domingo, 14

de

agosto

de

2022

ACESSE NO 

Canoinhas confirma 22 focos de mosquito transmissor da dengue

Últimas Notícias

- Ads -

Focos foram encontrados no perímetro urbano

O setor de controle de endemias do Ambulatório Municipal de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Canoinhas confirmou o registro de 22 focos do mosquito Aedes aegypti no perímetro urbano do município em 2022. Segundo a bióloga Cristina Brandes Grosskopf, a maioria dos focos foram encontrados no Centro do município. “Localizamos uma moradora que acumulava água da chuva para molhar as plantas. Com isso os imóveis vizinhos também acabaram tendo focos”, alerta.

A partir do registro de um foco do mosquito Aedes aegypti, inicia-se a delimitação de foco, explica a bióloga. “É a visitação em 100% dos imóveis em um raio de 300 metros, abrindo-se novos raios a cada foco detectado”. Após dois meses, os agentes de combate às endemias retornam ao local para a realização do levantamento de índice tratamento, segunda etapa do trabalho de controle do foco. “Além disso, contamos com a vigilância em armadilhas e pontos estratégicos em toda a área urbana do município”, garante Cristina Grosskopf.

A bióloga lembra que o combate ao aedes é responsabilidade de todos. “Com tanta informação disponível é muita irresponsabilidade das pessoas este aumento no número de casos”, lamenta a profissional.

A bióloga alerta também sobre os cuidados nos cemitérios. Diversas amostras de larvas foram coletadas na tarde desta quarta-feira, 11. Ela informa que recipientes que acumulem água serão destruídos.



PARA EVITAR A PROLIFERAÇÃO DO AEDES AEGYPTI:

• Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;

• Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

• Mantenha lixeiras tampadas;

• Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

• Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;

• Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana; • Mantenha ralos fechados e desentupidos;

• Lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana; • Retire a água acumulada em lajes;

• Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;

• Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;

• Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;

• Denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Epidemiologia, 3622-8416.