Canoinhas faz novo processo licitatório para concluir mercado municipal

Arquivo

Longa história da obra começou no governo passado

 

 

MAIS UM POUCO

Iniciada em 2017, mas discutida desde o governo Beto Faria (MDB), a obra do Mercado Público Municipal de Canoinhas segue parada. As adversidades foram muitas.

 

 

 

A empresa licitada inicialmente, Adriana L. K. Wilpert, deixou a obra, já a segunda respondeu a processo administrativo, que concluiu pela rescisão do contrato. A terceira não foi chamada por que o valor orçado na primeira licitação já não seria praticável. Agora, novo processo licitatório para concluir a obra aconteceu nesta terça-feira, 5. Quatro empresas foram habilitadas a seguir no certame. A abertura dos envelopes com as propostas ocorre no dia 14 de novembro, isso se a empresa não habilitada não interpor recurso.

 

 

 

O espaço vai abrigar 16 quiosques destinados à comercialização de produtos da agricultura familiar. Contará ainda com um amplo espaço de convivência (área central interna), área administrativa no piso superior e toda a infraestrutura necessária para o seu funcionamento.

 

 

 

A obra, que deveria ser entregue até o final de 2017, está sendo edificada ao lado do Terminal Rodoviário com a frente voltada para a rua Paul Harris. O valor inicial do empreendimento seria de R$ 489.225,71, valor, certamente, já superado com as idas e vindas da execução.

 

 

 

 

SIMPLIFICAÇÃO

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) de Canoinhas promove na próxima terça-feira, 12, na Câmara de Vereadores de Canoinhas a apresentação de um programa que visa simplificar as atividades do instituto. São inicialmente 598 atividades que deixam de passar separadamente por IMA, Bombeiros, Vigilância, e unificam autodeclarações na Junta Comercial. O evento será das 14 às 17h e os interessados têm de fazer inscrições por este link. Clique aqui.

 

 

 

 

MORAR MELHOR

A Câmara de Três Barras aprovou ontem o texto do projeto de lei que cria o Programa Morar Melhor. O projeto visa a concessão de subvenção econômica e/ou a aquisição de materiais de construção, destinada à reforma, à ampliação ou à conclusão de unidades habitacionais dos grupos familiares contemplados, incluídos o fornecimento de assistência técnica e os custos operacionais do Programa que estejam a cargo do Município de Três Barras. “Não é qualquer município que consegue fazer um programa desses, tem de ter dinheiro”, observou o vereador Laudecir Gonçalves, o Barriga.

 

 

 

 

FALTOU O CONTRA

Vice-prefeito Renato Pike (PL) se confundiu ao postar fotos de sua presença em Seminário de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, dando a entender que está lutando contra as mulheres. A postagem foi no stories do Instagram, que se apaga automaticamente em  24 horas.

 

 

 

SIMESC

A diretoria do Sindicato dos Médicos de Santa Catarina (Simesc) Regional Canoinhas promove no dia 19 de novembro, terça-feira, às 19h30, reunião com médicos e estudantes de medicina da região, em que será ministrada a palestra “Publicidade e Propaganda em Medicina: Você está Fazendo isso Certo?”, com os assessores do Simesc, Rodrigo Machado Leal (advogado) e Carla Cavalheiro (jornalista). A participação é gratuita.

 

 

 

O encontro será realizado no Santa Catarina Plaza Hotel e também abrirá espaço para apresentação da diretoria Regional do Sindicato e assuntos de interesse da categoria.

 

 

 

 

VACINA

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa aprovou nesta quarta-feira, 6, o Projeto de Lei de autoria do deputado coronel Mocellin (PSL) sobre a obrigatoriedade da caderneta de vacinação em dia quando os pais forem matricular os filhos na rede pública e privada.  De acordo com a proposta, somente será dispensado da vacinação o aluno que apresentar atestado médico comprovando a contraindicação da aplicação.

 

 

 

 

DUPLO PREJUÍZO

Uma faculdade de Florianópolis terá de indenizar uma ex-aluna em R$ 3 mil, a título de dano moral, por perturbá-la com sucessivas ligações telefônicas de cobrança. Ao valor serão acrescidos juros e correção monetária. Em ação movida no Juizado Especial Cível do Norte da Ilha, a autora narrou que pediu o cancelamento da matrícula junto à instituição em setembro do ano passado. Desde o último mês de fevereiro, no entanto, a faculdade passou a cobrá-la por uma dívida inexistente em ligações frequentes. Os telefonemas eram direcionados ao seu celular e local de trabalho.

 

 

 

 

 

SAÚDE

A Assembleia Legislativa aprovou nesta quarta-feira, 6, mudança em uma lei estadual em vigor desde início do ano que obriga as operadoras de plano de saúde a informarem por escrito aos consumidores sobre os motivos de eventuais negativas de cobertura de procedimentos médicos, cirúrgicos e de diagnóstico.

 

 

 

O texto do altera a legislação para permitir que essa informação seja enviada por meio eletrônico, como e-mail, por exemplo.

 

 

 

 

COMPASSO DE ESPERA

Os prefeitos, prefeitas e gestores públicos de SC aguardam com grande expectativa o detalhamento das medidas propostas pelo Governo Federal sobre arrecadação de recursos e atuação da União, estados e municípios no atendimento as obrigações com os contribuintes. O Governo Federal enviou ao Congresso na terça-feira, 5, um pacote de medidas econômicas para um novo Pacto Federativo. 

 

 

 

o presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, disse que nos próximos dias, a equipe técnica de economia e pesquisa da Federação tratará de analisar as proposições. “O que esperamos do Pacto Federativo é ampliação dos recursos e mais autonomia para os municípios”, reforça Ponticelli. 

 

 

 

Em caráter de PEC, as propostas precisam ser aprovadas em dois turnos de votação no Senado e outros dois turnos na Câmara, antes de ser promulgada e entrar em vigor.

 

 

 

FUNDO SEM FUNDO

Mais de dez partidos se articulam no Congresso para aumentar o fundo eleitoral destinado às legendas no pleito do ano que vem para até R$ 4 bilhões. O Ministério da Economia propôs o valor de R$ 2,5 bilhões em projeto de lei encaminhado no mês de setembro ao Parlamento.




Deixe seu comentário: