domingo, 22

de

maio

de

2022

ACESSE NO 

Bombeiros suspendem buscas a mulher desaparecida em Campo Alegre

Últimas Notícias

- Ads -

Lamya Selenica, de 62 anos, desapareceu no dia 12

Após sete dias, o Corpo de Bombeiros de Campo Alegre suspendeu nesta quinta-feira, 20, as buscas por Lamya Selenica, de 62 anos. A mulher, que é israelense, se encontra desaparecida desde às 13 horas de quarta-feira, 12, quando foi vista saindo da Comunidade da Nova Galileia sentido Avenquinha/ Fragosos, trajando um vestido listrado, uma blusa de manga comprida rosa e uma calça preta.

Equipes formadas por bombeiros de Campo Alegre, São Bento do Sul e Rio Negrinho a procuravam na região desde terça-feira, 18, com a ajuda de dois binômios (dupla de cão e bombeiro especializados em buscas), compostas pelo Cabo Canever e Leia, de Porto União, e o Cabo De Souza e a cadela Zara, de Brusque.

Segundo os bombeiros, as equipes nesta quinta-feira, 20, passaram o dia na localidade de Fragosos, onde percorreram com viatura em busca de novas informações ou até mesmo de alguma coisa que indicasse onde Lamya teria passado. Foram verificadas diversas câmeras de diversas empresas, mas até o momento nada foi confirmado.

A corporação segue agora a hipótese de que o caso deixou de ser uma ocorrência de pessoa perdida e se tornou uma ocorrência de pessoa desaparecida. Ou seja, a vítima não se encontra na área das buscas, mas sim tomou um rumo incerto e desconhecido. “Todos os locais onde temos a confirmação que ela passou foram buscados exaustivamente por bombeiros, a pé, drones e até mesmo cães de buscas que nada indicaram, confirmando que nesses locais onde a probabilidade de que ela deveria estar, ela não se encontra”, explicou o tenente João Ricardo.

Nesta quinta-feira, 20, o Corpo de Bombeiros de Campo Alegre entrou novamente em contato com a Polícia Civil para troca de informações e agora a corporação deve aguardar novas informações para continuar as buscas, já que com as informações que as equipes receberam, as possibilidades já foram descartadas.

Sendo assim, a corporação ressalta que as ações ficam suspensas até que novas informações concretas motivem novas ações de buscas.