Canoinhas passa de 100 novos casos de coronavírus em apenas uma semana


Desde quinta-feira, 8, Canoinhas identificou por meio de exame 103 novos casos de covid-19

 

 

 

Um boom de novos casos de coronavírus tem chamado a atenção das autoridades de saúde na semana que passou. Desde quinta-feira, 8, até esta quinta-feira, 15, foram 103 novos casos de covid-19 confirmados por meio de exame. Somente nesta quinta, 15, foram oito novos casos. O ápice foi no fim de semana, quando foram contabilizados 41 novos casos. Isso não significa que o boom seja necessariamente efeito do feriadão prolongado. Os exames levam de quatro a sete dias para ficarem prontos.

 

 

 

Dos oito casos mais recentes, são homens e mulheres entre 20 e 40 anos e todos apresentam sintomas da doença. Doze pacientes positivos para covid-19 foram liberados para o convívio social seguro, totalizando 102 casos ativos em isolamento no momento, outro recorde.

 

 

 

 

Especialistas dizem não se tratar de uma nova onda, mas sim de uma continuidade da primeira onda, que não foi bem tratada porque a população ignorou que ainda estávamos em estágio grave de contágio e passou a circular sem máscaras pela cidade. Houve também um relaxamento na fiscalização.

 

 

 

 

O Planalto Norte catarinense, que engloba dez cidades – Canoinhas, Bela Vista do Toldo, Major Vieira, Mafra, Itaiópolis, Irineópolis, Três Barras, Monte Castelo, Papanduva e Porto União – segue em nível grave de contágio conforme classificação do Governo do Estado.

 

 

 

 

 

O QUE PODE E O QUE NÃO PODE NO PLANALTO NORTE

O risco potencial grave para coronavírus também é considerado crítico, mas com um grau a menos que o gravíssimo. Nesse caso, as restrições são rigorosas, mas um pouco mais flexíveis.

 

 

 

Está proibido

– Acesso de público a competições esportivas públicas ou privadas.

– Aulas presenciais em todas as redes e para todos os níveis, com exceção do superior.

– Cinemas, teatros, casas noturnas, museus e qualquer evento que resulte em reunião de público.

– Conferências públicas ou privadas que acarretem aglomeração de pessoas.

– Casas de shows, boates e pubs, festas particulares com aglomeração.

– Concentração e permanência de pessoas em parques, praias e praças.

– Conferências públicas ou privadas que acarretem aglomeração de pessoas.

– Atividades em estabelecimentos que não estejam atendendo às normas sanitárias de prevenção ao coronavírus. 

 

 

 

Está liberado

– Aulas presenciais de reforço, desde que individuais.

– Missas e cultos religiosos, com 50% da lotação máxima.

– Academias com 50% da capacidade total.

– Prática de esportes individuais em praias, praças e parques. 

– Restaurantes e lancherias desde que respeitado as regras sanitárias.

– Funcionamento dos serviços públicos municipais, estaduais e federais de forma presencial, respeitado o limite de 30% do total de agentes públicos em exercício.





Deixe seu comentário: