em perguntas sobre renda no questionário básico, aquele adotado em todos os 71 milhões de domicílios do país -o universo do Censo.

 

 

 

 

Para essa base, não será mais possível saber o rendimento de cada morador do lar, apenas o do responsável pelo domicílio (uma pessoa indicada pelos entrevistados da casa).

 

 

 

 

NA FRENTE

O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, ganhou 31.364 novos filiados neste ano. É disparado o maior crescimento entre as siglas. O PRB ganhou 17.634 filiados e o Novo, 7.651. Todos os demais estão abaixo destas três siglas.

 

 

 

“Fomos pegando qualquer um (…) tem muita gente que entrou e acabou se elegendo com a estratégia que eu adotei na internet”

do presidente Bolsonaro, em entrevista à Veja, sobre o PSL

 

 

 

 

PAPAI NOEL

Anunciada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, como uma forma de reativar o consumo após a aprovação da reforma da Previdência, a operação para liberar recursos de contas inativas do FGTS já começou a ser desenhada pela Caixa. Estimativa otimista indica que os saques podem alcançar até R$ 30 bilhões em prazo relativamente curto: três meses. Se o calendário político se confirmar, e as novas regras de aposentadoria forem aprovadas em setembro, o dinheiro extra estaria na praça até o Natal. A informação é da coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

 

 

 

 

R$ 40,5 bilhões

foi quanto Santa Catarina arrecadou em impostos em 2018. Isso significa que o catarinense trabalhou 153 dias só para pagar impostos no ano passado

 

 

 

 

NEGÓCIOS

A rede Schumann, que tem loja em Canoinhas, comprou a rede Multisom, de Porto Alegre. Isso vai fazer com que a rede fundada em Chapecó dobre o número de lojas.

 

 

 

 

CNH

O presidente Jair Bolsonaro confirmou ontem que enviará, nos próximos dias, um projeto de lei ao Congresso para aumentar a validade da carteira nacional de habilitação (CNH) e dobrar o limite de pontos para a suspensão do documento. Na rede social Twitter, ele escreveu que apresentará a proposta ainda esta semana.

 

Deixe seu comentário: