Acusado de tentativa de sequestro tem pedido de liberdade negado


Tiago Faria está preso preventivamente há 18 dias

 

 

A Justiça negou pedido da defesa do cantor canoinhense Tiago Faria para reversão da prisão preventiva decretada no mesmo dia do suposto crime de tentativa de sequestro praticado no centro de Canoinhas. A prisão aconteceu em 10 de julho. O pedido foi negado nesta segunda-feira, 27.

 

 

 

Utilizando uma arma de airsoft, Tiago teria rendido a proprietária de uma boutique que fica em uma galeria na rua Francisco de Paula Pereira. Segundo ela relatou, o acusado teria entrado na loja e, apontando a arma para ela, teria mandado que ela desligasse o celular, pedindo a chave do carro dela e que ela saísse com ele de dentro da loja e entrasse no carro com ele.

 

 

 

Na hora em que ele se virou para fechar a porta da loja, a mulher conseguiu fugir e entrar no Supermercado Bruda pedindo por socorro.

 

 

 

 

O acusado deixou o carro e saiu correndo. Uma pessoa que passava pelo local filmou a fuga.

 

 

 

Cerca de duas horas depois Tiago foi detido na BR 116, em Santa Cecília em um Meriva. Aos policiais que o prenderam acusado de tentativa de sequestro, Tiago teria confessado o crime e dito que estava passando por problemas pessoais e financeiros.

 

 

 

 

Ele foi encaminhado à Penitenciária de São Cristóvão do Sul, onde ficou dois dias detido e, de lá, foi recambiado para a Unidade Prisional Avançada de Canoinhas, onde segue detido. O JMais procurou a defesa de Tiago, mas o advogado não quis comentar a decisão judicial.

 





Deixe seu comentário: