terça-feira, 28

de

setembro

de

2021

ACESSE NO 

Canoinhas: Primeiros vacinados contra covid receberão as doses às 19h desta terça

Últimas Notícias

- Ads -

Canoinhas receberá 428 doses de vacina contra coronavírus; sede regional, Mafra ficará com 498

 

 

Depois de quase nove horas de trabalho intenso das equipes da Saúde e Segurança Pública do Governo do Estado, as vacinas contra a covid-19 chegaram a todas as regionais de saúde de Santa Catarina. As doses, que estavam armazenadas na Rede de Frio, em São José, começaram a ser transportadas por via área e terrestre a partir das 6h30 desta terça-feira, 19.

 

 

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) levou doses do imunizante para distribuição no Oeste e Extremo Oeste com a aeronave Arcanjo 02, do Batalhão de Operações Aéreas (BOA). Até as 11h30, já haviam chegado a Videira, Joaçaba, Concórdia, Xanxerê e Chapecó. No início da tarde foi a vez de São Miguel do Oeste.

 

 

 

Já por meio terrestre, escoltadas pela Polícia Militar, as vacinas chegaram aos municípios de Tubarão, Criciúma Itajaí, Blumenau, Joinville e Jaraguá do Sul, Araranguá, Lages, Mafra, Rio do Sul. Florianópolis também recebeu as doses nesta manhã.

 

 

 

“Esse é um momento extremamente importante para Santa Catarina e, mais uma vez, nos unimos em prol da população. As forças de segurança do Estado estiveram disponíveis durante a pandemia para fiscalizar e levar equipamentos, garantindo as medidas de prevenção. Agora, seguimos em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, para levar as vacinas para os catarinenses, seja por terra ou pelo ar”, afirma o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e comandante-geral do CBMSC,  coronel Charles Alexandre Vieira.

 

 

 

 

A campanha de vacinação iniciou oficialmente nesta segunda-feira, em um ato no Instituto de Cardiologia, em São José, na Grande Florianópolis, quando três pessoas receberam a primeira dose do imunizante.

 

 

 

As definições sobre a distribuição foram confirmadas na noite desta segunda-feira, 18, durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Ao todo, 71.040 doses estão distribuídas entre os 295 municípios catarinenses. Esses insumos correspondem à primeira dose que deverá ser dada aos grupos prioritários. A segunda dose será enviada posteriormente pela SES. Na região, Mafra ficou com o maior número de doses, 498.

 

O quadro acima mostra na primeira coluna o total de doses destinadas a idosos que moram em instituições, a segunda se refere a indígenas e o terceiro ao total destinado ao grupo 1, que inclui profissionais de saúde e idosos acima dos 70 anos. Somente estes dois grupos compreendem mais de 2 mil pessoas em Canoinhas, mas o Município recebeu, nessa primeira leva, apenas 428 doses.

 

 

 

 

As quatro primeiras doses serão aplicadas às 19h desta terça-feira no gabinete do prefeito Beto Passos (PSD). Receberão as doses o médico responsável pela ala covid do Hospital Santa Cruz, Nizomar Filho, uma enfermeira do Centro de Triagem da Ala Covid, uma técnica de enfermagem e uma fisioterapeuta. “São profissionais que trabalham na ala covid desde o  começo da pandemia, que trabalharam duro nesse momento tão delicado”, destacou a secretária de Saúde de Canoinhas, Kátia Oliskovicz, que foi pessoalmente buscar as vacinas em Mafra.

 

 

 

Diante do quantitativo recebido, a SES definiu prioridades dentro dos grupos indicados na primeira fase do Plano de Vacinação. Sendo assim, nesta primeira etapa, deverão ser vacinados 6.026 pessoas, com 60 anos ou mais, residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas), 263 pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em residências inclusivas (institucionalizados), 7.710 indígenas acima de 18 anos de idade aldeados (vivendo em terras indígenas) e 54.385 trabalhadores de saúde.

 

 

 

 

 

PLANO

Nesta primeira etapa, deverão ser vacinados 6.026 pessoas, com 60 anos ou mais, residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas), 263 pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em residências inclusivas (institucionalizados), 7.710 indígenas acima de 18 anos de idade aldeados (vivendo em terras indígenas) e 54.385 trabalhadores de saúde. O quantitativo disponível para trabalhadores de saúde equivale a pouco mais de 30% da força de trabalho de Santa Catarina, portanto, foi pactuado com os municípios critérios de priorização para esse grupo:

 

 

 

1. Profissionais que atuam nas UTIs covid-19;

2. Profissionais que atuam nas Emergências covid-19;

3. Profissionais que atuam no atendimento clínico hospitalar covid-19;

4. Profissionais do Samu;

5. Trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos com deficiência);

6. Equipes que estiverem diretamente envolvidas na vacinação dos grupos elencados para esta etapa.

 

 

 

ACESSE O PLANO COMPLETO

 

 

 

 

“Cabe esclarecer que todos os trabalhadores da saúde serão contemplados com a vacinação, entretanto, a ampliação da cobertura desse público será gradativa, conforme disponibilidade da vacina”, afirma a SES.