terça-feira, 5

de

julho

de

2022

ACESSE NO 

Botafogo vence lanterna Fortaleza no fim e entra no G6 do Brasileiro

Últimas Notícias

- Ads -

Coritiba bate América-MG e Juventude supera Avaí fora de casa

O Botafogo fez a festa dos mais de 23 mil torcedores que estiveram no estádio Nilton Santos neste domingo, 15, à noite. O Glorioso venceu o Fortaleza por 3 a 1, pela sexta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, entrando na zona de classificação à próxima Libertadores.

O Alvinegro carioca foi a 11 pontos, assumindo o quarto lugar de forma provisória, podendo encerrar a rodada, no máximo, na quinta posição, caso o Santos some pontos contra o Goiás também neste domingo, no estádio da Serrinha, em Goiânia. O Leão do Pici, com apenas um ponto em cinco jogos, permanece na lanterna do Brasileiro.



Os cearenses abriram o placar aos 13 minutos do primeiro tempo, com Moisés. O camisa 21 aproveitou a sobra de uma dividida do também atacante Silvio Romero com o goleiro Gatito Fernández e conferiu para as redes. Inicialmente, o gol foi anulado por impedimento, sendo validado na sequência, após intervenção do árbitro de vídeo (VAR).

A missão dos visitantes, porém, complicou-se aos 39 minutos, com a expulsão de Brayan Ceballos pelo segundo cartão amarelo. No lance seguinte, o também zagueiro Victor Cuesta ficou com o rebote de uma cobrança de falta na área e cruzou para o atacante Erison, de peixinho, empatar o jogo.

Mais agressivo e tentando fazer valer a superioridade numérica, o Botafogo teve um gol de Erison anulado aos dez minutos da etapa final por impedimento. A virada saiu aos 43, com Patrick de Paula. O volante bateu falta e a bola desviou no lateral Yago Pikachu, enganando o goleiro Marcelo Boeck. Nos acréscimos, aos 48, o lateral Daniel Borges definiu a vitória alvinegra.



Quem também está no G6 é o Coritiba, que levou a melhor sobre o América-MG em confronto direto por lugar na zona da Libertadores. Neste domingo, o Coxa derrotou o Coelho por 1 a 0 no estádio Couto Pereira, na capital paranaense. Os anfitriões foram a dez pontos, na sexta posição. Os mineiros, com nove pontos, iniciaram a rodada no terceiro lugar, mas encerram o fim de semana em oitavo.

O gol da vitória paranaense saiu nos acréscimos do primeiro tempo. Aos 47 minutos, o lateral Egídio cruzou da esquerda e o volante Andrey mandou de cabeça para as redes. Oito minutos antes, o América perdeu o zagueiro Iago Maidana, expulso pelo segundo cartão amarelo, após acertar o atacante Léo Gamalho.



O Coritiba ainda se beneficiou do tropeço do Avaí, que perdeu do Juventude por 2 a 1 na Ressacada, em Florianópolis. O Leão da Ilha soma os mesmos dez pontos dos paranaenses e do Santos, mas fica atrás pelo saldo de gols e aparece em sétimo. Os gaúchos conquistaram a primeira vitória no Brasileiro, mas continuam na zona de rebaixamento – agora em 17º. O Papo tem seis pontos, assim como Athletico-PR e Flamengo, sendo superado nos critérios de desempate.

Aos 24 minutos do primeiro tempo, Óscar Ruiz colocou o Juventude à frente. O empate saiu no lance seguinte, em voleio do também atacante Bissoli. Na etapa final, novamente aos 24, o zagueiro Vitor Mendes, de cabeça, garantiu a vitória alviverde. Os visitantes ainda tiveram o atacante Paulinho Moccelin expulso com auxílio do árbitro de vídeo (VAR), mas seguraram o resultado positivo.

SÃO PAULO X CUIABÁ

Rubens Chiri



Após dois empates seguidos, o São Paulo voltou a vencer na Série A do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, 15, o Tricolor derrotou o Cuiabá por 2 a 1, de virada, no Morumbi, pela sexta rodada da competição. Os visitantes saíram de campo na bronca com a arbitragem.

O triunfo na capital paulista levou a equipe comandada por Rogério Ceni aos 11 pontos, provisoriamente na terceira posição, podendo ser ultrapassado por Santos, Avaí, América-MG e Botafogo na sequência da rodada. O Dourado, com sete pontos, tem o 13º lugar ameaçado somente pelo Goiás, entre os clubes que ainda jogam neste domingo, 15.



O São Paulo comandou as ações ofensivas durante os 90 minutos. No primeiro tempo, além das defesas do goleiro Walter, salvando o Cuiabá, o zagueiro Robert Arboleda acertou a trave. Mas quem foi para o intervalo à frente foi o time visitante. Aos 32, Alesson aproveitou uma trombada dos zagueiros Léo e Arboleda e ficou cara a cara com o goleiro Jandrei. O camisa 9 chutou no poste, mas a sobra caiu nos pés do também atacante Jenison, que abriu o placar.

A etapa final foi marcada por dois lances polêmicos, muito questionados pelo Cuiabá. Aos 18 minutos, o meia André Anderson caiu na área em disputa de bola com o zagueiro Marllon. O árbitro Alexandre Vargas de Jesus deu pênalti a favor do Tricolor. O atacante Jonathan Calleri cobrou e deixou tudo igual. Aos 27, Jonathan Cafu tentou finalizar, mas acabou desarmado por Arboleda e acertou a canela do jogador são-paulino. Avisado pelo árbitro de vídeo (VAR), o juiz conferiu o lance e expulsou o atacante do Dourado.



Nove minutos depois, veio a virada dos anfitriões. O meia Nikão ficou com a sobra de um chute do atacante Emiliano Rigoni e bateu cruzado. A bola desviou no volante Marcão e morreu nas redes cuiabanas.

O São Paulo volta a campo nesta quinta-feira, 19, às 21h30 (horário de Brasília), novamente no Morumbi, diante do Jorge Wilstermann (Bolívia), pela Copa Sul-Americana. No domingo que vem, 22, o Tricolor terá o clássico contra o Corinthians, às 16h, na Neo Química Arena, também na capital paulista. Um dia antes, no sábado, 21, o Cuiabá recebe o Internacional na Arena Pantanal.