domingo, 14

de

agosto

de

2022

ACESSE NO 

Caso Riquielly: Polícia Civil investiga possível homicídio com ocultação de cadáver

Últimas Notícias

- Ads -

Principal suspeito pelo desaparecimento da jovem foi preso de forma cautelar

A Polícia Civil de Rio Negro (PR) prendeu de forma cautelar o principal suspeito pelo desaparecimento de Riquielly Aparecida Claudino, de 20 anos.

A jovem está desaparecida desde o dia 30 de julho, quando saiu de casa por volta das 20h30.

De acordo com o delegado Vinícius Fernandes Maciel, responsável pelas investigações, a principal linha adotada é de homicídio com ocultação de cadáver.

As investigações apuraram que Riquielly participou de uma festa com colegas na noite que saiu de casa. Ela amanheceu no local e, no dia 31, por volta das 7 horas, saiu com um rapaz em uma VW/Saveiro Cross, na cor vermelha.

O suspeito disse à Polícia Civil que os dois saíram para comprar cigarro, e que ele teria deixado Riquielly em frente ao Mig Atacarejo. Porém, por meio de câmeras de segurança, os investigadores apuraram que o carro passou pelo local sem parar.

Na localidade de Tijuco Preto, foram obtidas mais imagens de monitoramento, onde minutos depois, aparece o mesmo veículo sentido interior de Rio Negro.

Registro de câmera de monitoramento no Tijuco Preto/Divulgação/RioMafra Mix

O delegado explicou que a busca por gravações no Tijuco Preto foi motivada pelo histórico do suspeito, que em janeiro foi investigado por um crime de estupro, cometido na mesma região.

O suspeito está a disposição da justiça na cadeia pública de Rio Negro. Também foram apreendidos o veículo, aparelhos celulares e uma espingarda calibre 12, que configurou flagrante por posse irregular de arma de fogo.

Para a Polícia Civil, o mais importante neste momento é obter qualquer tipo de informação que possa levar a localização de Riquielly ou do seu corpo.

As informações podem ser repassadas de forma anônima, através dos telefones 181 ou (47) 3642-1557.