Canoinhas contrata empresa para fazer pesquisa de satisfação na Saúde

Posto de saúde do Campo d'Água Verde/Priscila Noernberg /Divulgação

Empresa fará perguntas específicas aos usuários do SUS

 

 

PESQUISA

Beto Passos (PSD) está certo de que sua atuação na área da Saúde tem ido bem além de seus antecessores, porém, como camarão que dorme a onda leva, por via das dúvidas contratou uma empresa especializada em pesquisas de satisfação para entrevistar usuários do SUS em Canoinhas. A pesquisa, encomendada ao custo de R$ 5 mil, vai ouvir moradores que dependem dos postos de saúde, farmácia básica e Pronto Atendimento Municipal.


 

O interesse de Passos não é por acaso. Como conseguiu praticamente zerar as filas nos postos de saúde, melhorou o atendimento do Pronto Atendimento disponibilizando um terceiro médico nos horários de pico e melhorou a vida dos mais doentes com o Remédio em Casa, ele vê nisso uma boa bandeira para tentar a reeleição. Contudo, reclamações sempre existirão. Ele quer saber quais são as principais para atacar problemas específicos.

 

 

A VOLTA DE FARIA

Beto Faria (MDB) voltou a Canoinhas, mas não reassumiu suas funções na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural. Ele tem direito a licença-prêmio de 330 dias. Decidiu gozar do benefício antes de tomar qualquer decisão.

 

 

 

SEMÁFOROS

O Município de Canoinhas está licitando R$ 46 mil na compra de novos semáforos. Os locais onde esses semáforos serão instalados ainda não foram divulgados.

 

 

 

MAIS UMA

Além da abertura do calçadão da Felipe Schmidt e da pavimentação de 213 metros da rua Adolfo Voigt, 280 metros da rua Guilherme Gonchorovski e 377  metros da rua Sérgio Gapski, a Paviplan acaba de vencer licitação para pavimentar trecho da rua Francisco de Paula e Silva.

 

 

 

 

SOBREAVISO

A Nova Expansão Assessoria Serviços Médicos Ltda, MSk, Instituto Ito e Cooperativa de Trabalho Médico venceram as licitações para oferecerem as seis especialidades de sobreaviso médico no Pronto Atendimento Municipal e Hospital Santa Cruz – ortopedia/traumatologia, cirurgia geral, anestesiologia, pediatria, clínica médica e neuroclínica. A sétima especialidade, neurocirurgia, teve edital aberto nesta segunda-feira, 18, conforme prometeu a Secretaria de Saúde.



 

 

 

MERCADO MUNICIPAL

Iniciada em 2015, a obra do Mercado Municipal de Canoinhas ainda não está concluída. Secretário de Planejamento, Rafael Roeder, lembrou que a vencedora da licitação não concluiu a obra, abandonando-a. Agora, a segunda está sendo morosa também. “Por nós teríamos rompido o contrato, mas a Caixa não nos deixa. Temos de seguir as regras da Caixa”, explica. O prazo para conclusão da obra é 18 de abril.

 

 

 

MEDIDA ECONÔMICA

O Governo do Estado lançou novo modelo de aquisição de combustíveis da frota estadual. Só nos dois primeiros meses de 2019, houve uma redução de consumo equivalente a 130,4 mil litros de gasolina e óleo diesel – e a expectativa é que essa economia represente R$ 6,2 milhões para os cofres estaduais até o fim do ano, segundo o Estado.

 

 

O novo processo extinguiu 2.688 contratos diferentes, que eram administrados pela Secretaria de Administração com os postos e outras secretarias. Agora, uma única empresa foi licitada para fornecer o combustível para o Estado. “Esse é um novo jeito de governar. Não para quem governa, mas para as pessoas que vivem em Santa Catarina. Por isso, a importância de fazermos uma gestão íntegra, transparente e com melhores resultados para o governo de Santa Catarina e a população catarinense”, destaca o governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

 

 

INCENTIVOS

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Santa Catarina realiza na manhã desta terça-feira, 19, a sua reunião ordinária semanal. Na pauta de votações, 11 itens, a maior parte deles referente a discussão de mensagens de veto do governador a projetos aprovados pela Assembleia. A reunião será às 10 horas, na Sala das Comissões.

 

 

Ao todo, sete vetos estão pautados para o encontro. Entre os destaques, está o veto ao projeto de lei que isenta veículos movidos a motor elétrico e híbrido do pagamento de IPVA, o veto à proposta sobre a publicidade da agenda de atos políticos do Poder Executivo e o veto à implantação do prontuário eletrônico do paciente nos serviços públicos e privados de saúde do estado.

 

 

A CCJ aprecia, ainda, o relatório a quatro propostas de origem parlamentar, como o PL 15/2019, da deputada Ada de Luca (MDB), que obriga bares, restaurantes, casas noturnas e de eventos a adotar medidas de auxílio à mulher que se sinta em situação de risco. A relatora da matéria é a deputada Paulinha (PDT).

 

Deixe seu comentário: