Canoinhas: Promessas de candidatos a prefeito na saúde e educação são viáveis, mas ignoram fatores externos


Candidatos: Beto Passos, Norma Pereira e Ivan Krauss/Reprodução

Coluna faz um apanhado do que é viável, inviável e viável, porém, independe da vontade do prefeito

 

 

 

 

PROMESSAS E CIA

A coluna de hoje faz uma análise das promessas dos três candidatos a prefeito de Canoinhas nas áreas de saúde e educação. A ideia é apontar com comentários que podem ser lidos clicando no sinal de + ao lado das promessas, o que é viável, o que é inviável e o que independe da vontade dos prefeitos. Acompanhe começando por Beto Passos (PSD). Para ver a análise de Ivan Krauss (PRTB) e Norma Pereira (PSDB) clique na seta (>) à direita. Primeiro na educação, depois na saúde:

 

 

 

VICES

O PRTB frisa que a candidata a vice-prefeita Professora Patricia foi a segunda a responder ao convite para participar de debate em um grupo de WhatsApp criado para facilitar o diálogo entre os candidatos a majoritária em Canoinhas. Antes, Paulinho Basilio (MDB) já havia confirmado a participação. O PRTB pede que se deixe claro que havia um limite até às 17h de 9 de outubro para todos responderem, mas até então somente Basilio havia respondido. A resposta de Renato Pike (PL) só veio depois que Patricia declinou do convite por motivos de saúde, isso às 19h, depois do prazo acordado. Para o PRTB, Pike não tinha interesse no debate.

 

 

 

 

 

 

 

 

ME DÊ MOTIVOS

O candidato pelo PSD de Canoinhas a vereador, Nilson Cochask,  teve pedido de impugnação de candidatura impetrado pelo PSDB na Justiça Eleitoral. O pedido ainda será analisado. Alega a coligação liderada pelo PSDB que houve desincompatibilização de direito do cargo de secretário de Obras, mas não de fato.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS CANDIDATOS

O Cidadania de Três Barras tem mais três candidatos a vereador. Júlio César Dutra, Selma Cristina de Oliveira e Alessandra de Fatima Pereira Coutinho Saibot preencheram vagas remanescentes nesta semana. O pedido foi deferido pela Justiça Eleitoral.

 

 

 

Em Major Vieira, Cleidemara Franco de Oliveira e Antonio Cesar Krauss assumiram vagas remanescentes do Podemos. O MDB também acrescentou a candidatura de Tamires Aparecida Sokacheski e Rafaeli Schlucubier.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PELAS REDES

Depois da quarentena por causa da covid-19, Beto Passos (PSD) tem intensificado visitas a bairros da cidade. Nesta sexta ele postou fotos da visita que fez à Cohab 2. “Hoje foi mais um dia de visitar nossa família canoinhense. E hoje a Cohab 2 que nos recebeu com tanto carinho. Obrigado pelo apoio de cada um de vocês que nos acompanhou nesta caminhada”, escreveu.

 

 

 

 

Ivan Krauss (PRTB) lembrou do Dia Nacional de Multivacinação que ocorre neste sábado, 17, postando foto junto de um dos filhos. “Hoje é o dia D, de não esquecer de levar seu filho pra vacinar!”

 

 

 

 

 

Norma Pereira (PSDB) destacou visitas que fez ao interior. “Visita mais que especial ontem na localidade de Cachoeira. Esse nosso interior é tão lindo, tão rico, tão importante para o desenvolvimento de nossa cidade. Em nosso governo vamos priorizar ações nas áreas rurais, como melhorar as estradas de acesso e a Internet.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PEC

Começa a tramitar na Assembleia a Proposta de Emenda Constitucional que trata da eleição direta no caso de governador e vice serem afastados até 90 dias antes do fim do mandato. A proposta do deputado Bruno Souza (Novo) obteve as 14 assinaturas necessárias e agora segue o protocolo da casa.

 

 

 

 

Atualmente, caso os afastamentos ocorram após a metade do mandato, as eleições são indiretas, e o governador é eleito pelo voto dos 40 deputados estaduais. “Essa emenda traz uma importante mudança institucional para Santa Catarina. Voto direto dá à população o direito da população eleger quem lhe governa, e não depender de uma eleição indireta e do voto de apenas 40 deputados em caso de vacância dos cargos. Essa é a maneira certa que uma eleição dessa magnitude deve ter: o catarinense escolhendo os rumos do próprio estado”, afirma Bruno.





Deixe seu comentário: